Diário na Copa

Categoria: Confederação Brasileira de Futebol


16:21 · 21.07.2014 / atualizado às 18:33 · 21.07.2014 por
De acordo com a pesquisa, 76,2% dos torcedores que acompanharam a Copa são homens FOTO: Kiko Silva
De acordo com a pesquisa, 76,2% dos torcedores que acompanharam a Copa são homens FOTO: Kiko Silva

Acompanhar uma Copa do Mundo no estádio foi uma experiência inédita para 92,7% dos brasileiros que foram às praças esportivas. Os dados são de um estudo realizado pelo Ministério do Turismo (Mtur) com parceria da Fundação Getúlio Vargas que entrevistou 6.038 brasileiros nos arredores dos estádios, aeroportos, rodoviárias e Fifa Fan Fest.

A Copa de 2014 movimentou mais de 3 milhões de torcedores durante o evento. De acordo com a pesquisa, nove em cada dez brasileiros tiveram a oportunidade de vivenciar um Mundial pela primeira vez. Deste número, 43,5% já viajaram para acompanhar o seu time ou estão habituados a visitar estádios e 34,7% acompanham jogos de seus clubes pela televisão.

A pesquisa relevou, ainda, que mais de 3,6 bilhões de pessoas do mundo todo assistiram ao campeonato pela TV, pelo celular ou por outro dispositivo móvel que receba sinais de TV.

Mais da metade dos torcedores eram brasileiros

Dos torcedores que prestigiaram o evento no Brasil, 62% eram brasileiros e apenas 38% estrangeiros. O perfil de mais da metade dos torcedores é homem (76,2%) e tem ensino superior completo (55,3%). 40,3% tem entre 25 a 34 anos, 17,1% tem especialização em alguma área e 28,6% tem renda familiar que varia entre R$ 3.621 e R$ 7.240.

Para acompanhar os jogos das seleções, a maior parte (74,7%) organizou a viagem por conta própria e viajou acompanhado. 24,4% viajaram com amigos e 44% com a família.

18:54 · 09.07.2014 / atualizado às 18:54 · 09.07.2014 por
FOTO: Reprodução/Facebook
FOTO: Reprodução/Facebook

Uma rede de lanchonetes britânica Gourmet Burger Kitchen, conhecida mundialmente como GBK, está doando hambúrgueres para clientes brasileiros durante toda esta quarta-feira (9). De acordo com um post publicado na página oficial do Facebook, a promoção é válida se for apresentado passaporte.

“Hambúrgueres GRÁTIS para brasileiros – Engolir 7 gols dos alemães é difícil, se você é do Brasil. Então, vamos fazer todos felizes, com hambúrgueres. Se

você tem um passaporte brasileiro, vá para qualquer Reino GBK hoje e mostre-o para o pessoal. Você vai ter de GRAÇA um Burger para acalmar essas feridas. Válido somente hoje para passaporte excl. Bayswater e Soho. Aproveite. (Alemães, vocês pagam o dobro. Brincadeirinha. (Jogaram bem)”, escreveram através do Facebook.

O sanduíche oferecido pela rede GBK é o “Classic“, que inclui maionese da casa, carne e salada e custa cerca de R$ 20,00.

A Seleção Brasileira levou uma goleada de 7×1 da Alemanha, na última terça-feira (8), pelas semifinais da Copa do Mundo de 2014. Confira repercussão nos jornais internacionais.

16:36 · 09.07.2014 / atualizado às 16:36 · 09.07.2014 por
Neymar e José Maria Marín (à direita) acompanharão equipe brasileira na disputa do terceiro lugar. FOTO: RICARDO STUCKERT/CBF
Neymar e José Maria Marín (à direita) acompanharão equipe brasileira na disputa do terceiro lugar. FOTO: RICARDO STUCKERT/CBF

O atacante Neymar estará com a Seleção Brasileira no estádio Mané Garrincha, sábado (12), para a disputa do terceiro lugar da Copa do Mundo. O camisa 10 do Brasil, fora da competição após fraturar a terceira vértebra lombar em lance durante as quartas de final contra a Colômbia, na Arena Castelão, estará junto com o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marín, acompanhando a delegação.

A informação foi fornecida pelo assessor da CBF, Rodrigo Paiva, durante coletiva de imprensa da comissão técnica, na tarde desta quarta-feira (9), na Granja Comary. Na ocasião, o técnico Felipão falou sobre a humilhante derrota sofrida para os alemães na semifinal da Copa.

Quando indagado sobre a presença do presidente da CBF junto à comissão, Felipão foi interrompido por Paiva, que informou sobre o interesse de José Maria em estar perto do grupo no último jogo da equipe no Mundial.

“Neymar e o presidente Marin estão vindo para cá. Eles vão acompanhar o grupo na partida de sábado”, disse o assessor. Marín acompanhará o treino da equipe na sexta-feira (11) em Teresópolis e viaja junto com os jogadores para acompanhar a partida no sábado.

16:16 · 09.07.2014 / atualizado às 16:56 · 09.07.2014 por
Declarações foram dadas na tarde desta quarta-feira (9) durante entrevista coletiva na Granja Comary. Foto: arquivo
Declarações foram dadas na tarde desta quarta-feira (9) durante entrevista coletiva na Granja Comary. Foto: arquivo

Um dia após a histórica goleada aplicada pela seleção da Alemanha em cima da Seleção Brasileira no estádio Mineirão, que culminou com o fim do sonho do hexacampeonato na Copa do Mundo, Luiz Felipe Scolari e toda a comissão técnica do Brasil concederam entrevista coletiva na Granja Comary, em Teresópolis.

Com o já habitual sarcasmo em muitas das respostas, Felipão admitiu que a equipe sofreu um ‘apagão‘ durante seis minutos, traduzindo o resultado do jogo como ‘atípico’. Contudo, indagado sobre a preparação da equipe, que na opinião dos jornalistas que a acompanharam durante o torneio treinou pouco, o técnico afirmou que não houve prejuízo. ” Muito foi cobrado, mas se forem pesquisar, os mesmos números de treinos da Copa das Confederações, com número menor de dias para treinar. Às vezes, a indução a uma ideia não é a correta. Temos os dados. Não tem nada diferente daquilo que a gente imaginou”, garantiu.

Felipão utilizou como argumento o apoio dado pelo departamento médico para justificar a periodicidade dos treinos. “Foi tudo planejado pelo departamento médico. No dia após o jogo, treino regenerativo. 48 horas depois, musculação. 72 horas depois, treino técnico. Não tem como fazer treino técnico após os jogos, embora fizéssemos para os reservas, para que se condicionassem melhor, e com cuidados para que não tivessem lesão. E não tivemos lesão nenhuma. Sofremos uma agressão (em Neymar). Quando precisamos dos 120 minutos (da prorrogação), corremos e passamos por cima dos 30 minutos finais”, disparou.

O auxiliar técnico da Seleção, Carlos Alberto Parreira, aproveitou, ainda, para criticar os questionamentos feitos pelos jornalistas sobre a oportunidade de reformulação da maneira como o futebol é conduzido no Brasil. “Estamos mal acostumados a analisar resultados. Se foi bom, o trabalho é bom. Se foi ruim, o trabalho foi mal elaborado. Está evidente que os europeus de um modo geral se preocuparam muito em trabalhar a base dos jogadores, melhorar o nível dos treinadores. A CBF não é formadora de jogadores. Ela recebe os jogadores, entre aspas, prontos, e monta equipes para disputar competições. É importante nos concentrarmos no que somos bons, que é formação de base nos clubes”, adiantou. Parreira definiu o resultado diante da Alemanha como “atípico, um tsunami. É como o Júlio (César) falou: ‘explicar o inexplicável'”.

21:56 · 07.07.2014 / atualizado às 21:57 · 07.07.2014 por
Os jogadores homenageiam e, ao mesmo tempo, usa o jogador como motivação para a partida contra a Alemanha (Foto: Reprodução Facebook)
Os jogadores homenageiam e, ao mesmo tempo, usa o jogador como motivação para a partida contra a Alemanha (Foto: Reprodução Facebook)

A saída de Neymar da Copa foi uma triste notícia para todos os brasileiros, mas os jogadores da seleção entraram na campanha para transformar a ausência do jogador em motivação para o jogo contra a Alemanha. Na tarde desta segunda-feira (7), véspera da partida, os atletas usaram as redes sociais para enviar mensagens de apoio usando a hashtag #jogaparaele, uma referência ao atacante.

O meia-atacante Willian escreveu em seu twitter a mensagem “Continuamos na luta pelo nosso sonho. Tamo junto, Ney”. O jogador do Chelsea é o mais cotado para substituir Neymar no jogo contra a seleção alemã, na próxima terça-feira (7), no Mineirão.

Já o lateral Marcelo usou sua página no facebook para homenagear o companheiro. “Neymar, vamo para cima deles! Por você, por nós e por 200 milhões de brasileiros!”, postou o jogador.

Avião da seleção também homenageia Neymar

A mensagem foi escrita no avião que levou a seleção brasileira a Belo Horizonte (Foto: CBF)
A mensagem foi escrita no avião que levou a seleção brasileira a Belo Horizonte (Foto: CBF)

Uma mensagem homenageando o craque Neymar foi gravada no avião que levou a seleção brasileira a Belo Horizonte, nesta terça-feira (7). A hashtag #éTóiss foi escrita na parte externa da aeronave, próximo da porta onde os jogadores entram.

A expressão é uma variação do “é nois”, marca registrada de Neymar, que usa a palavra quando se refere a seus amigos. O “éTóiss”, já é famoso nas redes sociais e até mesmo a presidente Dilma Rousseff fez o gesto em homenagem ao camisa 10 da seleção.

18:49 · 07.07.2014 / atualizado às 18:49 · 07.07.2014 por

O técnico Luiz Felipe Scolari já afirmou que tem definido o time para enfrentar a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo de 2014. As opções são variadas, e cada uma muda a maneira de o time jogar.

Quem vai entrar na vaga de Neymar? Quais os desenhos táticos aplicados pelo treinador? Como o Brasil pode surpreender a Alemanha nesta semifinal?

Confira a análise, com base nas alternativas apresentadas pelo técnico Felipão durante o treinamento da Seleção Brasileira nesta segunda-feira (7):

18:14 · 07.07.2014 / atualizado às 18:40 · 07.07.2014 por
Felipão deixou claro que já tem equipe formada. Foto: Vipcomm
Felipão deixou claro que já tem equipe formada. Foto: Vipcomm

Em entrevista coletiva concedida no final da tarde desta segunda-feira (7) no estádio Mineirão, o técnico Luiz Felipe Scolari afirmou que já tem definidos os nomes dos 11 jogadores brasileiros que vão iniciar a partida diante da Alemanha, pela semifinal da Copa do Mundo de 2014.

Sem entregar a equipe que planeja, Felipão limitou-se a dizer que tem “um grupo qualificado”. O treinador fez vários testes no treino da manhã, na Granja Comary, em Teresópolis.

Dentre as alternativas, Felipão colocou William no lugar de Neymar, e deu nova chance a Daniel Alves na lateral direita. No decorrer do treino, testou Maicon na lateral e Paulinho e Bernard na vaga de William. Jô também treinou, substituindo Fred, na última parte das atividades.

Para justificar a escolha que fez, Felipão creditou o apoio que tem de seus ‘olheiros’, Alexandre Gallo e Roque Júnior. A dupla se revezou, acompanhando a seleção alemã, e deu informações consideradas cruciais por Luiz Felipe para montar o time brasileiro:

“Não foi fácil, mas eu tenho um grupo de trabalho espetacular, tenho o Galo e o Roque Júnior, que viram dois, três jogos da Alemanha. Eles que deram tranquilidade que o que vamos fazer em campo amanhã, o time que vamos entrar, é o certo”.

Indagado sobre a possibilidade de escalar três volantes, Scolari explicou que agirá de acordo com as circunstâncias da partida. “Se eu jogar com três volantes, uma das condições é que vou dar mais liberdade aos laterais, e se jogar com dois homens, vou dar menos liberdade. Penso sempre em alguma situação diferente, algum prejuízo para causar para a Alemanha”, disse.
Não foi fácil, mas eu tenho um grupo de trabalho espetacular, tenho o Galo e o Roque Jr, que viram dois, três jogos da Alemanha. Eles que deram tranquilidade que o que vamos fazer em campo amanhã, o time que vamos entrar é o certo

14:27 · 07.07.2014 / atualizado às 14:35 · 07.07.2014 por
William é bastante cotado para substituir Neymar. FOTO: CBF/RAFAEL RIBEIRO
William é bastante cotado para substituir Neymar. FOTO: CBF/RAFAEL RIBEIRO

O técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, testou três alternativas no treino desta segunda-feira (7) para substituir Neymar: Willian, Paulinho e Bernard.

Na última atividade antes do confronto contra a Alemanha pela semifinal da Copa do Mundo, o técnico realizou um treino dos titulares sem adversário. Ele chegou a montar seis times diferentes.

No início da atividade, ele escalou Paulinho na vaga do camisa 10. Nesse cenário, o time ficaria com três volantes: Luiz Gustavo, Fernandinho e Paulinho. Oscar jogou centralizado.

Logo depois, Willian, o favorito para assumir o posto de Neymar, entrou na vaga de Paulinho. O meia foi o que mais tempo treinou no treino desta segunda. Ele jogou pelo setor direito, e Oscar pelo meio.

No final do treino, Bernard também foi testado, com Hernanes na vaga de Fernandinho.

A equipe treinada também teve Dante na vaga de Thiago Silva e Daniel Alves no lugar de Maicon. Durante o treino, Felipão fez mais mudanças. Trocou novamente Daniel Alves por Maicon e colocou Jô na vaga de Fred.

O provável time que enfrentará a Alemanha deve ser: Júlio César; Maicon (Daniel Alves), David Luiz, Dante e Marcelo; Luiz Gustavo, Fernandinho e Oscar; Willian (Bernard/Paulinho), Hulk e Fred.

As informações são da Folhapress.

13:45 · 07.07.2014 / atualizado às 13:45 · 07.07.2014 por
Árbitro da partida deu vantagem e não puniu colombiano pelo lance. FOTO: REUTERS
Árbitro da partida deu vantagem e não puniu colombiano pelo lance. FOTO: REUTERS

O colombiano Camilo Zuñiga, que em uma falta não marcada tirou Neymar da Copa do Mundo, não será punido, informou nesta segunda-feira (7) o Comitê Disciplinar da Fifa.

Em nota divulgada no site da entidade, o Comitê afirma que “neste caso específico, nenhuma ação retrospectiva pode ser tomada”, alegando que o lance da joelhada do colombiano nas costas do camisa 10 brasileiro “não escapou da atenção dos árbitros”. No lance, o árbitro espanhol Carlos Velasco deu vantagem à jogada, pois a bola permaneceu de posse dos brasileiros. Especialistas em arbitragem, como o ex-árbitro e comentarista da Rede Globo Arnaldo César Coelho, condenaram a escolha, afirmando que o lance merecia punição com cartão.

A Fifa ainda lamentou “quaisquer incidentes ocorridos no campo, que tenham particularmente um impacto negativo na saúde dos jogadores” e desejou rápida recuperação a Neymar.

Neymar fraturou a terceira vértebra lombar após receber uma joelhada do colombiano Zuñiga, pouco antes do final da partida entre Brasil e Colômbia, na Arena Castelão, na última sexta-feira (4), válida pelas quartas de final da Copa do Mundo. O Brasil venceu o jogo por 2 a 1, mas perdeu seu principal jogador para o restante da competição.

A CBF havia pedido à Fifa punição ao jogador colombiano e a anulação do cartão amarelo dado ao zagueiro Thiago Silva. O Comitê disse que “não pode considerar o caso devido ao fato de que não há base legal autorizando a concessão de tal pedido”.

16:51 · 05.07.2014 / atualizado às 19:27 · 05.07.2014 por

A assessoria da Presidência da República divulgou neste sábado (05) uma carta enviada pela presidente Dilma Rousseff ao atacante Neymar e outra endereçada aos jogadores e à comissão técnica.

Aos jogadores e Comissão Técnica, Dilma enalteceu o talento, a garra, o espírito de luta e a capacidade de superação que eles vêm demonstrando e considerou que estes valores ajudarão a compensar o desfalque do atacante, após lesão sofrida no jogo de ontem, contra a Colômbia pelas Quartas de Final da Copa do Mundo.

Ao jogador Neymar, a presidenta Dilma disse que a feição de dor do jogador feriu o coração dela e de todos os brasileiros e brasileiras. Ela o considerou um “grande guerreiro que não se deixa abater” e afirmou que mais rápido do que se imagina, Neymar estará de volta “enchendo nossa alma de alegria e nossa história de sucessos”.

Veja abaixo a íntegra da Carta enviada a Neymar:

slide-1-638
(Imagem: Divulgação/Presidência)

Pesquisar

Diário na Copa

Só mais um site WordPress
Posts Recentes

02h09mFinal é reeditada na volta das seleções após a Copa; confira os jogos desta quarta (3)

01h09mDiário na Copa retorna com tudo sobre futebol internacional e preparação para Rússia 2018

11h07mCom quatro brasileiros, Fifa divulga a seleção da Copa na visão da torcida

12h07mConfira quais jogadores estão descartados, as promessas e quem tem boas chances de chegar à Copa 2018

04h07mPesquisa aponta que 92,7% acompanharam a Copa do Mundo pela primeira vez no estádio

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs