Busca

Categoria: Para os pais


14:35 · 23.07.2015 / atualizado às 14:36 · 23.07.2015 por

Ainda dá tempo de correr para o Shopping Aldeota – 1º piso, em frente à Marisa e conferir os expositores da feira “Bosque Encantado”, que recebe a sua primeira edição e traz dicas de profissionais renomados de diferentes setores que movimentam o setor de festas infantis: bolo, docinhos, chocolates, decoração, lembrancinhas, fotografia, iluminação, animadores e estilistas infantis.

Confiram fotos de quitutes  expostos na feira:

Foto: Mimos da feira infantil Fotos: Divulgação
Foto: Mimos da feira infantil Fotos: Divulgação
Detalhes de convite e de quitutes
Detalhes de convite e de quitutes
Diferentes tipos de chocolates. Delícia!
Diferentes tipos de chocolates. Delícia!
Toda a beleza e encanto do tema "Chapeuzinho Vermelho"
Toda a beleza e encanto do tema “Chapeuzinho Vermelho”
Tema "João e Maria"
Tema “João e Maria”
13:36 · 21.07.2015 / atualizado às 13:24 · 22.07.2015 por

Para os papais que trabalham o dia inteiro, uma preocupação surge no mês de julho: onde e com quem deixar a criançada num ambiente sadio e seguro? As colônias de férias são uma ótima opção para preencher o tempo livre dos filhos.

Atividades recreativas e esportivas fazem parte das programações das colônias organizadas por escolas e clubes pela capital.

Batalhão da Diversão

Diversão e saúde na Colônia de Férias do Farias Brito
Diversão e saúde na Colônia de Férias do Farias Brito

Um grito de guerra forte e animado para começar o dia. É assim que as crianças da Colônia de Férias do Colégio Farias Brito iniciam as diversas atividades programadas para a turminha. Atração é o que não falta. Oficina de pipa, cozinha, futebol de sabão, brincadeira na piscina e cama elástica são algumas das atrações que a criançada poderá ter para se divertir durante duas semanas. A colônia funciona em três sedes diferentes, em sistema de turnos ou integral e recebe a garotada de quatro a onze anos. Todas as atividades são acompanhadas por monitores e professores treinados para orientar as brincadeiras.

Para a coordenadora da sede Farias Brito Seis Bocas, Viviane Rissi, a colônia é uma opção segura para os pais que passam o dia no trabalho. “Nós observamos as dificuldades dos pais na hora das férias das crianças. A maioria deles não está em época de férias e acaba não dedicando o tempo necessário para os filhos. As crianças acabam ficando em casa, na frente do videogame, televisão, podendo ficar ociosas. Os pais ficam tranquilos deixando as crianças aqui, já que oferecemos uma programação animada e uma alimentação saudável. Tudo é detalhadamente programado e acompanhado pela nossa equipe”, afirma.

Para Zaira Batista, 7, a colônia de férias traz a oportunidade de rever os coleguinhas de classe e fazer atividades que não conhecia. “Eu acho muito legal. Todos os meus amigos estão aqui e a gente brinca toda hora. O que eu mais gosto é da piscina”, explica.

Raquel Brandao, com a filha Mariana
Raquel Brandão, com a filha Mariana

Raquel Brandão, mãe da pequena Mariana, 4, se rendeu à opção de lazer. “Acho que vale muito. Sempre trago a Mariana e ela adora as atividades. Fico bem tranquila porque sei que ela está segura aqui. A colônia tem uma alimentação regular, acompanhada por um nutricionista. No fim do dia minha filha está cheia de histórias para contar”, revela.

Pé na areia, é hora de brincar

Colônia de Férias do Ari de Sá
Colônia de Férias do Ari de Sá

A Colônia de Férias do Colégio Ari de Sá Cavalcante não mediu esforços para trazer o melhor da diversão para a criançada. Banho de Mangueira, escorrega de sabão, casa dos monstros, escorrega inflável, muita música e até monitor estrangeiro para incentivar a fluência da língua inglesa durante as atividades. As irmãs Lara e Luíza Almeida, 11, são integrantes fiéis da colonia Ari desde os três anos. “Todos os anos a gente vêm pra colônia porque é muito bom, tem muita brincadeira, a gente faz novos amigos, além disso tudo já ensinamos as crianças mais novas algumas atividades”, diverte-se Lara.

O coordenador de esportes da colônia de Férias do Ari de Sá, Rafael Filgueiras, explica que as brincadeiras são elaboradas por um equipe de professores especializados em atividades esportivas e recreativas infantis com o objetivo de estimular a criatividade e a sociabilização.

“A programação da colônia de férias é voltada para o desenvolvimento social, motor e sensorial da criança. Procuramos estimular todos esses sentidos, por isso aqui tem pé no chão, na grama e na areia. As atividades são acompanhadas por profissionais e trabalhadas para incentivar o raciocínio e a lógica. Também resgatamos as brincadeiras tradicionais de rua e elas são importantes porque muitos deles experimentam essas atividades pela primeira vez. Todo o espaço e a atenção da equipe, durante esta temporada, é voltado para a satisfação deles. Saber que eles estão felizes e que voltam para casa na expectativa do que vai ter no outro dia é recompensador”, explica Rafael Filgueiras.

Todas as atividades da Colônia de Férias do Ari de Sá foram acompanhadas por monitores e professores treinados  Fotos: Everton Lemos/ Agência Diário
Todas as atividades da Colônia de Férias do Ari de Sá foram acompanhadas por monitores e professores treinados Fotos: Everton Lemos/ Agência Diário

A colônia de férias do colégio Ari de Sá Cavalcante é aberta ao público e, este ano já recebeu 112 crianças, entre três e 12 anos de idade. Funciona durante o turno da manhã na sede Aldeota.

É um, é dois, é três e já!

A colônia do Christus Sul se revestiu da temática junina
A colônia do Christus Sul se revestiu da temática junina

Muitas gargalhadas e história para contar foi o que rendeu à Colônia de Férias do Colégio Christus. Lá, a diversão reinou durante duas semanas e contagiou os espaços da sedes sul e Dionísio Torres. Este ano, a família Christus resgatou as tradições de atividades recreativas ao ar livre para aproveitar o espaço que a escola dispõe e estimular a socialização entre os pequenos.

“Procuramos atender as necessidades dos pais principalmente neste período de férias. Para que as crianças não passem o dia ocioso preparamos com muito amor a programação da Colônia de Férias Christus. Tivemos atividades diferentes durante todos os dias, dirigidos por uma equipe de professores e monitores.

A colônia funciona como uma extensão educacional da escola e por isso as atividades fora, orientada e participativas. Tivemos uma procura mais que esperada e ficamos felizes por este retorno. Já estamos de olho nas férias de dezembro. A colônia Christus estará de portas abertas para receber os pequenos”, ressalta Caroline Rocha, coordenadora da Colônia de Férias Christus.

Competição saudável e muita torcida na colônia do Christus Sul
Competição saudável e muita torcida na colônia do Christus Sul

A pequena Andréia Ribeiro, 8, aproveitou todos os dias da Colônia e aprovou. “Foi ótimo, pena que já acabou. Eu queria voltar mais vezes porque aqui a gente brinca demais, se diverte e todos os meus amiguinhos da sala estão aqui”, comenta.

Compromisso pedagógico

Outra Colônia de Férias de referência é a realizada pelo Colégio Oliveira Lima. Com programação destinada a crianças com idade entre dois e 10 anos, oferece atividades como circo, brincadeiras recreativas, culinária, gincana, contação de histórias, sessões de filmes entre outros.

Oficina de circo foi uma das atividades que marcou a colônia de férias do Colégio Oliveira Lima Foto: Divulgação
Oficina de circo foi uma das atividades que marcou a colônia de férias do Colégio Oliveira Lima Foto: Divulgação

Durante a colônia, os participantes tem, a cada dia, um tema diferente. Em meio ao assunto escolhido, a criançada tem a oportunidade de construir seu próprio instrumento, participar de gincanas, teatro, jogos e brincadeiras diversas, entre outras dinâmicas que, além de recreativas, foram pensadas pedagogicamente.

“Em nossa escola a ideia da colônia de férias como ajuda aos pais é secundária. O foco é que haja primeiramente um serviço para criança. O objetivo é que esses 15 dias possam fazer diferença na vida dela e que o aprendizado fuja do superficial. E isso é possível, mesmo que o pai pense que seja pouco tempo”, diz o diretor da escola, Lauro Lima.

Segurança das crianças e atividades criativas

A Creche Gira Mundo pensa na segurança que pais precisam ter na hora de escolher onde deixar os filhos nas férias. As brincadeiras e atividades lúdicas ditam a programação, que também não deixa de incluir momentos de aprendizado.

Brincadeiras lúdicas da Creche Gira Mundo Fotos: Divulgação
Brincadeiras lúdicas da Creche Gira Mundo Fotos: Divulgação

Entre as ações que os alunos desenvolvem no período estão aulas de culinária infantil, teatro de fantoches, oficinas de sucatas, sessões de filmes, recreação literária, teatro infantil, bailes à fantasia e até atividades esportivas não convencionais, como o slackline.

Serviço
Colégio Ari de Sá
Atividades: oficina de arte, culinária, informática, jogos de futebol, voleibol e basquetebol, entre outras atividades.
Para crianças de três a 10 anos
Informações:
Sede Washington Soares: 3477 2008
Sede Aldeota: 3486 8405

Colégio Farias Brito
Atividades: oficina de arte, culinária, recreação.
Para crianças do infantil 4 ao 5º ano
Informações:
FB Júnior Central: 3464 7888
FB Júnior Seis Bocas: 3064 2818
FB Júnior Aldeota: 3486 9038
FB Júnior Sobralense: (88) 3677 8003

Colégio 7 de Setembro
Atividades: passeios, histórias, teatro, esportes, brincadeiras aquáticas, oficinas de arte e culinária
Para crianças de um a 12 anos
Informações:
Centro e Aldeota: 4006 7777

Veja vídeo de algumas colônias:

Colégio Master
Atividades: oficinas, jogos, passeio, gincanas, shows circense e de mágica, entre outras atividades
Para crianças de três a 10 anos
Informações: 4011 1224

Colônia de Férias Brincando de Artista, ação do Cria – Espaço Multiarte
Atividades: recreativas e artísticas, como a dança, teatro, pintura, escultura em argila, contação de histórias, além de ioga e culinária.
Para crianças de 4 a 10 anos
Informações: 99995 8890 ou 98834 0450

Paraíso da Perê – Círculo Militar
Quando: até 31/7 (manhã, tarde e período integral)
Atividades: oficinas de arte, jogos, gincanas, shows, entre outras atividades
Para crianças de 3 a 13 anos
Informações: 3088 9160 /8832 0269

Escola Creche Gira Mundo
Rua Padre Chevalier, 745, bairro Joaquim Távora
Informações: (85) 3244.7904
Para crianças de 1 a 7 anos (da própria escola) / de 3 a 7 anos (de fora da escola)

Colégio Oliveira Lima
Sempre em janeiro e julho: manhã, tarde e integral
Rua Barbosa de Freitas, 705, Meireles
Instagram: @construtivista/ (85) 3264.2337

Colégio Christus
Diversas Sedes
Sede Sul: (85) 3251.4100
Dionísio Torres: (85) 3277.1500

16:30 · 20.07.2015 / atualizado às 16:30 · 20.07.2015 por

Nos dias 21, 22 e 23 de julho, o mundo colorido das festas infantis vai invadir o Shopping Aldeota. O centro comercial realizará a feira “Bosque Encantado do Shopping Aldeota”, com elementos comumente necessários para realizar a festa dos sonhos da criançada. Serão apresentadas três sugestões clássicas de temática: João e Maria, Chapeuzinho Vermelho e Branca de Neve.

BosqueEncantado

O evento reunirá mais de 30 profissionais e fornecedores mostrando serviços como fotografia, decoração, vestuário, música, doces, bolos, decoração e estilistas infantis.

O público ainda poderá participar de sorteios e conferir desfiles e degustações. Nos três dias, às 19h, a feira também terá shows de música e animação para os pequenos e atrações como brincadeiras e pinturas de rosto.

Serviço:
Bosque Encantado do Shopping Aldeota
Período: 21 a 23 de julho
Piso L1 – Shopping Aldeota (Av. Dom Luís,  500).

12:18 · 24.04.2015 / atualizado às 12:18 · 24.04.2015 por

Abril é um mês repleto de comemorações para quem ama ler. No dia 18, se comemora o Dia Nacional do Livro Infantil e no dia 23, foi proclamado desde 1995 o Dia Mundial do Livro e dos Direitos do Autor, por conta das datas de nascimento e de morte do dramaturgo e poeta inglês William Shakeaspeare e de nascimento do escritor espanhol Miguel de Cervantes. Um mês superespecial, portanto, e digno de muitas viagens pelo universo que só os livros proporcionam. Vamos às dicas:

1. Selvagem

Nessa obra, escrita e ilustrada por Emily Hughes, as ilustrações são o diferencial. Desde as folhas de rosto, todas decoradas em flores, folhas e guizos, até a personagem em questão, seus pais adotivos e seus amigos da floresta, tudo encanta.  O enredo, que tem pouco texto, ótimo para os menores e aqueles em fase de alfabetização, fala de uma menina que vivia muito bem na floresta, assim como o Mogli.  Só que tudo muda quando ela encontra uns animais novos na floresta e levam ela para a dita “civilização”.  Aqui, tem uma prévia do livro.

Olhem algumas das lindas ilustrações:

09

A floresta inteira a adotou como filha, mesmo sem saber de onde ela veio

10

E ela adorava brincar com as raposas

11

Só que adotaram ela e queriam mudá-la de todo jeito

08

Um dos detalhezinhos fofos desse livro é a lombada de tecido.

Selvagem

Emily Hughes

Pequena Zahar

Tradução de Maria Luiza de A. Borges

40 páginas

Preço médio: R$ 39,90

2. A perigosa vida dos passarinhos pequenos

 Nesse livro, que é a estreia da Miriam Leitão (sim – é a comentarista de economia do Bom Dia Brasil e ela já tem três obras publicadas) na literatura, ela fala dos pássaros da sua fazenda e de como eles tentam sobreviver, em meio à predadores naturais e ao homem, mesmo sendo tão pequenos e frágeis. Indicado para crianças maiores, a partir de oito anos, por ter mais texto, fala bastante de preservação e das espécies que existem, de verdade, na Mata Atlântica.

Essas são as espécies com seus nomes e desenhos:

02

 

E essas as fotos delas:

03

E essa é a obra:

01

A perigosa vida dos passarinhos pequenos

Miriam Leitão

Ilustrações de Rubens Matuck

Rocco

54 páginas

Preço médio R$ 35

3. Jardim de Polvo (Octopus Garden)

A canção de Ringo Starr, para os beatlemaníacos de plantão, se transformou em livro infantil  e foi lançado aqui no Brasil pela Salamandra. O livro, com capa dura e superilustrado, vem em versão bilíngue e ainda conta com um CD com a canção, com uma . ixa em karaokê, pra criançada acompanhar com a letra em inglês que está no livro. E também foi Ringo que compôs o sucesso Yellow Submarine, que virou até animação em 1968:

YouTube Preview Image

Para quem não conhece a música Octopus Garden, ela está no álbum Abbey Road:

YouTube Preview Image

As ilustrações de Bem Cort mostram todo o colorido do jardim do Polvo. Dá só uma olhada:

06

05

E aqui um trechinho da letra com tradução:

07

E o livro:

04

Octopus Garden (Jardim de Polvo)

Ringo Starr

Ilustrações de Bem Cort

Editora Salamandra

26 páginas

Preço médio: R$ 39

 

21:43 · 10.04.2015 / atualizado às 21:43 · 10.04.2015 por

Neste sábado e domingo, Fortaleza traz algumas opções diferentes do que o costume para as crianças. Afinal, na segunda, dia 13, a cidade completa seus 289 anos de existência. Para marcar a data, o Centro Cultural Banco do Nordeste, no Centro, ali pertinho da Catedral, preparou uma programação especial a partir das 13 horas de sábado.

download

 

O Centro Cultural Banco do Nordeste fica na Rua Conde D’Eu, bem próximo à Catedral  Metropolitana

Nesse horário, tem arte em família e às 14 horas, o Bode Ioiô irá protagonizar contação de histórias, seguido da Peça Infantil Antenor e o Boizinho Voador. Tudo termina às 16 horas com o Trenzinho da História, conduzido pelo Bode Ioiô. A entrada é franca e dessa vez, para quem quiser saber mais não só do Bode, mas também da história de Fortaleza, será vendido um álbum com figurinhas autocolantes sobre o assunto.

bodeioio

Esse é o Bodinho Ioiô, que conduz o Trem da História

DSCN2409

E esse é o Bode Ioiô de verdade, que foi candidato muito bem votado a vereador de Fortaleza nos anos 1920 e, por ser muito querido, foi empalhado depois de morto e está exposto no Museu do Ceará

Outra programação bem legal vai estar na Livraria Nobel da Avenida Washington Soares. O Grupo Encantos irá apresentar o musical “Os saltimbancos”, que fez bastante sucesso com o álbum organizado por Chico Buarque, Miúcha e outros cantores e que fala a história dos quatro animais que fogem dos maus tratos dos seus patrões, se encontram em uma estrada para serem um grupo musical. Também é aberto ao público e começa as 17 horas.

11141307_455504561278987_6209676034628023586_n

Esse é o cartaz do evento

11116007_841781579225781_1169732991_n

E essa a galera do Grupo Encantos

12:37 · 20.03.2015 / atualizado às 12:37 · 20.03.2015 por

Ler é bom demais, não é? E quando se acrescentam boas histórias e ainda ilustrações que falam ao coração, podem inspirar momentos inesquecíveis entre pais e filhos.

Hoje, no dia que homenageia o Contador de Histórias (sim, o dia 20 de março é dedicado aos Contadores de Histórias!), que todos nós, pais, mestres e amigos de crianças, somos um pouquinho,  trago  quatro dicas de livros interessantes, com temas que vão desde uma fábula que ensina a importância de hábitos simples, como os de higiene, até assuntos mais complexos, como separação dos pais. Vamos aos livros.

1. O doce plano das galinhas (Nara Vidal, com ilustrações de Leka, da Editora Cuore)

Esse livro é um dos mais divertidos. De forma leve, a escritora mineira radicada na Inglaterra Nara Vidal desfia o texto, que lembra aquele filme bem legal: A fuga das galinhas.  Lembram do trailer?

YouTube Preview Image

Isso porque todos os personagens são animais e os protagonistas são os inimigos de sempre: raposas e galinhas. Só para começar, Nara diz logo assim:

“Num mundo diferente, onde nem eu, nem você estivemos, tem vacas  com manchas coloridas que dão leite de chocolate (hummmm), tem burro inteligente e porco que não come porcaria. Tem carneirinho que conta abelha para dormir, tem galinhas que falam e raposas que se acham muito espertas”.

Uma das ilustrações:

diarinho 05

 

 

Mas, pelo menos pra mim, o momento mais interessante do livro é o bilhete em raposês, feito pelas galinhas, para as raposas, que rende risadas até hoje na minha casa:

raposes

 

O bom é que tem a tradução de cabeça para baixo, no fim da página, que nem aquelas respostas de passatempo…

E no fim, se revela qual era o doce plano das galinhas e que as crianças tem que tomar bastante cuidado para não caírem na mesma armadilha.

diarinho 04

 

O doce plano das galinhas

Nara Vidal

Leka

Editora Cuore

Preço médio: R$ 34

 

2. Lá e aqui (Carolina Moreira e Odilon Moraes – Pequena Zahar)

Nesse pequeno livro, com capa dura, as frases são bem curtas e as ilustrações emocionam. O tema complexo: as transformações que uma separação pode gerar no coração de uma criança, explicadas de forma bem simples e poética.

Tudo começa com o clássico “Era uma vez uma casa” e complementa mostrando ele, a mãe e o pai e os bichinhos e plantas que moravam no jardim.

laeaqui

Era o lago, a casa, o cachorro, os sapos, o pai e a mãe.

Mas, depois de apresentar a casa e os jardins, os autores dizem que começou uma grande chuva, que afogou a casa, os jardins, os sapos e até os peixinhos, que foram morar nos olhos úmidos da mãe.

laeaqui2

 

Mas, depois fica tudo bem, cada um na sua casa. Como a gente gostaria que ficassem as famílias, após a separação.

Um livro para deixar os olhos úmidos mesmo.

Aqui, tem o livro para dar uma olhadinha antes.

laeaqui3

 

Lá e aqui

Carolina Moreyra/ Odilon Moraes

Pequena Zahar

Preço médio: R$ 39,90

3. Gorila (Anthony Browne – Pequena Zahar)

Esse livro do autor e ilustrador inglês foi premiado três vezes por sua história original, (Prêmio Hans Christian Andersen) e também pelos traços de suas ilustrações. Entre os diferenciais da obra, estão o fato de a menina amar gorilas, assim como o autor e ser muito sozinha, o que acontece, pelo menos nesse segundo caso, com muitas de nossas crianças, nesse mundo urbano e cheio de perigos.

Uma das ilustrações:

diarinho 02

A solidão de Hannah é de cortar o coração, não?

Hannah amava gorilas, mas ela nunca tinha visto um de verdade, pois seu pai não tinha tempo de levá-la ao zoológico. Ele não tinha tempo para nada. (Quem aí se identifica?). Então, ela pediu um gorila de aniversário, mas seu pai a presenteou com uma versão de brinquedo, o que a deixa frustrada. Eis que algo extraordinário acontece: o brinquedo se transforma num gorila de verdade. A história é delicada e forte, de um pai que se aproxima do universo da filha e vai te deixar também com os olhos úmidos.

diarinho 01

 

Gorila

Anthony Browne

Tradução: Clarice Duque Estrada

Pequena Zahar

Preço médio: R$ 39,90

4. O túnel  (Anthony Browne – Pequena Zahar)

Outro premiado com o Hans Christian Andersen,  do mesmo autor, mas que fala sobre as relações entre irmãos. Esses, como acontece na maioria dos casos, brigam muito e não são nada parecidos, até que eles entram juntos em um túnel e tudo se transforma, inclusive a relação conflituosa deles, que como geralmente é, tem mais amor do que qualquer outro sentimento.

Olhem só:

diarinho 06

diarinho 07

diarinho 08

Não é uma gracinha?

diarinho 03

O Túnel

Anthony Browne

Pequena Zahar

Preço médio: R$ 39,90

 

 

 

 

14:57 · 30.11.2014 / atualizado às 11:14 · 02.12.2014 por

As férias estão chegando e cá estamos, para mostrar mais alguns lançamentos das editoras e enriquecer ainda mais as prateleiras dos pequenos com histórias que agucem a imaginação e ainda tragam momentos divertidos.

Para começar, quero falar do livro “A Raiva”. Lançado neste mês, lembra, através das ilustrações sensíveis de José Carlos Lollo, que a raiva começa pequena, mas se o assunto não for resolvido, pode causar grandes estragos. A autora, Blandina Franco, em parceria com Lollo, produziu nos últimos cinco anos mais de trinta livros, foi finalista duas vezes do Prêmio Jabuti de melhor livro infantil e ganhou uma Menção Honrosa no Bologna Ragazzi Digital Award da Feira de Bolonha.

Veja algumas das ilustrações:

kelly 01

Primeiro, era só uma raivinha…

kelly 02

E ela foi crescendo…

kelly 03

E depois ficou difícil limpar toda a sujeira que ela fez…

O clássico infantil de Graciliano Ramos, A Terra dos Meninos Pelados, ganhou nova edição pela Galera Júnior. Desta vez, as ilustrações são coloridas e ganham mais destaque, através do traço do ilustrador premiado Jean-Claude Ramos Alphen. A história conta as aventuras de Raimundo Pelado no País de Tatipirun, onde não há cabelos e as pessoas têm um olho preto e o outro azul.

Já falamos desse livro e de outros de Graciliano para crianças, neste post do Diarinho.

Essas  é uma das novas ilustrações do livro:

kelly 05

 

Para finalizar, tem ” O rabo do macaco”, de Sônia Junqueira, da Editora Callis, que rende boas brincadeiras. Nesta divertida recriação do conto folclórico recolhido por Câmara Cascudo, a autora apresenta ao leitor um macaco inconformado por ter perdido a pontinha do rabo. Eis o ponto de partida de uma história engraçada, recheada de situações inusitadas! 

Como essa:

kelly 04

E esses são os livros:

raiva

A Raiva

Blandina Franco

José Carlos Lollo

Pequena Zahar

Preço médio: R$ 39,90

Indicação: A partir de quatro anos

terra

A Terra dos Meninos Pelados

Graciliano Ramos

Jean-Claude Ramos

Galera Record

Preço médio: R$ 23

Indicação: a partir de nove anos.

 

648333_1408111506045_medium

 

O rabo do Macaco

Sônia Junqueira

Editora Callis

Preço médio: R$ 31

 Indicação: a partir de cinco anos

 

13:19 · 27.10.2014 / atualizado às 13:19 · 27.10.2014 por

É normal ficar um pouco perdido nas livrarias. Afinal, com tantos lançamentos, a escolha se torna uma tarefa difícil. Para guiar os leitores nesse maravilhoso universo da fantasia, especialmente nesse mês de outubro, em que se comemora o Dia da Criança, mostramos essas cinco dicas de várias editoras e faixas de preço.

1. A maior Poça de Lama do Mundo – Um dia de chuva pode ser muito legal. Em casa, podemos inventar várias atividades e ainda curtir o friozinho com um bom chocolate quente. Mas, para a porquinha mais famosa do momento, a Peppa, com toda essa chuva pode se formar a maior poça de lama do mundo, o que é diversão garantida para ela e a sua família.

a-maior-poca-de-lama-do-mundo-livro-peppa-pig-16738-MLB20125227619_072014-O

Editora Salamandra

Preço médio: R$20

Faixa etária: a partir de três anos

 

2. O Voo de Vadinho – Vadinho é um vagalume e, ao voar, observa diversas espécies, em seu colorido poético. As ilustrações do premiado Fernando Vilela transmitem muita arte, presente também nos versinhos de cada um dos bichos, como a mosquita e a libélula. Mas no fim, Vadinho tem uma surpresa.

download (11)

Autor: Alvaro Faleiros

Editora Pequena Zahar

Preço médio: R$ 44

Faixa etária: a partir de três anos

3. Um caldeirão de Poemas – Esse é para os mais grandinhos e contém muitas pérolas de Tatiana Belinky. Os poemas podem ser alegres ou tristes, divertidos ou sérios; mas também tem poemas que falam de aventuras, de amor, de saudade e de trabalho; composições feitas para serem lidas em voz alta ou em silêncio. Entre os poemas que podem ser declamados estão quadrinhas populares, traduzidas pela autora do russo, do inglês e do alemão, e textos da própria Tatiana, como “Cantiga famélica”. Ao todo, são 62 poemas traduzidos, adaptados ou escritos por Tatiana Belinky e ilustrados por 25 artistas. Um bom livro para se ler com os pais.

 

caldeirao-de-poemas-

Autora: Tatiana Belinky

Editora Companhia das Letrinhas

Preço médio: R$37

Faixa etária: a partir dos sete anos.

 

4. O jabuti na roça – Essa se passa no campo. Lá, o Porco-do-Mato tinha um roçado e plantava batata-doce. Um dia decidiu plantar aipim. Na época da colheita, não conseguiu arrancar um aipim de tão enorme que era. Pediu ajuda ao Tamanduá, à Ema, ao Jacaré, à Paca e por último ao Jabuti que muito espertinho quis os méritos só para si. O Jabuti puxava a Paca, que puxava o Jacaré, que puxava a Ema, que puxava o Tamanduá, que puxava o Porco-do-Mato, que puxava o aipim. E o aipim… de repente, saiu da terra… É, a união faz a força.

 

imagem

Autor/ilustrador: Mary e Eliardo França

Editora Global

Preço médio:  R$18

Faixa etária: a partir dos seis anos

 

5. A dentadura do seu mokó – Aqui o fantástico se junta com o engraçado.  Seu Mokó levantou cedinho e foi ao banheiro, com bengala e dentadura na mão. Mas o que o velhinho não imaginava era o que viria depois , tudo por causa de um momento de distração! Xiii… Depois, ele consegue solucionar o problema. Mas se distrai de novo e pronto!

 

A_DENTADURA_DO_SEU_MOKO_1411044194P

Autor/ilustrador: Thiago Lopes

Editora Callis

Preço médio: R$ 28

Faixa etária: a partir dos cinco anos

 

18:52 · 24.10.2014 / atualizado às 18:52 · 24.10.2014 por
Após Brasília, Fortaleza recebe loja do futuro da Rede Hi Rappy (Foto: Divulgação)
Após Brasília, Fortaleza recebe loja do futuro da Rede Hi Rappy (Fotos: Divulgação)

A rede Ri Happy inaugura segunda loja do futuro, dia 29 de outubro, no Shopping Rio Mar, que abre suas portas no mesmo dia.

A loja contará com o incrível espaço Disney, repleto de produtos dos personagens mais famosos do mundo e lançamentos relacionados aos filmes da marca.

Outra novidade será o espaço interativo Transformers, com diversos brinquedos e filmes da rede de robôs que faz muito sucesso entre o público infantil.

No “Espaço Solzinho”, as crianças poderão se divertir com jogos projetados no piso e a loja ainda conta com um incrível Espaço Baby com os melhores produtos para o público entre zero a três anos de idade: carrinhos, berços, cadeirinhas e acessórios para bebês.

WP_001701
A loja do futuro traz tecnologia de ponta e brinquedos interativos em um novo cenário de entretenimento infantil digital

Com a primeira loja do futuro instalada em Brasília, agora é a vez de Fortaleza receber todas as inovações e lançamentos tecnológicos do mercado de brinquedos.

No dia da inauguração, uma festa está preparada com diversas atrações e, no sábado (01/11) a animação continua com muita brincadeira para pais e filhos.  Presença de fantasia Sulamericana, foto maluca, visita de personagens, pinturas de rosto, demonstrações de jogos e muito mais.

Loja do Futuro

Com tecnologia de ponta e brinquedos interativos em um novo cenário de entretenimento infantil digital, a loja do futuro Ri Happy promete levar um novo mundo de diversão e criatividade para toda a criançada cearense, sem perder o lado lúdico da brincadeira.

Serviço:
Inauguração Loja do Futuro Ri Happy
Shopping Rio Mar – R. Des. Lauro Nogueira 1.500 – Papicu – CE
Data: 29/10
Horário: A partir das 12h
16:26 · 09.10.2014 / atualizado às 16:26 · 09.10.2014 por

Com a proximidade do Dia das Crianças e o aumento da procura por presentes, o Inmetro faz um alerta sobre o cuidado na hora de comprar brinquedos, nacionais ou importados, para crianças de até 14 anos: todos devem conter o Selo de Identificação da Conformidade.

Foto: Lucas de Menezes/ Agência Diário
Foto: Lucas de Menezes/ Agência Diário

O selo, que contém a marca do Inmetro e a do órgão responsável pelo processo de certificação, é a evidência de que o produto foi submetido aos ensaios exigidos pelo regulamento. “É importante observar na embalagem a faixa etária a que o produto se destina, bem como as informações sobre conteúdo, instruções de uso, de montagem e eventuais riscos associados à criança. Além disso, o consumidor deve adquirir produtos em pontos de venda legalmente estabelecidos, jamais em mercado paralelo, e exigir a nota fiscal no ato da compra”, destacou o diretor de Avaliação da Conformidade, Alfredo Lobo.

Desde 1992, a certificação de brinquedos é compulsória no Brasil. A obrigatoriedade visa dar a confiança de que o produto foi fabricado observando requisitos mínimos de segurança – um brinquedo que não obedece o regulamento pode conter, por exemplo, tinta tóxica ou componente que contamine o organismo da criança.

O selo do Inmetro é concedido depois que o brinquedo passa por vários ensaios realizados por laboratórios acreditados pelo Inmetro. É feita a avaliação de itens de segurança como impacto e queda (bordas cortantes e pontas agudas); mordida (partes pequenas que podem ser levadas à boca); toxicidade (metais e substâncias nocivos à saúde); inflamabilidade (risco de combustão em contato com o fogo); e ruído (níveis acima dos limites estabelecidos pela legislação).

Para ajudar na hora da compra, o Inmetro apresenta uma série de recomendações relativas à segurança:

brinquedos

Procure pontos de venda legalmente estabelecidos, jamais em mercado paralelo. Ensaios feitos pelo Inmetro em produtos não certificados evidenciaram várias irregularidades como: presença de metais pesados, ftalatos, substâncias que se tornam nocivas à saúde ao serem utilizada acima dos limites estabelecidos pelo regulamento.

Compre somente brinquedos que contenham o selo de identificação da conformidade com a marca do Inmetro. A presença é obrigatória e indica que o produto, antes de ser colocado no mercado, foi submetido a ensaios em laboratórios e atenderam a requisitos de segurança.

O selo deve estar sempre visível, impresso na embalagem, gravado ou numa etiqueta afixada no produto. O mesmo deve conter a marca do Inmetro e o logotipo do organismo acreditado pelo Inmetro que o certificou.

 Todo brinquedo importado também deve ser submetido a ensaios em laboratórios acreditados ou reconhecidos pelo Inmetro, além de exibir o selo. O produto deve exibir na embalagem todas as informações, já o manual de instrução deverá conter texto em língua portuguesa, bem como especificar as informações de matérias-primas usadas no mesmo.

– Selecione o brinquedo considerando a idade, o interesse e o nível de habilidade da criança. A faixa etária a que se destina deve constar na embalagem, assim como informações sobre o conteúdo, instruções de uso, de montagem e eventuais riscos associados à criança, além do CNPJ e endereço do fabricante. As informações obrigatórias na embalagem demonstram a responsabilidade do fabricante ou importador.

peteca– O brinquedo deve obedecer a idade indicada. Alguns produtos, destinados a crianças maiores, podem conter partes cortantes ou muito pequenas, que podem se desprender e ser ingeridas ou mesmo inaladas, causando engasgamento.

– Na hora da compra, exija nota fiscal, tíquete do caixa, recibo ou equivalente que somente empresas legalizadas possuem. Esse simples hábito pode favorecer a reclamação do consumidor no caso de o produto ser impróprio para consumo e/ou defeito do mesmo.

 Por mais seguro que seja o brinquedo ele não dispensa a supervisão de um adulto, os pais ou responsáveis, quando de sua utilização.