Diário na Copa

Categoria: Mobilidade urbana


10:46 · 17.06.2014 / atualizado às 10:50 · 17.06.2014 por
Jornal fez longo artigo sobre as particularidades da Capital cearense durante a Copa
Jornal fez longo artigo sobre as particularidades da Capital cearense durante a Copa

Manifestantes que saem às ruas com a camisa da Seleção, já preparados para o jogo que viria mais tarde, e o comércio informal ampliado com a chegada da Copa chamou a atenção do jornal britânico The Telegraph. Por essas e outras que, em artigo publicado no último dia 15, o jornal garante: a versão brasileira da Copa tem todos os ingredientes para ser memorável.

O jornalista Jim White acompanhou a estreia do Brasil na Copa, contra a Croácia, na Capital cearense; e ficou surpreso com o clima de festa que se instalou nas ruas do País, em especial em Fortaleza. Ele cobriu o protesto dos trabalhadores da construção civil na manhã da última quinta-feira (12) e observou que dezenas de manifestantes já estavam trajando o uniforme da Seleção, preparados para o jogo que ocorreria dali a algumas horas. “Essa é a coisa sobre o Brasil: mesmo a revolução socialista vai ter que esperar até depois do jogo terminar”, ironiza o diário.

The Telegraph destacou ainda o forte comércio informal no período do evento futebolístico. Conforme detalha, são “mercados improvisados” que florescem a cada esquina oferecendo lembranças da Copa para aqueles que estão presos nos congestionamentos perpétuos de Fortaleza. O jornalista disse ter presenciado uma batida entre cinco veículos na Capital e, enquanto os motoristas trocavam detalhes do seguro, vendedores ambulantes oferenciam artigos da Copa a eles. “Exatamente o que você precisa quando você bate seu carro no caminho para o trabalho: uma camisa de Gana”, brinca no texto.

Também chamou a atenção o mercado de rua que surgiu na porta da Fan Fest, com barracas de comidas e bebidas e vans que se transformavam em restaurantes. “Era uma visão extraordinária, uma celebração do que faz a Copa do Mundo”, afirma.

Fortaleza é uma cidade bastante tolerante, diz jornalista

O jornalista também diz que Fortaleza é uma cidade bastante tolerante. Na Fan Fest do dia 12, houve uma brincadeira entre casais que culminou em um beijo gay. “Uma cena que não se repetirá quando a Copa fora encenada na Rússia e, em seguida, no Qatar“, diz. “Fortaleza é o tipo de cidade onde uma mulher pode caminhar ao longo da Beira Mar vestindo o que parece ser não muito mais do que uma faixa de fio dental e mal ser notada”, detalha.

12:09 · 03.06.2014 / atualizado às 12:33 · 03.06.2014 por

 

Em Aquiraz, a tendência é que seja decretado feriado no dia do jogo Brasil x México FOTO: Natinho Rodrigues
Em Aquiraz, a tendência é que seja decretado feriado no dia do jogo Brasil x México FOTO: Natinho Rodrigues

Faltando pouco mais de uma semana para a estreia da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, praticamente todas as prefeituras dos municípios que integram a Região Metropolitana de Fortaleza já programaram como será o funcionamento dos órgãos públicos nos dias em que a ‘Amarelinha’ entrar em campo. Enquanto algumas cidades optaram pelo ponto facultativo nestes dias, outras decretaram feriado durante metade do dia.

Em Aquiraz, a procuradoria geral do município informou que a lei que definirá o funcionamento dos órgãos públicos em dias de jogos ainda será votada pela Câmara Municipal. Entretanto, segundo o órgão, a tendência é que seja decretado feriado no dia 17 de junho, quando o Brasil enfrenta a seleção do México na Arena Castelão. Já nos jogos de outras seleções no Castelão e nas demais partidas da Seleção Brasileira, o expediente no município será até o meio-dia.

A prefeitura do Eusébio decretou ponto facultativo nos dias 12 e 17 de junho, quando o Brasil enfrenta Croácia e México, respectivamente. O terceiro jogo da Seleção Brasileira na primeira fase, dia 23, contra Camarões, coincidiu com o aniversário da cidade, quando já existe o feriado municipal.

Outra cidade que decretou ponto facultativo foi Maranguape, segundo a assessoria de imprensa da prefeitura. Caucaia terá ponto facultativo apenas a partir das 11h. Já em Horizonte, a assessoria de comunicação da prefeitura informou que os órgãos municipais funcionarão somente até o meio-dia. Em Maracanaú, o prefeito Firmo Camurça decretou que o expediente no município será até as 13h.

Apesar do sistema diferenciado de funcionamento nos dias dos jogos, todos os municípios afirmaram que os serviços essenciais de atendimento à população serão mantidos.

11:48 · 03.06.2014 / atualizado às 19:15 · 03.06.2014 por
Foto: Natinho Rodrigues
Foto: Natinho Rodrigues

14 dias para a primeira partida da Copa do Mundo em Fortaleza, a Prefeitura divulgou o esquema especial de trânsito para o torneio. Em coletiva de imprensa nesta terça-feira (3), a Secretaria Extraordinária da Copa de Fortaleza (Secopafor) informou que será proibida a circulação de veículos em um raio de 2 km da Arena Castelão, disponibilizando aos torcedores 7 bolsões de estacionamento e 19 linhas especiais de ônibus.

Os bolsões, onde o torcedor estaciona o carro e pega uma linha de ônibus expressa com destino ao estádio, estarão localizados na Universidade de Fortaleza (Unifor), no Cambeba, no Campus do Pici da Universidade Federal do Ceará (UFC) e nos shoppings Iguatemi, Via Sul, Parangaba e North Shopping Jóquei. Bastará o torcedor apresentar o ingresso da partida que terá acesso liberado e gratuito aos estacionamentos das instituições.

Além das 7 linhas que sairão dos bolsões, outras duas terão destino à Arena Castelão em dia de jogos. A primeira sairá do Aeroporto Internacional Pinto Martins, enquanto a segunda partirá da Avenida Abolição, entre a Av. Barão de Studart e a Via Expressa. Para atender à demanda da Praia do Futuro, duas linhas levarão os torcedores até o Shopping Iguatemi. Os coletivos sairão da paradas na Av. Dioguinho, no trecho entre a Rua Renato Braga e a Av. Santos Dumont e entre a Rua Des. Germiniano Jurema e Av. Santos Dumont.

Gerente de operações da AMC explica como será o tráfego nas proximidades da Arena Castelão:

O embarque e desembarque dos passageiros acontecerão nas avenidas Paulino Rocha, Alberto Craveiro, Rua Paula Frassinetti e Dr. Silas Munguba. De lá, os torcedores seguem a pé em um corredor expresso até a Arena Castelão.

O Plano Operacional de Mobilidade contará com o suporte de 170 agentes da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC), que orientarão os motoristas nas vias de acesso ao local dos jogos. Funcionários da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) também prestarão esclarecimentos ao público.

Novas linhas de ônibus para o Fifa Fan Fest

Sete linhas de ônibus foram criadas para atender aos torcedores que irão comparecer ao Aterro da Praia de Iracema durante a transmissão dos 64 jogos da Copa.

Confira a lista das linhas:

930 – Antônio Bezerra/Praia de Iracema
931 – Parangaba/Praia de Iracema
933 – Lagoa/Praia de Iracema
935 – Messejana/Praia de Iracema
936 – Conjunto Ceará/Praia de Iracema
937 – Papicu/Praia de Iracema
938 – Siqueira/Praia de Iracema

Confira mapa para ter acesso ao Castelão:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Arte: Felipe Belarmino

12:36 · 28.05.2014 / atualizado às 13:08 · 28.05.2014 por
Valcke disse que é "muito bom ver os planos integrados para os serviços aos fãs em Fortaleza". FOTO: Arquivo Diário
Valcke disse que é “muito bom ver os planos integrados para os serviços aos fãs em Fortaleza”. FOTO: Arquivo Diário

O Secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, afirmou no Twitter que Fortaleza é um exemplo de como a Copa do Mundo foi usada para transformar a cidade. O homem de confiança da entidade máxima do futebol ainda elogiou a execução das obras para o Mundial na Capital e agradeceu aos trabalhadores das 12 sedes.

Os comentários anteriores do Secretário-geral na rede social destacavam somente os estádios e o próprio evento.

A 15 dias da abertura da Copa, Fortaleza convive com obras de mobilidade inacabadas e problemas como a exploração sexual persistentes e prestes a ser expostos ao resto do Mundo.

Reportagem especial da Redação Web do Diário do Nordeste constatou a presença de pelo menos 10 pessoas, entre travestis, mulheres, homens e adolescentes, à noite, em uma espécie de corredor da prostituição nas imediações da Arena Castelão, reformada ao custo de R$ 518 milhões.

Se à noite, próximo ao estádio, observa-se facilmente a prostituição, durante todo o dia, em diversos pontos da Capital, o fortalezense sofre com o trânsito e com a realização das obras planejadas para a cidade receber a Copa.

Entre os 3 Bus Rapid Transit, por exemplo, apenas o da Avenida Alberto Craveiro está concluído. Nas avenidas Paulino Rocha e Dedé Brasil, as obras completaram 83% e 9%, respectivamente.

As estações Padre Cícero e Juscelino Kubitschek e o VLT que irá ligar a Parangaba ao Mucuripe chegaram a 50% de conclusão das obras. Enquanto as reformas do Eixo da Via Expressa/ Raul Barbosa e do Aeroporto Internacional Pinto Martins não ultrapassaram os 15% do que era esperado, resultados que irão atrasar a entrega para depois da Copa.

O especial do Diário do Nordeste apresenta todos os números das obras de mobilidade, atualizados quando faltavam 30 dias para o início da competição.

20:47 · 22.05.2014 / atualizado às 20:48 · 22.05.2014 por

Por Germano Ribeiro

A 20 dias para a abertura da Copa do Mundo, as obras do entorno da Arena Castelão seguem em ritmo acelerado. Apesar da impressão de quem passa pelo local ser de que as intervenções não ficarão prontas a tempo, a Secretaria de Infraestrutura do Município (Seinf) confirmou nesta o prazo de 31 de maio para conclusão.

Máquinas e funcionários tomam a Avenida Paulino Rocha e tentam entregar a obra a tempo. Foto: Natinho Rodrigues
Máquinas e funcionários tomam a Avenida Paulino Rocha e tentam entregar a obra a tempo. Foto: Natinho Rodrigues

Os operários que trabalham no local também acreditam no prazo. “Daqui para o dia 12 (de junho) não fica mais nada”, disse um deles. Na rotatória do cruzamento das avenidas Alberto Craveiro e Paulino Rocha já está sendo preparado o gramado e no mergulho homens finalizam o canteiro central. Segundo os trabalhadores, o prefeito Roberto Cláudio esteve no local no último sábado e pediu empenho para a entrega no dia 7 de junho.

O titular da Seinf, Samuel Dias, confirmou a visita do prefeito, acompanhado do governador Cid Gomes, no sábado. Contudo, o secretário reafirmou o prazo divulgado anteriormente, 31 de maio para a conclusão das obras. “Estamos trabalhando com essa data desde o início do ano, com foco nas obras ligadas à Copa”, disse.

Confira mais detalhes da obra na edição do caderno Cidade, do Diário do Nordeste, desta sexta-feira (23)

Vídeo mostra acabamento da rotatória que dá acesso ao estádio

20:33 · 08.05.2014 / atualizado às 23:58 · 08.05.2014 por
Norte-americanos afirmam que dirigir entre as cidades pode representar riscos significativos, pois há pouca visibilidade de condução Foto: Divulgação
Norte-americanos afirmam que dirigir entre as cidades pode representar riscos significativos, pois há pouca visibilidade de condução Foto: Divulgação

Os estrangeiros estão preocupados com as estradas brasileiras e com o sistema de transporte público. Canadá, França, Estados Unidos, Austrália, Irlanda e Bélgica são alguns dos países que emitiram alerta à população para terem precauções como evitar dirigir à noite ou ter cuidado com os veículos que mudam de faixa sem sinalizar. A condição das rodovias e os táxis clandestinos também integram as listas de recomendações que os turistas devem ter.

taxa de acidentes nas estradas e a segurança do País são os pontos mais listados para justificar os cuidados que os estrangeiros devem ter no Brasil. O governo irlandês afirma que as rodovias brasileiras têm a quinta maior taxa do mundo em mortalidade no trânsito e 40 mil morrem anualmente nas estradas. Para evitar acidentes, a Irlanda recomenda cuidados com veículos de marcha lenta, que avançam o semáforo e mudam de faixa sem sinalizar, além dos animais na pista.

A Bélgica também considera as rodovias brasileiras em más condições, com trechos perigosos e muitas vezes congestionados. O governo alerta ao grande tráfego de caminhões e ao perigo dos ladrões de carro. Já em relação ao trânsito na cidade, é aconselhado que os turistas andem com vidros e portas fechados, tenham cuidado ao dirigir à noite, além do estilo de direção defensiva dos brasileiros. Em relação aos táxis, a Bélgica chama atenção a quantidade de veículos clandestinos e alerta que estes devem ser evitados.

Após publicar lista especial para a Copa do Mundo, o governo francês é outro que demonstra preocupações com os meios de transportes não oficiais. A França indica que a população evite pegar táxis de empresas não credenciadas e avisa que há sempre veículos oficiais em aeroportos ou praças, por exemplo.

Estados Unidos considera manutenção das estradas brasileiras insuficientes

Os norte-americanos afirmam que dirigir entre as cidades pode representar riscos significativos, pois há pouca visibilidade de condução, além das más condições das rodovias e do intenso tráfego de caminhões. A manutenção das estradas também é alvo dos americanos. Eles dizem que esta é insuficiente e que algumas rodovias ficam intransitáveis em alguns períodos do ano.

Em relação ao transporte público, os Estados Unidos relatam que os ônibus de viagens são bem conservados e podem variar de básico para luxo, porém há registros de sequestros em algumas regiões do País.

A lista de recomendações ainda alerta aos turistas sobre as legislações brasileiras, como a proibição de dirigir alcoolizado, a exigência do cinto de segurança e da cadeirinha dos bebês. Os costumes locais também são citados, como acenar a mão para fora da janela como forma de pedir passagem.

Canadá e Nova Zelândia destacam atitudes para evitar violência

A Nova Zelândia aconselha aos motoristas que avancem lentamente os sinais vermelhos durante a noite, quando não houver carros e pessoas ao redor, pois é uma atitude comum dos brasileiros para evitar a violência. A atitude também é ressaltada pelo Canadá, que afirma ainda ser comum roubos de ônibus e violência em táxis não oficiais. O governo canadense recomenda sempre o uso de meios de transportes regularizados e previne que a lei brasileira exige o taxímetro, sendo ilegal a cobrança de taxas adicionais.

10:33 · 05.05.2014 / atualizado às 11:21 · 05.05.2014 por
Os moradores terão até o próximo dia 30 para solicitar a credencial Foto: Divulgação
Os moradores terão até o próximo dia 30 para solicitar a credencial
Foto: Divulgação

Os moradores do entorno da Arena Castelão já podem iniciar o processo de credenciamento dos seus veículos para circulação na área do Estádio na Copa do Mundo, a partir dessa segunda-feira (5), na sede da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf). O registro pode ser feito de 8h às 17h até o próximo dia 30.

Para obter o benefício de circulação, o proprietário precisa ter o veículo registrado no endereço que esteja na área delimitada comprovado pelo Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).

A área de restrição abrange as avenidas:

– Av. Alberto Craveiro (a partir da Av. Senador Carlos Jereissati)
– Av. Juscelino Kubitschek (a partir da Av. Presidente Costa e Silva)
– Av. Pompílio Gomes (a partir da Av. Presidente Costa e Silva)
– Av. Dep. Paulino Rocha (a partir da BR-116)
– Av. Dr. Silas Munguba (a partir da R. Desembargador Otacílio Peixoto)
– Vias dentro desses limites

Cadastro deve ser feito pessoalmente

Para fazer o cadastro, o proprietário deve se dirigir a sede da Seinf e apresentar o CRLV, o comprovante de endereço atualizado (conta de água, luz ou telefone) e a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) no nome do proprietário ou seu RG e seu CPF indicando um condutor que tenha permissão de dirigir, apresentando a CNH do mesmo.

Após o processo, o condutor receberá um adesivo com o número da zona a qual pertence. Segundo a Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC), só será permitido, no máximo, dois veículos por residência.

A área delimitada será dividida em cinco áreas, para facilitar o controle, e em cada uma delas haverá um posto de fiscalização. O proprietário deverá ter o adesivo afixado no para-brisa dianteiro do automóvel ou no tanque da moto.

Confira o mapa das zonas delimitadas na área de restrição:

Zona 1 - Av. Dr. Silas Munguba/R. Antônio Farias Zona 2 - Av. Alberto Craveiro Zona 3 - BR-116 Zona 4 - Av. Dep. Paulino Rocha Zona 5 - Av. Juscelino Kubitschek
Zona 1 – Av. Dr. Silas Munguba/R. Antônio Farias
Zona 2 – Av. Alberto Craveiro
Zona 3 – BR-116
Zona 4 – Av. Dep. Paulino Rocha
Zona 5 – Av. Juscelino Kubitschek


Mais Informações:

Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf)
Endereço: Av. Dep. Paulino Rocha, 1343, bairro Cajazeiras
Horário de Funcionamento: 8h às 17h
Telefone: 156

13:44 · 09.10.2013 / atualizado às 13:44 · 09.10.2013 por

As cidades de Fortaleza e Belo Horizonte aparecem nas liderança do ranking de preparação das 12 cidades-sede do Mundial 2014, divulgado pelo Portal 2014 e o Sinaenco (Sindicato Nacional de Arquitetura e Engenharia).

Castelão recebeu nota máxima no ranking. Foto: Divulgação
Castelão recebeu nota máxima no ranking. Foto: Divulgação

Na avaliação, foram dadas notas de zero a cinco nos itens listados na primeira Matriz de Responsabilidades, divulgada em janeiro de 2010 pelo Ministério do Esporte. Os pontos avaliados foram: estádios, mobilidade urbana e aeroportos. Os portos não entraram porque apenas 7 sedes têm obras ligadas à área.

Manaus ficou em último

Dentre as cidades, Manaus teve a pior avaliação, com apenas seis pontos: dois no estádio, zero no projeto de mobilidade e quatro no aeroporto. Em seguida, vêm Brasília (seis pontos), Cuiabá (sete), Porto Alegre (sete), Curitiba (oito), Salvador (oito), Recife (oito), São Paulo (nove), Rio de Janeiro (dez), Natal (dez), Fortaleza (11) e Belo Horizonte (12).

Fortaleza perde de BH no desempate

As capitais cearense e mineira tiveram notas idênticas em relação à construção ou reforma dos estádios (5) e mobilidade (3). BH ficou na frente por ter nota 4 no item aeroportos, contra 3 de Fortaleza.

Segundo a avaliação, o Castelão recebeu nota máxima por ter cumprido o cronograma, sendo o primeiro a ser entregue no país, com obra que durou apenas 21 meses.

No ponto mobilidade, a nota 3 foi atribuída por nenhuma das seis obras na cidade em andamento ter sido concluída. A intervenção apontada como mais avançada é a da Avenida Alberto Craveiro, com 94% de execução.

No item aeroportos, a nota 3 é explicada pelo atraso no início das obras de reforma do Pinto Martins, marcadas inicialmente para setembro de 2009, mas iniciadas apenas em junho de 2012.

Confira o ranking e a pontuação de cada cidade-sede:

1ª Belo Horizonte: 12 pontos

Estádio: nota 5
O Mineirão cumpriu o prazo de entrega. A reforma durou 28 meses e foi concluída a seis meses da Copa das Confederações.

Mobilidade: nota 3
Todas as oito obras tinham previsão de término marcada para dezembro de 2012. As intervenções serão entregues com atraso, até o Mundial de 2014.

Aeroportos: nota 4
As obras no terminal de Confins foram iniciadas em janeiro de 2012. Mais dois projetos estão previstos: a construção do terminal 3 e a ampliação da pista. A entrega deve ocorrer no começo do ano que vem.

2ª Fortaleza: 11 pontos

Estádio: nota 5
O Castelão foi o primeiro estádio a ser entregue, cumprindo o cronograma. A construção do estádio durou apenas 21 meses.

Mobilidade: nota 3
Das seis obras em andamento, nenhuma foi concluída. A entrega deve ocorrer até maio de 2014. A intervenção mais avançada é do BRT da avenida Alberto Craveiro, com 94% de execução.

Aeroportos: nota 3
O início da reforma do aeroporto Pinto Martins está previsto para setembro de 2009. As obras, porém, começaram em junho de 2012. A conclusão deve ocorrer antes da Copa do Mundo. Os trabalhos estavam 27% executados no começo de agosto.

3ª Natal: 10 pontos

Estádio: nota 4
A Arena das Dunas foi o último estádio da Copa a entrar em obras. Mas o ritmo de trabalho dos últimos 26 meses é o mais intenso entre todos. A entrega deve ocorrer em dezembro. A construção está 90% pronta.

Mobilidade: nota 3
Natal tinha quatro projetos na lista prioritária do Mundial 2014. Um deles foi excluído. Dois devem ser entregues até junho do ano que vem. O prolongamento da avenida Prudente de Moraes está finalizado.

Aeroportos: nota 3
O aeroporto de São Gonçalo do Amarante tinha, até agosto, apenas 27% de conclusão. A inauguração do novo terminal deve ocorrer até a Copa, mas o atraso vai passar de 24 meses.

4ª Rio de Janeiro: 10 pontos

Estádio: nota 3
O Maracanã, assim como a Arena Pernambuco, a Fonte Nova e o Mané Garrincha, não foi concluído no prazo estipulado. A obra foi entregue apenas em abril de 2012, a 45 dias do jogo inaugural da Copa das Confederações. A reforma do estádio durou 33 meses.

Mobilidade: nota 4
O Rio tem um projeto previsto para a Copa do Mundo: o BRT Transcarioca. As obras estão na reta final de execução.

Aeroportos: nota 3
O Galeão passa por três intervenções e todas, segundo a Infraero, devem ser finalizadas até junho. Os trabalhos, no entanto, já deveriam estar prontos. As reformas dod dois terminais, por exemplo, estavam previstas para setembro de 2012.

5ª São Paulo: 9 pontos

Estádio: nota 4
A Arena Corinthians avança 3,2 pontos percentuais por mês. Com 90% de conclusão após 28 meses em obras, o estádio deve ser entregue em dezembro, data prevista no cronograma.

Mobilidade: nota 1
O único projeto da capital paulista previsto na Matriz, o Monotrilho, foi excluído da lista. A obra está em andamento, mas será concluída apenas depois da Copa.

Aeroportos: nota 4
A Infraero finalizou três obras em Guarulhos/Cumbica: a fase 1 do terminal 4, a terraplanagem do terminal 3 e a implantação do Módulo Operacional Provisório (MOP). A construção do terminal 3 está sob responsabilidade da iniciativa privada. A primeira etapa deve ser entregue até o Mundial.

6ª Recife: 8 pontos

Estádio: nota 3
A Arena Pernambuco avançou 57 pontos percentuais em um ano. A conclusão da obra, contudo, também atrasou. Prevista para dezembro de 2012, foi entregue apenas em maio, a menos de um mês da Copa das Confederações.

Mobilidade: nota 3
Apenas duas das sete obras estão prontas. Os demais projetos ficarão prontos entre dezembro de 2013 e abril de 2014. O maior deles, o Corredor Via Mangue, tem menos de 70% de conclusão e deve ser concluído às vésperas da Copa do Mundo.

Aeroportos: nota 2
A Infraero previa iniciar a única obra do aeroporto Gilberto Freyre em maio de 2011. Mas a construção da torre de controle ainda não começou e deve ser concluída após o Mundial 2014.

7ª Salvador: 8 pontos

Estádio: nota 3
A Fonte Nova, inicialmente, seria entregue em dezembro de 2012. O estádio recebeu a primeira partida no dia 7 de abril. As obras duraram 31 meses.

Mobilidade: nota 2
O projeto BRT Corredor Estruturante Aeroporto/Acesso Norte estava previsto na primeira Matriz de Responsabilidades. Excluído, deu lugar a duas obras no entorno da Fonte Nova. As intervenções devem ser concluídas até a Copa do Mundo.

Aeroportos: nota 3
O aeroporto Dep. Luís Eduardo Magalhães tem três obras em andamento. Os trabalhos, de acordo com o primeiro cronograma da Infraero, já deviam estar prontos. As obras do terminal começaram apenas no primeiro semestre deste ano.

8ª Curitiba: 8 pontos

Estádio: nota 2
A reforma da Arena da Baixada começou em outubro de 2011, com trabalhos no entorno. O estádio tem hoje o menor índice de conclusão: 79%. A entrega está prevista para dezembro deste ano, mas o cronograma dificilmente será cumprido.

Mobilidade: nota 3
Oito projetos estão em andamento. Seis estão andamento, mas apresentaram atrasos no pontapé inicial. Um projeto foi cancelado (Avenica Cândido de Abreu). Linha Verde Sul está paralisada.

Aeroportos: nota 3
A Matriz de 2010 previa três obras para o Afonso Pena. A intervenção no terminal começou neste ano. Os trabalhos na pista foram concluídos. A ampliação do sistema viário está em andamento.

9ª Porto Alegre: 7 pontos

Estádio: nota 3
Apesar de ter avançado 44 pontos percentuais em um ano, as obras do Beira-Rio ficaram paradas por nove meses (entre junho de 2011 e março de 2012), por conta do imbróglio envolvendo a assinatura do contrato com a Andrade Gutierrez. O fato pode atrasar a conclusão da reforma, marcada para dezembro deste ano.

Mobilidade: nota 3
A capital gaúcha tem nove obras de mobilidade em andamento. Todas tiveram prazos de entrega alterados na segunda Matriz de Responsabilidades. As intervenções devem ficar prontas às vésperas da Copa do Mundo.

Aeroportos: nota 1
O Salgado Filho teve um projeto excluído da Matriz: a ampliação da pista de pouso e decolagem. A ampliação e modernização do terminal ainda não foram iniciadas.

10ª Cuiabá: 7 pontos

Estádio: nota 2
A Arena Pantanal é o estádio em obras há mais tempo. São 41 meses em construção. O índice de execução é de apenas 85%, média mensal inferior a dois pontos percentuais.

Mobilidade: nota 2
Problemas com o tipo de modal e atrasos na licitação atrasaram o início das obras do VLT. A entrega pode ficar para depois da Copa do Mundo.

Aeroportos: nota 3
A reforma do terminal estava prevista para junho deste ano. Ficou para dezembro. O aeroporto Marechal Rondon também ganhou um terminal provisório.

11ª Brasília: 6 pontos

Estádio: nota 2
O governo do GDF precisou adiar três vezes a data de entrega. Em vez de ser concluído em dezembro de 2012, o Mané Garrincha foi inaugurado em maio, a menos de 30 dias da abertura da Copa das Confederações. As obras duraram 34 meses, com média de 2,94 pontos percentuais por mês.

Mobilidade: nota 1
O projeto do VLT foi excluído da Matriz de Responsabilidades. A obra deve ser concluída após a Copa do Mundo. A cidade tem apenas uma intervenção viária ligada à competição: a ampliação da DF-047.

Aeroportos: nota 3
Dois projetos estavam previstos na lista da Copa. O Módulo Operacional Provisório foi inaugurado em julho de 2012. O terminal está em obras desde maio de 2011, com atraso de 27 meses. O índice de execução era de 35% no mês passado.

12ª Manaus: 6 pontos

Estádio: nota 2
Arena da Amazônia apresenta 84% de execução em 40 meses. Avançou, portanto, apenas 2,1 pontos percentuais mensal, o segundo mais lento entre os estádios da Copa.

Mobilidade: nota 0
Projeto do Monotrilho foi excluído da Matriz de Responsabilidades em dezembro de 2012. As obras serão concluídas após o Mundial.

Aeroportos: nota 4
Com apenas um projeto, o aeroporto Eduardo Gomes tem em execução a ampliação do terminal de passageiros. O índice de conclusão é o maior do país. As obras cumprem o prazo previsto no cronograma (entrega em dezembro de 2013), mas começou atrasada.

00:05 · 16.07.2013 / atualizado às 14:13 · 16.07.2013 por
Roberto Cláudio
Roberto Cláudio disse que é preciso ter informações mais claras sobre estacionamentos dos ônibus no Castelão (Foto: Wilton Rodrigues)

O prefeito Roberto Cláudio considerou positiva a avaliação de Fortaleza na questão da mobilidade urbana durante a disputa da Copa das Confederações 2013. O chefe executivo falou do assunto durante entrevista concedida ao programa Show do Esporte – Debate, da Rádio Verdes Mares.

“Tivemos pouco mais de 5 meses para iniciar e terminar as obras no entorno do Castelão previstas para a Copa das Confederações. O que deveria ter sido feito 2 anos antes, data que o contrato foi assinado, teve que ser feito nesse curto espaço de tempo”, comentou.

Mesmo com os esforços apresentados, a Avenida Alberto Craveiro não foi entregue com 100% das obras concluídas. De acordo com o prefeito, a previsão de entrega da avenida na totalidade está programada para dezembro de 2013 e não será preciso uma nova intervenção no local. “Nós entregamos um parte da Avenida Alberto Craveiro. E mesmo nesses trechos há ainda espaços que estão incompletos, faltando concluir ciclovias, calçadas e algumas ações de drenagem. Além disso, falta finalizar pequenas  obras próximo a ponte da BR-116 “, explicou Roberto Cláudio informando que a nova avenida Alberto Craveiro está com 77% concluída.

Mesmo com pendências nas obras no entorno da Arena Castelão, o prefeito informou que os planos de mobilidade funcionaram bem e apontou alguns pontos a melhorar. Ele admitiu que é preciso ter informações mais claras sobre a questão dos estacionamentos dos ônibus na região do Castelão.

“A questão do esvaziamento do estádio ocorreu tudo bem, seguindo inclusive os padrões Fifa. Os bolsões foram bem recebidos, apesar de ter pontos que precisam ser aprimorados . Ouvimos queixas sobre a demora de alguns ônibus, chegada, número e informações de ponto dos coletivos, sobretudo nos estacionamentos. Anotamos todas as reclamações e vamos trabalhar para que na Copa do Mundo, esses problemas não se repitam”, ressaltou.

Em relação ao túnel da Avenida Paulino Rocha, o prefeito informou que um novo cronograma foi feito quando ele assumiu a prefeitura e que ficou programado a entrega do túnel da Avenida Paulino Rocha para dezembro de 2013.

11:58 · 16.06.2013 / atualizado às 12:16 · 16.06.2013 por
Órgãos de trânsito municipais, estaduais e federais fizeram simulação de escolta das seleções que vão jogar em Fortaleza, durante a Copa das Confederações, no último dia 24 de maio Foto: Natinho Rodrigues
Órgãos de trânsito municipais, estaduais e federais fizeram simulação de escolta das seleções que vão jogar em Fortaleza, durante a Copa das Confederações, no último dia 24 de maio Foto: Natinho Rodrigues

A Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) divulgou na manhã deste domingo (16), o esquema especial do órgão para a chegada e deslocamento da Seleção Brasileira em Fortaleza.

De acordo com nota oficial da autarquia, “ao desembarcar em solo cearense, a Seleção Brasileira contará com o apoio para se deslocar pelas vias da cidade. O suporte varia desde o auxílio ao trabalho de escolta, realizado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Militar, ao controle dos semáforos centralizados, que possibilitarão maior fluidez do tráfego durante os percursos”.

Ainda segundo a instituição municipal, “à medida que o comboio se aproximar dos semáforos, o tempo do sinal será alterado para permanecer aberto até que a delegação cruze os pontos semafóricos. A abertura e sincronização desses equipamentos otimizará os principais deslocamentos da comissão técnica e jogadores aos seus destinos. Para coordenar a operação semafórica, engenheiros de trânsito promoverão a abertura dos semáforos diretamente do Controle de Tráfego em Área de Fortaleza (CTAFOR)”.

Além de divulgar o esquema de escolta, a AMC também explicou o funcionamento do trânsito nos arredores do Estádio Presidente Vargas para segunda-feira (17/06). O local servirá de centro de treinamento da Seleção Brasileira. “Cerca de 20 agentes iniciarão a operação às 7h com a coibição de estacionamento nas principais vias de acesso à praça esportiva. Posteriormente, ao meio-dia, bloqueios viários serão realizados nas ruas Paulino Nogueira, Costa e Souza e Marechal Deodoro”, resumiu o comunicado.

Pesquisar

Diário na Copa

Só mais um site WordPress
Posts Recentes

02h09mFinal é reeditada na volta das seleções após a Copa; confira os jogos desta quarta (3)

01h09mDiário na Copa retorna com tudo sobre futebol internacional e preparação para Rússia 2018

11h07mCom quatro brasileiros, Fifa divulga a seleção da Copa na visão da torcida

12h07mConfira quais jogadores estão descartados, as promessas e quem tem boas chances de chegar à Copa 2018

04h07mPesquisa aponta que 92,7% acompanharam a Copa do Mundo pela primeira vez no estádio

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs