Diário na Copa

Categoria: Eliminatórias Concacaf


09:27 · 20.11.2013 / atualizado às 09:27 · 20.11.2013 por
Mexicanos comemoram classificação para Mundial. FOTO: AFP/FIFA.COM/DIVULGAÇÃO
Mexicanos comemoram classificação para Mundial. FOTO: AFP/FIFA.COM/DIVULGAÇÃO

A seleção do México confirmou o favoritismo e aplicou nova goleada na Nova Zelândia, fora de casa, na partida de volta da repescagem para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. O time mexicano venceu o jogo por 4×2, em partida realizada em Wellington na madrugada desta quarta-feira (20). O jogo de ida havia sido 5×1 para a equipe latina.

O México abriu 3×0 com apenas 33 minutos de jogo. Oribe Peralta marcou aos 14, 29 e 33 da primeira etapa. No segundo tempo, Cris James, de pênalti, e Rory Fallon esboçaram uma reação dos donos da casa. Mas aos 41 minutos, Carlos Peãn marcou o quarto gol mexicano e selou a goleada.

A Nova Zelândia havia sido líder das eliminatórias da Oceania. Já o México, ficou apenas em quarto lugar no hexagonal final da CONCACAF. Esta será a 15ª participação dos mexicanos em Copa do Mundo. Nas últimas 5 edições em que esteve presente, a seleção foi eliminada nas oitavas de final.

23:47 · 13.11.2013 / atualizado às 23:51 · 13.11.2013 por
México
Mexicanos se aproximam de vaga após goleada (Foto: Reuters)

Nesta quarta-feira (13), o México recebeu a Nova Zelândia no estádio Azteca e praticamente garantiu sua vaga à Copa do Mundo de 2014. Com uma goleada por 5 a 1, os mexicanos podem perder por até 3 gols de diferença no jogo de volta da repescagem, que acontece na próxima quarta-feira (20), na Nova Zelândia.

Os gols do México foram marcados por Aguilar, Jiménez, Peralta (2x), e Rafa Márques, enquanto James diminuiu para a seleção neozelandesa. Em outro playoff, o Uruguai venceu a Jordânia fora de casa por 5 a 0, também nesta quarta-feira, e se aproximou da vaga.

O México está na repescagem por ter ficado na 4ª colocação das eliminatórias da Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe (Concacaf), onde Estados Unidos, Costa Rica e Honduras se classificaram diretamente. Já a Nova Zelândia se classificou para o playoff após ficar em primeiro na eliminatória da Oceania.

09:29 · 16.10.2013 / atualizado às 09:30 · 16.10.2013 por
Honduras consegue segunda classificação para Copa do Mundo consecutiva e empurra o México para repescagem Foto: Fifa / Divulgação
Honduras consegue segunda classificação para Copa do Mundo consecutiva e empurra o México para repescagem Foto: Fifa / Divulgação

Quando as Eliminatórias da Concacaf (Américas do Norte, Central e Caribe) começaram, todos consideravam como barbada as classificações de México e Estados Unidos. Os norte-americanos se garantiram com folga, com duas rodadas de antecipação, na Copa do Mundo de 2014.

Nesta terça-feira, por pouco os mexicanos sacramentaram um dos piores vexames de sua história. Graças aos vizinhos do norte, que ganharam do Panamá por 3 a 2, o México não avançou direto ao Mundial do Brasil, mas terá chance na repescagem contra a Nova Zelândia, representante da Oceania. Honduras conquistou a vaga direta e se juntou a Estados Unidos e Costa Rica.

Em San José, na Costa Rica, o México precisava somente de um empate para avançar à repescagem e seguir com chances de classificação. Perderam por 2 a 1 para os costarriquenhos – gols de Bryan Ruiz e Álvaro Saborío, com Oribe Peralta para os mexicanos – e dependiam do resultado do jogo entre Panamá e Estados Unidos, na Cidade do Panamá.

Uma vitória dos panamenhos e era o fim para os mexicanos. Os donos da casa fizeram 1 a 0 no primeiro tempo, mas levaram o empate aos 19 minutos do segundo tempo. Então, somado à derrota do México na Costa Rica, a pressão do Panamá foi enorme e o segundo gol, para grande festa da torcida, saiu com Tejada aos 39. Quando tudo parecia definido, os Estados Unidos empataram com Zusi aos 45, agora para desespero de todos. A frustração veio de vez com o gol de Johannsson, aos 48, decretando a eliminação panamenha.

Com 11 pontos, o México terminou na quarta colocação das Eliminatórias, contra 8 do Panamá. A vaga direta na Copa até poderia vir com uma vitória na Costa Rica e uma derrota de Honduras para a lanterna e eliminada Jamaica. Mas os hondurenhos precisavam apenas de um empate e foi isso que aconteceu com o 2 a 2 em Kingston. Com 15 pontos, ficou na terceira posição, atrás de Estados Unidos (22) e Costa Rica (18).

Para não ficar fora de uma Copa do Mundo pela primeira vez desde 1990, o México fará agora duas partidas contra a Nova Zelândia. Os jogos serão nos dias 15 e 19 de novembro.

 Com informações: Agência Estado

00:24 · 11.09.2013 / atualizado às 01:20 · 11.09.2013 por
Lionel Messi marcou dois gols na goleada contra o Paraguai. Foto: Getty Images
Lionel Messi marcou dois gols na goleada contra o Paraguai. Foto: Getty Images

Os últimos jogos desta mega-rodada de eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014 confirmaram a classificação de mais três seleções para o torneio. Somam-se a Brasil, Japão, Austrália, Irã, Coreia do Sul, Itália e Holanda as seleções da Argentina, Estados Unidos e Costa Rica.

Os hermanos garantiram a sua classificação após a goleada contra o Paraguai, em Assunção. Com dois gols de Messi (Barcelona-ESP), a Argentina só precisava de um empate, mas venceu por 5 a 2. O resultado também eliminou qualquer possibilidade dos paraguaios alcançarem a 5ª colocação na chave, o que os levaria para uma repescagem. Com isso, a seleção guarani está fora de uma Copa do Mundo após várias participações consecutivas.

Na Concacaf, os Estados Unidos venceram em casa o clássico contra o México e também carimbaram o passaporte para o Brasil. O resultado complicou o time mexicano, que estaria eliminado caso a competição terminasse hoje. O time está atrás do Panamá e tem dois jogos para reverter a situação.

A Costa Rica foi outro país que garantiu a sua vaga após empate fora de casa com a Jamaica.

Quase lá

A Colômbia foi derrotada pelo Uruguai fora de casa, mas depende apenas de um ponto para garantir a sua vaga na Copa do Mundo. O Chile precisa apenas de uma vitória nos dois jogos restantes.

Confira os placares de todos os jogos deste dia 10/09

América do Sul

Venezuela 3:2 Peru
Uruguai 2:0 Colômbia
Bolívia 1:1 Equador
Paraguai 2:5 Argentina

Europa

Lituânia 2:0 Liechtenstein
Noruega 0:2 Suíça
Islândia 2:1 Albânia
Rússia 3:1 Israel
País de Gales 0:3 Sérvia
Ilhas Faroe 0:3 Alemanha
Armênia 0:1 Dinamarca
Malta 1:2 Bulgária
Luxemburgo 3:2 Irlanda do Norte
Eslováquia 1:2 Bósnia e Herzegovina
Macedônia 1:2 Escócia
Andorra 0:2 Holanda
Hungria 5:1 Estônia
Itália 2:1 República Tcheca
Áustria 1:0 República da Irlanda
San Marino 1:5 Polônia
Romênia 0:2 Turquia
Geórgia 0:1 Finlândia
Chipre 0:2 Eslovênia
Grécia 1:0 Letônia
Ucrânia 0:0 Inglaterra
Cazaquistão 0:1 Suécia
Bielorrússia 2:4 França

África

Argélia 1:0 Mali
Egito 4:2 Guiné

Concacaf

EUA 2:0 México
Jamaica 1:1 Costa Rica
Honduras 2:2 Panamá

Ásia

Uzbequistão 1 (8): (9)1 Jordânia

21:25 · 09.09.2013 / atualizado às 22:34 · 09.09.2013 por

Lionel MessiAs eliminatórias continentais para a Copa do Mundo de 2014 já estão em suas fases finais e muitas seleções, principalmente as de ponta, já estão próximas de confirmar participações para o torneio no Brasil.

Na América do Sul, a Argentina está com um pé na Copa. Até mesmo com uma derrota contra o Paraguai, em Assunção, pode se classificar, caso o Uruguai não vença. E o time celeste também vai decidir a classificação antecipada da Colômbia. Um empate garante o time de Falcão García (Mônaco-FRA) no torneio, junto aos hermanos.

pirloNa europa, a Itália só depende de si para se classificar. Uma vitória simples contra a República Tcheca, em Turim, já garante a Azurra. Já a Alemanha precisa abrir mais 1 ponto de diferença para a Suécia. O time alemão enfrenta a fraca Ilhas Fároe e deve garantir os 3 pontos. Se o time de Ibrahimovic (PSG-FRA) não vencer, a tricampeã do mundo já estará garantida no Brasil.

A Holanda também está praticamente garantida. Basta uma vitória contra a fraca Andorra e um empate ou derrota da Romênia para se classificar. A Suiça também pode se classificar nesta rodada, mas a missão não é tão fácil. A equipe terá de vencer a Noruega, seu adversário direto pela liderança, fora de casa.

iniestaA Espanha também está praticamente qualificada e precisa apenas de um empate. Porém, mesmo sem jogar na rodada, pode se classificar, caso a França perca, fora de casa, para a Bielorrússia.

Resultados da rodada confirmam boa fase dos “grandes”

Europa

A França se complicou em seu grupo e praticamente confirmou presença na repescagem após empatar sem gols com a Geórgia. Já a Espanha se garantiu como favorita à vaga direta após vitória segura sobre a Finlândia.

A Bélgica conseguiu vitória fora de casa contra a Escócia e também se manteve próxima ao Mundial. A Itália venceu a Bulgária e também disparou em seu grupo. A Alemanha atropelou a Áustria e também está praticamente garantida.

A Holanda ficou apenas no empate com a Estônia, mas também está com o pé na Copa. Portugal deu passo importante na intensa briga com a Rússia pela vaga direta com uma grande vitória sobre a Irlanda do Norte e três gols de Cristiano Ronaldo (Real Madrid-ESP).

A Inglaterra se manteve firme na briga contra a Macedônia após goleada contra a Moldávia. Destaque para Welbeck (Manchester United-ING), que marcou dois gols.

América do Sul

000_mvd6540479A Colômbia conseguiu importante triunfo contra o Equador. O gol de James Rodríguez (Mônaco-FRA) deixou o time colombiano em situação muito confortável para voltar a disputar um mundial.

O Uruguai manteve viva a disputa por uma das vagas diretas e também abriu distância da Venezuela em uma possível briga pela repescagem (5º lugar) com a vitória fora de casa contra o Peru. Luis Suarez (Liverpool-ING) marcou duas vezes.

O Chile também fez o dever de casa e também permaneceu em situação confortável rumo à Copa com vitória por 3 a 1 contra a Bolívia.

África

A última rodada da fase de grupos já fez vítimas importantes. A África do Sul, país que sediou o último Mundial, venceu, mas deu adeus e viu a Etiópia avançar. A Tunísia e o Marrocos, outras seleções que já disputaram copas também ficaram de fora da disputa. Avançaram Cabo verde, Costa do Marfim, Gana, Burkina Fasso, Nigéria, Egito, Argélia, Camarões e Senegal. Os clubes agora vão para o mata-mata. Quem avançar estará na Copa do Mundo de 2014.

Concacaf

Nas última fase das eliminatórias da Concacaf, o México se complicou mais uma vez com uma derrota surpreendente para Honduras, dentro de casa. Com isso,  o time mexicano terá de vencer o clássico contra os Estados Unidos fora de casa. A Costa Rica também pode garantir a sua vaga, vencendo a lanterninha Jamaica fora de casa.

Confira todos os resultados da última rodada:

Eliminatórias América do Sul

06/09/13 Peru 1:2 Uruguai
06/09/13 Chile 3:0 Venezuela
06/09/13 Paraguai 4:0 Bolívia
06/09/13 Colômbia 1:0 Equador

Eliminatórias África

06/09/13 Gana 2:1 Zâmbia
07/09/13 República Centro-Africana 1:2 Etiópia
07/09/13 África do Sul 4:1 Botsuana
07/09/13 Burkina Fasso 1:0 Gabão
07/09/13 Nigéria 2:0 Malaui
07/09/13 Angola 4:1 Libéria
07/09/13 Serra Leoa 3:2 Guiné Equatorial
07/09/13 Gâmbia 2:0 Tanzânia
07/09/13 Níger 2:2 Congo
07/09/13 Costa do Marfim 1:1 Marrocos
07/09/13 Tunísia 0:2 Cabo Verde
07/09/13 Senegal 1:0 Uganda
08/09/13 Zimbábue 1:1 Moçambique
08/09/13 Togo 2:1 RD do Congo
08/09/13 Camarões 1:0 Líbia
08/09/13 Quênia 1:0 Namíbia
08/09/13 Benin 2:0 Ruanda
08/09/13 Sudão 2:3 Lesoto

Eliminatórias Europa

06/09/13 República Tcheca 1:2 Armênia
06/09/13 Macedônia 2:1 País de Gales
06/09/13 Noruega 2:0 Chipre
06/09/13 Rússia 4:1 Luxemburgo
06/09/13 República da Irlanda 1:2 Suécia
06/09/13 Irlanda do Norte 2:4 Portugal
06/09/13 Escócia 0:2 Bélgica
06/09/13 Malta 1:2 Dinamarca
06/09/13 Inglaterra 4:0 Moldávia
06/09/13 Bósnia e Herzegovina 0:1 Eslováquia
06/09/13 Suíça 4:4 Islândia
06/09/13 Eslovênia 1:0 Albânia
06/09/13 Sérvia 1:1 Croácia
06/09/13 Itália 1:0 Bulgária
06/09/13 Alemanha 3:0 Áustria
06/09/13 Liechtenstein 0:1 Grécia
06/09/13 Polônia 1:1 Montenegro
06/09/13 Cazaquistão 2:1 Ilhas Faroe
06/09/13 Turquia 5:0 Andorra
06/09/13 Romênia 3:0 Hungria
06/09/13 Ucrânia 9:0 San Marino
06/09/13 Letônia 2:1 Lituânia
06/09/13 Estônia 2:2 Holanda
06/09/13 Finlândia 0:2 Espanha
06/09/13 Geórgia 0:0 França
07/09/13 Israel 1:1 Azerbaijão

Eliminatórias América Central

06/09/13 Panamá 0:0 Jamaica
06/09/13 México 1:2 Honduras
06/09/13 Costa Rica 3:1 EUA

Eliminatórias Ásia

06/09/13 Jordânia 1:1 Uzbequistão

 

20:40 · 18.06.2013 / atualizado às 21:08 · 18.06.2013 por
Foto: Levi de Freitas
Foto: Levi de Freitas

A Seleção do México fez o reconhecimento do campo da Arena Castelão na tarde desta terça-feira (18), logo após a Seleção Brasileira deixar o gramado. O treino começou por volta das 17h e terminou às 18h40. A imprensa só teve acesso aos primeiros 15 minutos dos trabalhos. Neste período, os mexicanos correram em volta do campo, e fizeram a brincadeira de “bobo”, ou “quadrado”, onde um deles tenta tomar a bola dos demais jogadores, em um espaço reduzido.

Após o reconhecimento de campo, o técnico da seleção mexicana, Jose Manuel de la Torre, comentou em entrevista coletiva que a seleção asteca está pronta para vencer qualquer um e o “Brasil não é uma exceção”.

Terceiro lugar nas Eliminatórias da Concacaf, o México encara a seleção brasileira nesta quarta-feira (18), às 16h, no Castelão, e pode vir com um time diferente da derrota do último domingo (16) para a Itália, no Maracanã. Porém o comandante asteca afirmou que não deve antecipar que mudanças fará antes da partida.

“Confio no grupo, afinal o importante é que eles estejam tranquilos para retomar o futebol que eles têm. Estamos trabalhando alinhados com nossos objetivos querendo passar para a próxima fase da Copa das Confederações e nos classificar para o Mundial”, afirmou Manuel de la Torre.

Desgaste

O comandante mexicano também afirmou que seus jogadores estão cansados por conta da sequência de jogos que vêm fazendo. Entretando, demonstrou confiança no poder de recuperação de seus atletas.

FOTO2
Foto: Levi de Freitas

De la Torre ainda elogiou a qualidade dos brasileiros, apesar de não apontar um favoreito para o jogo de quarta-feira (19). “Acredito que o Brasil é uma seleção muito habilidosa em todas as posição e com muita qualidade. Principalmente agora, que aposta em jovens”, pontuou.

Manuel de la Torre aproveitou para comentar sobre as várias manifestações que ocorreram em todo Brasil na última segunda-feira (17). Ele seguiu a linha alheia às polêmicas, afirmando que o foco de seu time não é estar a par dos acontecimentos no país que sedia a Copa das Confederações. “Tudo que o Brasil vive agora estamos à margem. Estamos aqui numa situação esportiva e é nisso que nos concentramos única e exclusivamente”, frisou.

Confira vídeo:

10:47 · 17.06.2013 / atualizado às 12:31 · 17.06.2013 por

A dois dias do confronto entre Brasil x México, na Arena Castelão, e no dia seguinte à derrota da seleção “Tricolor” para a Itália, os dois principais jornais mexicanos se revezam entre críticas ao próprio futebol mexicano e à organização da Copa das Confederações.

Jornal "El Universal" destacou o favoritismo brasileiro na partida contra os mexicanos, em Fortaleza Foto: El Universal / Reprodução da web
Jornal “El Universal” destacou o favoritismo brasileiro na partida contra os mexicanos, em Fortaleza Foto: El Universal / Reprodução da web

O jornal “El Universal”, que tem a maior tiragem naquele país, traz como manchete do seu caderno de esportes (o “Central Deportiva”) “TRIsteza en Brasil”, fazendo um trocadilho entre o apelido da seleção e o sentimento do torcedor mexicano com o placar de 2 a 1 para os italianos. Para o periódico, “a vitória da Itália praticamente obriga os mexicanos buscar uma difícil vitória frente aos brasileiros, na próxima quarta, na cidade de Fortaleza.”

A propósito, o jornal já enviou a correspondente Inés Sainz à capital cearense. A jornalista, falando direto da Avenida Beira-Mar, disse que será um “milagre ganhar do Brasil em sua própria terra, ainda mais considerando que o ataque mexicano está fraco”. Vale lembrar que o México só fez quatro gols nos últimos sete jogos oficiais, incluindo a partida de domingo.

Repórter mexicana Inés Sainz já está em Fortaleza para cobrir a passagem da seleção "Tricolor" pela capital cearense Foto: El Universal / Reprodução da Web
Repórter mexicana Inés Sainz já está em Fortaleza para cobrir a passagem da seleção “Tricolor” pela capital cearense Foto: El Universal / Reprodução da Web

Apesar disso, a avaliação do veículo mexicano é a de que o principal responsável pela derrota não foi o ataque (de “Chicharito” Hernandez e Giovani dos Santos), mas sim o zagueiro Maza, que falhou no lance com o atacante  Balotelli. Também sobrou para o técnico José Manuel de la Torre, acusado de pregar ofensividade, mas jogar defensivamente contra a Itália.

Torcida honorária, gastos estratosféricos, “cantadas” e críticas ao Brasil

Para além do futebol, o jornal “El Universal”  chamou a atenção para o fato de a maioria da torcida que compareceu ao estádio Maracanã, no Rio de Janeiro, ter apoiado o México, devido à grande rivalidade brasileira com a “Squadra Azurra”.

Mas se o incentivo dos torcedores brasileiros a “Tricolor” surpreendeu a imprensa mexicana, o esforço dos próprios mexicanos em vir ao Brasil apoiar sua equipe pode surpreender muita gente por aqui. Em sua webtv, o periódico exibiu a entrevista com um grupo de três amigos, que juntou dinheiro por cerca de três anos e arrecadou US$ 15 mil cada (ou algo como R$ 30 mil).

Talvez exatamente pelos gastos estratosféricas do trio, o nível de exigência com a organização da competição no Brasil foi igualmente alto. O grupo respondeu ao repórter de “El Universal”, quando perguntado se o Brasil estava pronto para a Copa do Mundo de 2014, com frieza: “Eles não estão prontos, faltam muitas coisas, estacionamento fica muito longe, tudo é muito caro, não estão preparados”.

Ah, e não podiam faltar os clichês. Uma das reportagens da webtv, mostrava uma mulher de bíquini em Copacabana e depois um repórter dava dicas de “cantadas” infalíveis para conquistar as brasileiras.

Uma “jornada” difícil para o Brasil, especialmente para Pernambuco

Por sua vez, a segunda publicação com mais vendas no México, “La Jornada”, deixou um pouco de lado os aspectos curiosos ou a análise crítica à seleção mexicana para focar nas falhas da organização brasileira.

Em uma das matérias veiculadas, o periódico publica uma entrevista com o pentacampeão Cafu, falando sobre as vaias à presidente Dilma Rousseff no dia da abertura da Copa das Confederações, em Brasília. Para o ex-lateral direito do Brasil, em entrevista aos mexicanos, “isso mundialmente não repercutiu bem, mas é a voz do povo e temos que respeitar o direito de todo mundo de manifestação e descontentamento.”

Com tom mais crítico, jornal "La Jornada" destacou os confrontos da Polícia com manifestantes no Brasil e as falhas de organização, especialmente em Recife Foto: La Jornada / Reprodução da Web
Com tom mais crítico, o jornal “La Jornada” destacou os confrontos da Polícia com manifestantes no Brasil e as falhas de organização, especialmente em Recife Foto: La Jornada / Reprodução da Web

O jornal, aliás, destacou os protestos na capital federal e também no Rio, antes das partidas entre Brasil x Japão e Itália x México, respectivamente. Também houve críticas às dificuldades de alimentação nos estádios, por conta da falta de estoque, das filas e dos altos preços. Em todos os três jogos realizados até aqui, foram relatados casos de insuficiência de bebidas e alimentos. “Foi preciso esperar até 30 minutos para poder comer algo, com preços padrão Fifa.”

Mas as maiores críticas foram com relação ao estado de Pernambuco. O diário mexicano repercutiu as queixas do técnico uruguaio Óscar Tabárez. Segundo apurou o jornal, o treinador da “Celeste Olímpica” ficou tão insatisfeito com as dificuldades para treinar em Recife, que estaria estudando ficar em Salvador, local do próximo jogo contra a Nigéria, pelo menos até o fim da primeira fase, mesmo tendo uma nova partida marcada para a capital pernambucana, no próximo domingo (23).

Quanto a partida de quarta-feira (19), entre Brasil x México, os jornalistas de “La Jornada” avaliaram que “a Seleção Brasileira se sente muito mais segura para enfrentar-nos depois de golear o Japão, embora sempre tenham tido dificuldade para encontrar espaço contra os mexicanos.

13:27 · 08.06.2013 / atualizado às 13:48 · 08.06.2013 por
Lionel Messi entrou apenas np segundo tempo mas não conseguiu evitar o zero a zero com a Colômbia de Falcao Foto: AFP
Lionel Messi entrou apenas n0 segundo tempo mas não conseguiu evitar o zero a zero com a Colômbia de Falcao Foto: AFP

Mesmo longe de terem suas maiores seleções na história, o superclássico (não só das Américas) Brasil x Argentina terá mais uma chance de acontecer na Copa do Mundo de 2014. Bem, ainda falta muito para isso ficar realmente claro, mas pelo menos a presença dos “Hermanos” no Mundial está quase assegurada.

Sem brilhar e com um Messi voltando de lesão muscular, a líder das Eliminatórias da Conmebol, a Argentina, sofreu um pouco mas assegurou mais um ponto decisivo ao empatar, em Buenos Aires, pelo placar de 0 a 0, contra os vice-líderes, os colombianos. O craque argentino e do Barcelona, só entrou aos 12 minutos do 2º tempo, no lugar de Montillo (que agora, sem Neymar, é a maior estrela do Santos), mas não conseguiu mudar o rumo da partida.

Ainda assim, o resultado deixa a seleção maior rival brasileira com chances de se classificar já na próxima terça-feira (11). A vaga antecipada, no entanto, não deve vir fácil, já que para isso será preciso vencer os equatorianos, fora de casa, e torcer por uma derrota do Chile para a Bolívia, em Santiago.

No duelo contra a segunda melhor seleção das Eliminatórias, a Argentina tomou um susto com um gol anulado de Jackson Martínez. Ainda no primeiro tempo, Higuaín e Zapata trocaram chutes e foram expulsos pelo árbitro venezuelano Marlon Escalante. Na segunda etapa, foi a vez dos argentinos terem não só um, mas dois gols anulados, ambos de Aguero, por posição irregular.

Outra seleção bem cotada para aparecer no Brasil em 2014, o Equador perdeu para o Peru, em Lima, por 1 a 0. O gol de Pizarro, aliás, devolveu as esperanças dos peruanos tentarem ao menos a vaga na repescagem entre América do Sul e Ásia. Para isso, os peruanos precisaram manter distância dos uruguaios na tabela e superar a Venezuela, que só empatou, em 1 a 1, com a Bolívia, em La Paz.

Situação extremamente difícil é a da seleção paraguaia, que foi mais uma vez derrotada, dessa vez em casa, para o Chile, por 2 a 1. Ocupando a lanterna, a “Guaraní”, está quase eliminada da disputa. Já os chilenos estão em quarto, dois pontos a frente da Venezuela, e quatro do Peru.

Na próxima rodada, além dos confrontos entre Equador x Argentina e Chile x Bolívia, a Colômbia encara o Peru e a Venezuela recebe o Uruguai, que faz o último jogo antes de embarcar para a Copa das Confederações, onde pega já na primeira rodada, a poderosa Espanha.

Costa Rica tomou a liderança dos mexicanos ao bater Honduras, em San Jose Foto: Associated Press
Costa Rica tomou a liderança dos mexicanos ao bater Honduras, em San Jose Foto: Associated Press

Costa Rica lidera no norte; México segue recuperação e é terceiro

Já na disputa das Américas do Norte, Central e Caribe, a liderança é dos costarriquenhos. No entanto, a seleção centro-americana tem a mesma pontuação que os favoritos Estados Unidos e México, segundo e terceiro colocados, respectivamente. As três seleções estariam na Copa de 2014, caso a competição terminasse assim.

Para chegar à ponta da tabela, a Costa Rica derrotou em casa, por 1 a 0, a seleção de Honduras, que é a quinta do hexagonal final. Já os Estados Unidos bateram fora de seus domínios a lanterna Jamaica, por 2 a 1. No jogo mais equilibrado da rodada, os mexicanos empataram, na Cidade do Panamá, com a seleção panamenha, que está no momento se classificando para a repescagem contra a Nova Zelândia.

Na rodada do meio da semana, o México vai tentar retomar a liderança contra os costarriquenhos, antes de partir para o Brasil. Vale lembrar que a seleção “Tricolor” enfrenta a “Canarinho”, em Fortaleza, no dia 19 de junho, no estádio Castelão. Já os Estados Unidos pegam o Panamá, torcendo por um empate dos rivais diretos. Honduras e Jamaica por sua vez fazem o jogo dos desesperados e talvez a última cartada nas Eliminatórias.

08:08 · 05.06.2013 / atualizado às 08:31 · 05.06.2013 por
De Nigris marcou o gol que definiu a liderança provisória do México, na Concacaf Foto: Univision
De Nigris marcou o gol que definiu a liderança provisória do México, na Concacaf Foto: Univision

Em partida antecipada da 6ª rodada, por conta da participação mexicana na Copa das Confederações, a seleção comandada por Manuel De La Torre conseguiu importante vitória no fim da noite de terça-feira (4).

Jogando em Kingston, capital jamaicana, o México bateu por 1 a 0 os donos da casa, com gol de De Nigris aos 3 minutos do 2º tempo. Com a vitória, a seleção  da América do Norte pulou para a liderança provisória do hexagonal decisivo das Eliminatórias da Concacaf (federação que reúne seleções norte e centro-americanas, além de países caribenhos). A Jamaica caiu para a lanterna.

Agora, o México soma seis pontos, em quatro jogos, e antes de viajar para o Brasil, onde encara, na ordem, Itália,  Brasil (19 de junho, em Fortaleza) e Japão, ainda faz mais duas partidas em busca da classificação para a Copa do Mundo de 2014. O primeiro desafio será contra os panamenhos, na Cidade do Panamá, já na sexta-feira (7). Na terça-feira seguinte (11), é a vez dos mexicanos receberem a Costa Rica, no tradicional Estádio Azteca.


Os dois próximos adversários ocupam, respectivamente, a 2ª e a 3ª posições, o que dá ainda mais peso aos confrontos. O México é o atual campeão olímpico, campeão da Copa das Confederações de 1999 e já disputou 14 Copas do Mundo, sendo 5 consecutivas.

Já a Jamaica encara novamente em casa, na próxima rodada, os Estados Unidos. Quatro dias depois será a vez de medir forças com Honduras, em Tegucigalpa. A equipe caribenha só disputou uma Copa do Mundo na história, em 1998.

19:17 · 22.03.2013 / atualizado às 15:08 · 24.03.2013 por

Atualizado às 15h06, do dia 24 de março

 Jogadores que se destacaram

As eliminatórias para  Copa do Mundo do Brasil, em 2014, estão chegando na fase final e já temos grandes times em situação de risco. Nesta rodada que começou na sexta-feira (22), a bola rolou em praticamente todos os continentes do mundo.

Na Europa, a grande surpresa foi mais um tropeço da Espanha contra a Finlândia, dentro de casa. Em Gijón, os espanhóis atuaram de salto alto, sem vontade, e tomaram o empate da fraquíssima seleção finlandesa. Com isso, a Fúria viu de perto a França disparar na liderança do grupo ao vencer a Geórgia por 3 a 1 e  ter a vantagem de decidir em casa, em St. Dennis, a vaga para a Copa do Mundo. Com o resultado, os campeões do mundo ficariam de fora até da repescagem, o que seria uma tragédia.

Outra surpresa foi o empate da seleção portuguesa, que  empatou em 3 a 3 com Israel. Nem mesmo craque Cristiano Ronaldo conseguiu resolver a parada para os lusitanos. O time luso está apenas em terceiro lugar em seu grupo e corre sério risco de ficar fora. Outro resultado importantíssimo foi a vitória da Croácia contra a Sérvia em um clássico cercado por polêmica. Com o resultado, o time croata vai se aproximando da disputa pela repescagem, assumindo a vice-liderança do grupo A, que tem como melhor time a Bélgica. O jovem time belga superou a Macedônia e manteve a liderança e aproximação de mais uma vaga na Copa.

Mas entre as surpresas, a mais absurda delas continua sendo a campanha fantástica da Bósnia e Herzegovina. Carregados pelo artilheiro do campeonato, Dzeko (que fez 2 no jogo), o time de melhor ataque das eliminatórias europeias venceram a Grécia por 3 a 1 e assumiram de forma isolada a liderança do grupo, abrindo 3 pontos para os gregos. O time bósnio pode chegar ao seu primeiro Mundial.

Alemanha e Holanda venceram facilmente seus confrontos e estão com classificação bastante encaminhada para a Copa. A Inglaterra se recuperou da má fase nas eliminatórias e mandou 8 a 0 para cima de San Marino, mas não conseguiu assumir a liderança do grupo, pois Montenegro (mais um dissidente da antiga Iugoslávia) venceu o seu duelo contra a Moldávia.

Uma mão na vaga

Já na Oceania, a seleção da Nova Zelândia bateu, em casa, sua única rival que ainda tinha chances de classificação, a Nova Caledônia, por 2 a 1. Com o resultado, os neozelandeses já estão classificados para a repescagem contra o quarto colocado da Concacaf. Apesar da vaga antecipada os “kiwis” ainda cumprem tabela contra as Ilhas Salomão, em Honiara, na madrugada de segunda para terça-feira.

Colômbia implacável

Na América do Sul, a Colômbia abriu a sexta rodada das Eliminatórias da Copa de 2014, massacrando a Bolívia, por 5 a 0. A partida foi realizada em território colombiano, na cidade de Barranquilla e contou com cinco goleadores diferentes, na ordem: Torres, Valdez, Gutierrez, Falcão Garcia (considerado o maior craque da equipe comandada pelo argentino Jose Pekerman)  e Armero.

A Argentina, com um show da dupla Messi e Higuaín, venceu facilmente a Venezuela e se manteve na liderança isolada. O Paraguai não conseguiu sair do empate com o Uruguai e praticamente vai se despedindo da Copa do Brasil. O time guarani é o lanterninha da chave.

Confira os placares da rodada:

Europa

Cazaquistão 0 x3 Alemanha
Macedônia 0 x 2 Bélgica
Suécia 0 x 0 República da Irlanda
República Tcheca 0 x 3 Dinamarca
Áustria 6 x0 Ilhas Faroe
Hungria 2 x 2 Romênia
Holanda 3 x0 Estônia
Luxemburgo 0 x 0 Azerbaijão
Escócia 1 x 2 País de Gales
Andorra 0 x 2 Turquia
Noruega 0 x 1 Albânia
Croácia 2 x0 Sérvia
Bulgária 6 x 0 Malta
Eslovênia 1 x 2 Islândia
Israel 3 x 3 Portugal
Liechtenstein 1 x 1 Letônia
Eslováquia 1 x 1 Lituânia
Bósnia e Herzegovina 3 x 1 Grécia
Polônia 1 x 3 Ucrânia
Espanha 1 x 1 Finlândia
San Marino 0 x 8 Inglaterra
França 3 x1 Geórgia
Moldávia 0 x 1 Montenegro
Chipre 0 x 0 Suíça

América do Sul

Colômbia 5 x 0 Bolívia
Uruguai 1 x 1 Paraguai
Argentina 3 x 0 Venezuela
Peru 1 x 0 Chile

Concacaf

Honduras 2 x 2 México
Jamaica 1 x 1 Panamá
Estados Unidos 1 x 0 Costa Rica

África

África do Sul 2 x 0 República Centro-Africana
Tunísia 2 x 1 Serra Leoa
Burkina Fasso 4 x 0 Níger
Costa do Marfim 3 x 0 Gâmbia
Namíbia 0 x 1 Malauí
Senegal 1 x 1 Angola
Nigéria 1 x 1 Quênia
Congo 1 x 0 Gabão
Camarões 2 x 1 Togo
Moçambique 0 x 0 Guiné
Lesoto 1 x 1 Zâmbia
Tanzânia 3 x 1 Marrocos
Ruanda 1 x Mali
Etiópia 1 x 0 Botsuana
República Democrática do Congo 0 x 0 Líbia
Gana 4 x 0 Sudão
Libéria 2 x 0 Uganda
Guiné Equatorial 4 x 3 Cabo Verde

Oceania

Nova Zelândia 2 x 1 Nova Caledônia
Taiti 2 x 0 Ilhas Salomão

Pesquisar

Diário na Copa

Só mais um site WordPress
Posts Recentes

02h09mFinal é reeditada na volta das seleções após a Copa; confira os jogos desta quarta (3)

01h09mDiário na Copa retorna com tudo sobre futebol internacional e preparação para Rússia 2018

11h07mCom quatro brasileiros, Fifa divulga a seleção da Copa na visão da torcida

12h07mConfira quais jogadores estão descartados, as promessas e quem tem boas chances de chegar à Copa 2018

04h07mPesquisa aponta que 92,7% acompanharam a Copa do Mundo pela primeira vez no estádio

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs