Diário na Copa

Categoria: Aeroportos


16:21 · 21.07.2014 / atualizado às 18:33 · 21.07.2014 por
De acordo com a pesquisa, 76,2% dos torcedores que acompanharam a Copa são homens FOTO: Kiko Silva
De acordo com a pesquisa, 76,2% dos torcedores que acompanharam a Copa são homens FOTO: Kiko Silva

Acompanhar uma Copa do Mundo no estádio foi uma experiência inédita para 92,7% dos brasileiros que foram às praças esportivas. Os dados são de um estudo realizado pelo Ministério do Turismo (Mtur) com parceria da Fundação Getúlio Vargas que entrevistou 6.038 brasileiros nos arredores dos estádios, aeroportos, rodoviárias e Fifa Fan Fest.

A Copa de 2014 movimentou mais de 3 milhões de torcedores durante o evento. De acordo com a pesquisa, nove em cada dez brasileiros tiveram a oportunidade de vivenciar um Mundial pela primeira vez. Deste número, 43,5% já viajaram para acompanhar o seu time ou estão habituados a visitar estádios e 34,7% acompanham jogos de seus clubes pela televisão.

A pesquisa relevou, ainda, que mais de 3,6 bilhões de pessoas do mundo todo assistiram ao campeonato pela TV, pelo celular ou por outro dispositivo móvel que receba sinais de TV.

Mais da metade dos torcedores eram brasileiros

Dos torcedores que prestigiaram o evento no Brasil, 62% eram brasileiros e apenas 38% estrangeiros. O perfil de mais da metade dos torcedores é homem (76,2%) e tem ensino superior completo (55,3%). 40,3% tem entre 25 a 34 anos, 17,1% tem especialização em alguma área e 28,6% tem renda familiar que varia entre R$ 3.621 e R$ 7.240.

Para acompanhar os jogos das seleções, a maior parte (74,7%) organizou a viagem por conta própria e viajou acompanhado. 24,4% viajaram com amigos e 44% com a família.

11:25 · 12.06.2014 / atualizado às 12:11 · 12.06.2014 por
Estrangeiros eram maioria na noite da última quarta-feira (11), no aeroporto
Estrangeiros eram maioria na noite da última quarta-feira (11), no aeroporto. FOTO: Messias Borges

A retirada de ingressos no centro de atendimento da FIFA no Aeroporto Internacional Pinto Martins aumentou 1000% no dia anterior à abertura da Copa do Mundo, na última quarta-feira (11).

Enquanto cerca de 40 torcedores compareciam ao terminal de ingressos por dia, até a última terça-feira (10), 440 pessoas receberam seus ingressos para a Copa na última quarta, até 19h, assegurou o responsável pelo controle do número de atendimentos. O balcão da FIFA fica aberto até 21h.

O aumento do número de retiradas não é por acaso. Segundo levantamento do Diário do Nordeste, 37 mil ingressos de 3 partidas que serão disputadas em Fortaleza não haviam sido retirados até a última quarta.

> Comprou ingresso para a Copa e quer desistir? Saiba o que fazer

Os torcedores têm preferido ir ao Centro de Eventos do Ceará, o outro posto de trocas na capital cearense. No último sábado (7), o local estava lotado, enquanto o aeroporto estava vazio.

22:58 · 09.06.2014 / atualizado às 23:17 · 09.06.2014 por
A delegação seguiu direto para o Hotel JP, onde os jogadores ficarão hospedados (foto: Reprodução Instagram)

A seleção da França chegou ao Brasil, nesta segunda-feira (9), para a disputa da Copa do Mundo. A delegação francesa embarcou às 4h30, horário de Brasília, em Lille, onde participaram de um amistoso contra a Jamaica. Houve correria por parte de “torcedores” brasileiros que acompanhavam a chegada da equipe no Aeroporto Leite Lopes.

Após a chegada, a delegação seguiu direto para o Hotel JP, onde os jogadores ficarão hospedados durante a participação no Mundial, em Ribeirão Preto. Homens do Exército, junto com policiais Civil e Federal, foram responsáveis pela segurança na chegada ao hotel.

Os jogadores desceram do ônibus sem acenar para os cerca de 300 torcedores presentes, pegaram as próprias bagagens e entraram direto no hotel. Nenhuma declaração foi dada por jogador ou integrante da delegação francesa.

Argentinos chegam ao CT do Atlético-MG com torcida de brasileiros a favor

A delegação da Argentina também está no Brasil. A seleção argentina desembarcou, nesta segunda-feira (9), no Aeroporto Internacional de Confins, em Belo Horizonte, por volta das 19h e em seguida seguiu em dois ônibus para o CT do direto para o Atlético-MG.

Após a chegada a Belo Horizonte, com forte aparato de segurança, a equipe descansa para realizar o primeiro treino no Brasil na próxima terça-feira (10).

Cerca de cem torcedores aguardavam os argentinos em frente ao CT do Galo. Parte deles vestiam camisas da Argentina e prometeram torcer para a equipe durante a Copa. O carinho seria em gratidão ao técnico Alejandro Sabella, que, em 2009, comandou o Estudiantes ao título da Libertadores derrotando o Cruzeiro na final, dentro do Mineirão.

 

 

12:16 · 07.06.2014 / atualizado às 12:16 · 07.06.2014 por

A procura por receber ingressos para a Copa do Mundo foi intensa na manhã deste sábado (7) em Fortaleza. Filas grandes formadas no Centro de Eventos, com torcedores tendo que esperar um bom tempo no sol.

Enquanto isso, no Aeroporto Pinto Martins, outro Centro de Ingressos da Copa na Capital, não havia torcedores. “As pessoas nem sabem que podem pegar seus ingressos aqui também”, confessou uma voluntária em serviço no aeroporto da capital.

Foto: Marcelo Bloc
Foto: Marcelo Bloc

Todos os centros de ingressos da Fifa e os locais de retirada de bilhetes adicionais ficam abertos diariamente das 9h às 21h.

Filas para pagar estacionamento

Mesmo com o aeroporto sem muito movimento nesta manhã, havia fila para o pagamento do ticket de estacionamento. Isto porque dos 4 quichês, apenas 1 estava funcionando. Os outros passavam por obras de acabamento, possivelmente visando a alta demanda que virá nos próximas dias, com os jogos da Copa do Mundo.

Recentemente o valor da hora de estacionamento no Pinto Martins subiu de R$ 5 para R$ 7.

Foto: Marcelo Bloc
Foto: Marcelo Bloc
14:57 · 27.05.2014 / atualizado às 15:06 · 27.05.2014 por
cons
O turista pode procurar unidades dos Procons que vão estar em aeroportos, perto de estádios e centros de atendimento ao turista. Foto: Kiko Silva

O governo lançou nesta terça-feira (27) o Centro Integrado de Proteção ao Consumidor na Copa e o Guia do Consumidor Turista com o objetivo de trazer respostas rápidas a conflitos de consumo que ocorram durante o Mundial e orientar o turista sobre seus direitos e onde buscar ajuda.

A secretária nacional do Consumidor, Juliana Pereira, explicou que o centro é uma operação integrada entre os órgãos federais, autoridades locais e representantes do mercado para dar solução rápida e efetiva a conflitos de consumo relacionados a hotéis, companhias aéreas, transportes terrestres, setores de telecomunicações, saúde e alimentação. Se o consumidor não conseguir resolver o problema com a empresa, deve procurar o Procon.

“O turista pode procurar unidades dos Procons que vão estar em aeroportos, perto de estádios e centros de atendimento ao turista. A lei brasileira estabelece que a empresa tem dez dias para responder após ser notificada. Dez dias para um turista na Copa não resolve. Precisamos criar um regime diferenciado de atuação. A Copa exige um rito sumário. A ideia é resolver em questão de horas no caso de aeroportos e hotéis”, disse a secretária.

Os Procons vão procurar as empresas para resolver o conflito. Se não houver solução, esses órgãos podem recorrer a agências reguladoras e à Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça, para buscar a resolução.

Problemas com voos

No caso de problema com voos e companhias aéreas, o consumidor pode procurar também os fiscais da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A agência terá mil servidores fiscalizando 42 aeroportos no período de 5 de junho a 25 de julho. “O que a gente está fazendo na Copa é diminuir a burocracia, para que o passageiro não fique de um lado para outro. A ideia é facilitar a resolução do conflito”, disse o presidente da Anac, Marcelo Guaranys.

O Guia do Consumidor Turista, que estará disponível em português, inglês e espanhol, vai orientar os viajantes sobre seus principais direitos em relação a hospedagem, alimentação e lazer, pacotes de turismo, telefonia e transportes aéreo e terrestre. A cartilha também traz os órgãos que os turistas devem buscar nas 12 cidades-sede. Segundo a secretária, os guias estarão disponíveis por meio de aplicativos para smartphones e em aeroportos, hotéis e centros de atendimento ao turista.

Com informações da Agência Brasil.

10:30 · 19.05.2014 / atualizado às 11:06 · 19.05.2014 por
A presidente garantiu que os aeroportos do País estão preparados para a Copa do Mundo. Foto: Blog Roberto Moreira
A presidente garantiu que os aeroportos do País estão preparados para a Copa do Mundo. Foto: Blog Roberto Moreira

A presidente Dilma Rousseff destacou nesta segunda-feira (19), durante o programa Café com a Presidenta, que os aeroportos estão preparados para receber os turistas na Copa do Mundo e que os brasileiros vão sentir orgulho dos terminais que estão sendo construídos, pois vão ficar como legado do Mundial.

“Quem passar hoje pelos aeroportos da maioria das nossas capitais vai notar que a poeira e o barulho estão diminuindo, e os tapumes estão sendo retirados para dar lugar a instalações modernas e confortáveis. É claro que eles vão servir à Copa, mas, além de tudo, eles são investimentos no bem-estar do nosso passageiro, no bem-estar desses milhões de brasileiros que passaram a ter renda suficiente para comprar sua passagem de avião e viajar. Garanto que nossos aeroportos estão preparados para a Copa do Mundo. Vamos receber todos muito bem”, disse. A presidente citou os terminais de São Paulo, Brasília, Minas Gerais e Rio de Janeiro, mas não mencionou o de Fortaleza, que deve receber os turistas da Copa em um ‘puxadinho’ que custará R$ 20 mil por dia.

No programa, Dilma informou que participará, na terça-feira (20), da inauguração do Terminal 3 do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, com capacidade para receber 12 milhões de passageiros por ano. “O terminal é maior que os outros três que já operam em Guarulhos e que, em breve, serão reformados. O novo terminal tem 20 pontes de embarque e um pátio capaz de atender a 34 aeronaves ao mesmo tempo.”

Ela lembrou que, em abril, inaugurou o Píer Sul do aeroporto de Brasília, e ainda este mês será inaugurado o Píer Norte. Segundo Dilma, no aeroporto do Galeão, a reforma dos terminais e a expansão do Terminal 2 elevaram em quase 80% a capacidade de atendimento dos passageiros. Em Manaus, a capacidade do aeroporto foi triplicada com a ampliação e a modernização do terminal de passageiros, disse a presidente.

“No aeroporto de Confins, em Minas Gerais, até o final do mês, vamos concluir as obras do Terminal 3, no pátio e a reforma do saguão do Terminal 1. Tanto o aeroporto de Confins quanto o aeroporto do Galeão vão ter outras obras de ampliação, mas elas não são para a Copa, serão obras permanentes para atender ao aumento de passageiros de todo o Brasil.”

Em Cuiabá, acrescentou a presidente, as obras vão quadruplicar a capacidade de atendimento. “E, no Rio Grande do Norte, teremos um aeroporto inteiramente novo já agora no mês de maio, construído pela iniciativa privada em São Gonçalo do Amarante – uma cidade vizinha de Natal.”

Dilma ressaltou que os investimentos em aeroportos vão atender ao crescimento da demanda no Brasil. Desde 2003, o número de passageiros nos aeroportos saltou de 33 para 111 milhões ao ano.

Segundo ela, o governo está investindo R$ 7,3 bilhões na expansão de 270 aeroportos espalhados pelo interior do país. “Os aeroportos regionais vão descentralizar e facilitar o fluxo de passageiros. Assim, quem está longe dos grandes centros vai, progressivamente, poder pegar um avião a menos de 100 km de onde mora ou trabalha. Já concluímos os estudos de viabilidade de 163 aeroportos e agora estamos na fase de elaboração dos projetos de engenharia.”

A presidente acrescentou que, no total, o governo tem R$ 186 milhões em contratos de projetos já assinados e em execução. “A partir de junho, começaremos as licitações para as obras, que vão prosseguir ao longo de todo o segundo semestre de 2014. Vamos também isentar os aeroportos regionais de todas as tarifas aeroportuárias e subsidiar as passagens aéreas para rotas originadas ou destinadas a esses aeroportos sempre que isso for necessário para garantir a regularidade dos voos.

Vamos subsidiar 50% dos assentos ou até 60 assentos por aeronave para aproximar o preço da passagem de avião ao dos ônibus e democratizar ainda mais o acesso ao transporte aéreo. Os recursos para todas essas ações nos aeroportos regionais vêm das concessões dos grandes aeroportos.”

Com informações da Agência Brasil

13:01 · 24.04.2014 / atualizado às 14:39 · 24.04.2014 por
Jérôme Valcke
O secretário-geral da Fifa disse que acredita que o evento não será prejudicado pela falta de infraestrutura e pela violência das cidades-sede. Foto: José Leomar

Questionado na manhã desta quinta-feira (24) sobre o problema da insegurança no País – em especial depois do protesto que terminou com a morte de uma pessoa no Rio de JaneiroJérôme Valcke, secretário-geral da Fifa, afirmou que o problema da segurança não é responsabilidade da Fifa, mas do País. A declaração foi feita durante a coletiva de imprensa para a divulgação das atrações da Fan Fest em Fortaleza, que aconteceu no Paço Municipal, no Centro.

Sobre a falta de estrutura nas cidades, Valcke afirmou que “as pessoas não vão lembrar do que acontecer fora do estádio, porque o evento será um sucesso”. O secretário-geral comentou o problema de mobilidade no aeroporto e nas estradas da Capital e demais cidades-sede do País, mas disse acreditar que o evento não será prejudicado por isso. Segundo ele, a cidade vai mudar bastante depois do Mundial e existirão muitas facilidades que serão deixadas como legado após a Copa.

O evento, que em Fortaleza acontece no Aterro da Praia de Iracema, é gratuito e tem capacidade para 50 mil pessoas, podendo atender um público ainda maior, tendo em vista que telões serão instalados na parte de fora da área. A organização espera que a Fan Fest receba um público até 8 vezes maior do que os estádios.

Fifa confirma Fan Fest em Recife

Durante a coletiva, Valcke e o diretor de marketing da Fifa, Thierry Weil, confirmaram que os Fan Fest serão realizados em todas as cidades-sede do Mundial, inclusive em Recife, onde a festa estava pendente depois que a prefeitura se negou a arcar com os custos e chegou a cancelar o evento.

“É uma pena que algumas cidades não tenham se planejado melhor para o Fifa Fan Fest”, disse Weil, afirmando que ainda há tempo de fazer a festa em todas as outras cidades. Em Pernambuco, a exibição pública organizada pela Fifa acontecerá na Casa da Alfândega.

13:45 · 17.03.2014 / atualizado às 15:38 · 17.03.2014 por

A chuva moderada de 32mm que caiu sobre Fortaleza nesta segunda-feira (17) foi o bastante para provocar transtornos em áreas-chave para a Copa do Mundo de 2014, na capital cearense.

No Aeroporto Internacional Pinto Martins, o saguão ficou cheio de água que caía de goteiras. A internauta Lúcia Pinheiro, através da ferramenta VCrepórter no Whatsapp (85) 8948-8712, do Diário do Nordeste, flagrou o momento em que a água empoçava ao lado dos passageiros.

Confira as imagens gravadas dentro do aeroporto

Entorno da Arena Castelão não escapa dos alagamentos

No entorno da Arena Castelão, a água também se concentrou e a área próxima à Avenida Alberto Craveiro ficou parcialmente alagada. O registro foi do internauta Joseph James.

Mas o estrago maior mesmo se concentrou no cruzamento da Avenida Paulino Rocha e Juscelino Kubisctheck, nos arredores da obra ainda incompleta de uma rotatória.

Castelao_alagamento

Alagamento Castelão

 Av. Beira-Mar alaga novamente

Outro ponto que concentrará turistas durante o torneio mundial na capital cearense, a Avenida Beira Mar, também ficou novamente alagada, prejudicando o trânsito de pedestres e motoristas. Além disso, galerias pluviais, que recebem esgotos clandestinos, transportaram lixo para a orla.

Confira vídeo com o transtorno na avenida

Confira imagem:

Água e esgoto invadiu a pista de um dos principais pontos turísticos da Capital, a Av. Beira Mar. Foto: Natinho Rodrigues
Água e esgoto invadiu a pista de um dos principais pontos turísticos da Capital, a Av. Beira Mar. Foto: Natinho Rodrigues
11:40 · 04.03.2014 / atualizado às 11:16 · 06.03.2014 por

Após 4 anos da assinatura da Matriz de Responsabilidade, o planejamento e execução das melhorias na infraestrutura para a Copa do Mundo de 2014 transformaram-se em uma peça de ficção. 75,6% das 74 obras firmadas em torno da mobilidade urbana estão atrasadas. Projetos esses que foram anunciados como carro-chefe do mundial e essenciais para os deslocamentos até os estádios e dentro das cidades onde os jogos acontecerão.

Em Fortaleza, de 9 obras previstas pela Matriz, apenas a reforma do Castelão, que foi transformado em arena multiuso, foi concluída no prazo. A 100 dias da Copa, ainda há dúvida a respeito da maioria das obras previstas na Matriz de Responsabilidade, assinada pela ex-prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, pelo governador do Estado, Cid Gomes, e pelo ex-ministro do esporte, Orlando Silva.

Além das obras, as cidades-sedes também recebem investimento em setores importantes para a viabilização do evento. A versão consolidada da Matriz de Responsabilidade prevê R$ 404 milhões para Telecomunicações em todos os estados. Já cada cidade-sede recebe para Segurança R$ 1.8 bilhão. Fortaleza também tem investimentos de R$ 22 milhões para o Turismo. Além disso, foram investidos R$ 35 milhões para instalações complementares para a Copa das Confederações. O valor desse tipo de instalação voltada para a Copa do Mundo será estipulado após processo de licitação.

Clique e role a página para conferir balanço das obras.
Clique e role a página para conferir balanço das obras

Fortalezenses convivem com canteiros de obras 

Apesar da proximidade do evento, o fortalezense ainda vive em meio a um canteiro de obras. A Prefeitura Municipal, já com Roberto Cláudio à frente, alterou o cronograma e inverteu a ordem de algumas obras para minimizar os prejuízos dos cidadãos no tráfego pela cidade. Apenas a avenida Alberto Craveiro tem os trabalhos avançados, com 92,71% de conclusão.

Apesar de todos os problemas e atrasos, o coordenador de Infraestrutura da Secretaria Municipal Extraordinária da Copa (SecopaFor), Daniel Lustosa, está confiante sobre o sucesso do evento e afirma que o atraso nas obras foram minimizados desde janeiro de 2013, mês em que Roberto Cláudio assumiu a prefeitura do município. “Estaremos totalmente preparados para recebermos o maior evento esportivo do mundo. A cidade estará pronta, com sinalização turísticas, galhardetes, toda enfeitada, para que todo mundo se sinta no clima da Copa”, garante o coordenador.

Já o secretário da Secretaria da Infraestrutura do município, Samuel Dias, foi mais direto e afirmou que a gestão anterior não realizou o cronograma inicial. “Tivemos dois períodos. De 2011 e 2012, onde as obras deveriam ter sido executadas e entrado adiantadas em 2013, mas houve um série de problemas, de percalços e a obra não andou. Quando assumimos, em 2013, tínhamos um ano e meio para fazer as obras que deveriam ter sido feitas em 3 anos e meio”, atacou.

Moradores relatam situação do entorno da Arena

 Matriz de Responsabilidade

O documento foi assinado em 10 de janeiro de 2010, em cerimônia realizada no Palácio do Itamaraty, cercada por governadores e prefeitos das 12 cidades-sede da Copa do Mundo. Na ocasião, a então chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, considerava o documento um compromisso que seria cumprido pelo governo. “A Matriz de Responsabilidades traz projetos realistas que podem ser concluídos nos prazos determinados. Um legado permanente, um ganho significativo para a população das cidades”, falou. Lula, presidente na ocasião, afirmou: “Agora todo mundo sabe quais os compromissos que têm e o que precisamos para realizar a melhor Copa de todos os tempos”.

Porém, a animação e o clima otimista logo tornaram-se um pesadelo. A Matriz já teve mais de 20 empreendimentos extraídos. Além disso, mais de 25 obras tiveram orçamento alterado e o restante sofreu mudança no cronograma. Somente para a construção e reforma de estádios, foram destinados R$ 8,9 bilhões. A previsão inicial dava conta de R$ 6 bilhões.

Tais mudanças e atrasos sofrem diversos ataques da cúpula da Fifa. O presidente da entidade, Joseph Blatter, chegou a dizer o Brasil foi o país que mais teve tempo para organizar um evento desse porte e ainda teve atraso. Recentemente, a presença de Curitiba como cidade-sede da Copa foi extremamente ameaçada pela Fifa, mas acabou sendo confirmada pela mesma entidade.

Especialista critica obra e fala sobre legado da Copa

Já para Cássio Germano, professor em gerenciamento de projetos e diretor da Portfolio Gestão e Capacitação, empresa especializada em consultoria, o atraso das obras e as dificuldades de gestão demonstram que houve um problema na execução do projeto. “O Brasil teve 7 anos para se preparar para este evento. Não existe justificativa para esse atraso, com tão poucos equipamentos concluídos. É evidente que o Brasil não sabe gerenciar seus projetos. A Copa do Mundo mostra que isso é crítico”, lamentou.

O consultor de gerenciamento de projetos também afirma que não há mais tempo para improvisações. “Para a Copa do Mundo, não tem como dar o famoso “jeitinho brasileiro”. Ou [as obras] ficam prontas ou não, porque não tem como adiar a Copa. Simplesmente atrasa, e a gente vive com isso, como se fosse comum”, afirma Cássio Germano.

Daniel Lustosa, da Secopafor, reconhece que há falta de integração entre os 3 poderes, mas afirma que Fortaleza está na contramão das outras cidades e que o compartilhamento de informação entre as três instâncias do País é um dos maiores legados do evento para a cidade. “A gente conseguiu fazer reuniões semanais, sem faltas, com compromisso. Uma relação de muita amizade. É um legado silencioso, mas vai ficar. A integração foi feita”, exalta.

Sobre o possível “legado”, principal justificativa dada pelo governo para o Brasil ser indicada a país-sede do Mundial, Cássio alerta que após o evento a população estará mais vigilante sobre as ações dos gestores. “Agora é definir prioridades. Está próximo do início da Copa. Seria melhor focar esforços naquilo que poderia trazer resultados até junho. O maior legado da Copa é a consciência que o Brasil não seleciona, não prioriza, não planeja e nem controla adequadamente seus projetos. Nesse quesito já perdemos de goleada. Um dos pontos positivos da Copa é a constatação pública de nossa incompetência na gestão de projetos. É algo tão ruim para todos que talvez isso traga mudanças positivas”, finaliza.

 

16:58 · 10.02.2014 / atualizado às 20:10 · 10.02.2014 por
A logomarca da Copa do Mundo de 2014 será inserida em 326 placas de sinalização pela cidade. Foto: Divulgação
O logotipo da Copa do Mundo de 2014 será inserida em 326 placas de sinalização pela cidade. Foto: Divulgação

Os logotipos das placas de sinalização complementar de Fortaleza, antes instaladas para a Copa das Confederações, começaram a ser substituídas pelo ícone da Copa do Mundo, que acontecerá em junho deste ano.

A mudança começou desde a segunda quinzena do mês de janeiro e a previsão é de que até o final da segunda quinzena deste mês, as 326 placas bilíngues já instaladas na cidade sejam modificadas.

Até esta segunda-feira (10), 160 placas já foram substituídas na Avenida Washington Soares, nas proximidades do Aeroporto Internacional Pinto Martins e nas proximidades de zonas turísticas de Fortaleza, incluindo a logomarca da Copa do Mundo de 2014 e mantendo as demais informações de direção dos pontos turísticos, segundo informações do Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE).

Ainda segundo o Detran-CE, outras placas serão instaladas após a obra da Alberto Craveiro e Paulino Rocha, no entorno da Arena Castelão, mas cujo quantitativo ainda não está finalizado.

A responsabilidade desta sinalização é do Detran-CE, em parceria com a Prefeitura de Fortaleza e a Fifa.

Pesquisar

Diário na Copa

Só mais um site WordPress
Posts Recentes

02h09mFinal é reeditada na volta das seleções após a Copa; confira os jogos desta quarta (3)

01h09mDiário na Copa retorna com tudo sobre futebol internacional e preparação para Rússia 2018

11h07mCom quatro brasileiros, Fifa divulga a seleção da Copa na visão da torcida

12h07mConfira quais jogadores estão descartados, as promessas e quem tem boas chances de chegar à Copa 2018

04h07mPesquisa aponta que 92,7% acompanharam a Copa do Mundo pela primeira vez no estádio

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs