Diário na Copa

Categoria: Segurança


16:52 · 09.07.2014 / atualizado às 16:52 · 09.07.2014 por
No sábado (5), foi detido no Estádio Nacional de Brasília, Pablo Álvarez, conhecido como líder barrabrava. Foto: Agência BR
No sábado (5), foi detido no Estádio Nacional de Brasília, Pablo Álvarez, conhecido como líder barrabrava. Foto: Agência BR

Da abertura da Copa do Mundo, no dia 12 de junho, até esta quarta-feira (9), a Polícia Federal impediu a entrada no Brasil de 267 estrangeiros. Os motivos vão desde o envolvimento com pedofilia a histórico de violência em estádios.

Os barrados são de diversas nacionalidades e constam em listas expedidas pelos países que participaram do Mundial. A Argentina, por exemplo, repassou às autoridades brasileiras mais de 2 mil nomes de barrabravas, torcedores impedidos de frequentar estádios naquele país por envolvimento em ações violentas durante jogos de futebol.

Até o momento, do total de estrangeiros barrados, 44 foram identificados como barrabravas. Apenas nesta semana, três tiveram o ingresso no Brasil proibido. Eles tentavam entrar o país pela fronteira do Rio Grande do Sul.

Além dos torcedores argentinos, um norte-americano foi impedido de entrar no país por ter o nome incluido em uma lista de envolvidos com pedofilia.

Com informações da Agência Brasil

16:18 · 25.06.2014 / atualizado às 16:18 · 25.06.2014 por
Dentro de campo, a Argentina venceu a Nigéria por 3x2. Ambas se classificaram para as oitavas de final. Foto: Reuters
Dentro de campo, a Argentina venceu a Nigéria por 3×2. Ambas se classificaram para as oitavas de final. Foto: Reuters

O clima antes da partida entre Argentina e Nigéria, em Porto Alegre, foi tenso do lado de fora do estádio. Pessoas vestindo camisas da Argentina são suspeitos de roubar ingressos de torcedores na entrada do Beira-Rio. As informações são do site G1.

Foram pelo menos quatro ocorrências registradas pela Polícia gaúcha. Em todos, as vítimas apontam pessoas vestindo camisas da Seleção da Argentina como sendo os criminosos.

Há relatos de agressões em alguns casos. Os suspeitos abordaram as vítimas no trajeto feito até o estádio. Um nigeriano, que foi vítima da ação, reagiu e conseguiu recuperar o bilhete. “Um torcedor argentino passou correndo e tentou pegar o ingresso da minha mão. Eu dei um soco nele e ele saiu correndo”, disse o homem.

Em outro caso, a vítima foi um brasileiro. Ele conta que teve seus pertences tomados e, ao correr atrás do ladrão, apanhou de um grupo de argentinos. “Eu estava na fila, antes do portão que tem a escolta da Brigada Militar, quando um torcedor da Argentina passou e puxou a sacola que eu carregava. Eu fui atrás, arranquei a sacola  dele, mas vieram outros argentinos, me derrubaram e novamente tiraram a bolsa de mim. Depois, eles me chutaram na cabeça e nas costas”, afirmou.

19:57 · 11.06.2014 / atualizado às 21:36 · 11.06.2014 por
diário-na-copa
Brasil enfrentará o México no dia 17, em Fortaleza (Foto: Kiko Silva)

De acordo com o portal de notícias UOL, um acusado de assalto foi espancado por dois turistas mexicanos ao invadir uma pousada no bairro de Ponta Negra, em Natal, na noite desta terça-feira (11).

Os turistas reagiram e imobilizaram o criminoso, que fazia ameaças, com a ajuda de um funcionário da pousada. Conforme boletim de ocorrência registrado na Delegacia do Turista, o acusado apresentava sinais de que estava sob efeito de drogas. Após a luta corporal,  ele foi encaminhado ao hospital pelo Samu.

Não há confirmação sobre o estado de saúde do acusado, mas uma tomografia foi solicitada pela equipe médica. Os dois mexicanos prestaram queixa e foram liberados.

11:36 · 03.06.2014 / atualizado às 13:34 · 03.06.2014 por
Gana viveu em sua história inúmeros conflitos étnicos que abalaram o país. A seleção nacional de futebol é um grande orgulho da população e motiva a união política nacional. A Copa do Mundo, assim como já foi no Brasil, é um dos eventos mais esperados pela sociedade. Foto: Divulgação
Gana viveu em sua história inúmeros conflitos étnicos que abalaram o país. A seleção nacional de futebol é um grande orgulho da população e motiva a união política nacional. A Copa do Mundo, assim como já foi no Brasil, é um dos eventos mais esperados pela sociedade. Foto: Divulgação

Já virou mania nas redes sociais. Cidadãos brasileiros que não concordam com a realização da Copa do Mundo 2014 repetem como um mantra a frase ‘não vai ter Copa’. A realização da 20ª edição do evento, que reúne países de todos os continentes em torno do futebol desde 1930, é recebida como uma ameaça por alguns brasileiros, críticos à organização da competição pelo Brasil.

Enquanto isso, em Gana, um dos países que terá seleção atuando em Fortaleza, a crise energética que afeta a nação pode levar a uma série de conflitos, caso o problema não seja solucionado antes do início do Mundial. Segundo o jornal ‘GhanaWeb’, na avaliação de especialista em Segurança, a incapacidade do governo em gerir a crise energética, a manutenção de racionamentos e desligamentos programados podem gerar ‘consequências inimagináveis’ à segurança nacional se não forem solucionados nos próximos 10 dias.

“Especialistas em segurança alertam perigos que poderiam florescer em ações de massa contra o governo com consequências inimagináveis. Com apenas 10 dias para o início da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, os fãs de futebol de Gana estão alertando a Companhia de Eletricidade do Gana (ECG), como uma questão de necessidade, fornecer-lhes força elétrica regular e adequada para que possam assistir aos jogos. Eles ameaçaram um confronto com funcionários de ECG se continuar com o exercício de racionamento de energia em curso durante 12 de junho a 13 de julho”, diz a publicação.

A seleção de Gana, que é uma das mais fortes do continente africano e fez boa campanha na última Copa do Mundo, em 2010, enfrenta a Alemanha, no dia 21 de junho, na capital cearense.

O que acontece em Gana mostra a influência da Copa do Mundo em quase todos os países do Globo, desde as nações mais ricas àquelas mais pobres. A discussão sobre a ocorrência da Copa do Mundo poderia e deveria ter sido realizada no momento em que o Brasil postulou a sua candidatura à organização do evento. No entanto, houve silêncio. Depois de tanto tempo, com o evento às vésperas de ocorrer, essa questão mostra um tanto quanto de egoísmo dos brasileiros sobre a resolução das suas questões, tendo em vista que bilhões de pessoas, de diferentes culturas e nacionalidades, esperam ansiosamente a bola rolar. Quanto as nossas chagas sociais e morais, a discussão pode perfeitamente ocorrer durante o evento e logo após, durante o processo eleitoral. Mas são nesses momentos em que o brasileiro costuma falhar, escolhendo sem critério os seus representantes.

13:30 · 21.03.2014 / atualizado às 16:22 · 21.03.2014 por
Fotos: Arquivo DN
Fotos: Arquivo DN

Dois jovens integrantes de torcidas organizadas cearenses irão viajar para a Alemanha, no próximo sábado (22), para conhecer a realidade das torcidas germânicas. A viagem faz parte de um intercâmbio proposto pela Prefeitura de Fortaleza e pela Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ) e tem como objetivo discutir a violência dentro do esporte.

Dione de Lima, 23, levará as cores vermelha, azul e branco do Pici para a Alemanha. “Quero aproveitar ao máximo a oportunidade”, diz o diretor social da Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF).

O membro da Jovem Garra Tricolor (JGT), Arture Saraiva, também foi selecionado para a viagem, mas não conseguiu tirar o passaporte a tempo.

Representando a torcida do Ceará, Régis Alves, 35, que é conselheiro fiscal da Cearamor, espera buscar um cenário de cultura de paz no exterior.

Os jovens visitarão as cidades de Dortmund, Düsseldorf, Augsburg e Berlim. Segundo a Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude, eles participação de mesas de discussões, passeios culturais e jogos dos principais times da Alemanha.

Em janeiro deste ano, membros de torcida organizadas alemãs vieram Fortaleza conversar sobre o mesmo tema. O intercâmbio contempla os torcedores do Ceará, Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília.

16:04 · 12.03.2014 / atualizado às 17:44 · 12.03.2014 por

Diversos governos colocaram no ar páginas especiais com dicas sobre a Copa do Mundo no Brasil. Dentre as publicações, destacou-se uma polêmica página sobre como os alemães devem agir em diversas situações no País. Entre as dicas, o site recomenda como os estrangeiros devem proceder em caso de assalto. O governo alemão pede que o turista não resista. “Muitas vezes os agressores estão armados e sob influência de drogas e não hesitam em usar a violência por um motivo estúpido. É aconselhável sempre levar uma quantia de dinheiro para a rendição voluntária“, diz a mensagem, pedindo que, posteriormente, o viajante reporte o acontecido à Polícia.

Em junho, as seleções do Uruguai, Costa Rica, México, Alemanha, Gana, Grécia e Costa do Marfim virão a Fortaleza para disputar a primeira fase dos jogos da Copa do Mundo de Futebol e, com elas, muitos estrangeiros desses e de outros países. Alguns governos prepararam páginas online para dar direcionamentos aos cidadãos estrangeiros sobre como agir no Brasil.

Arte: Felipe Belarmino
Arte: Felipe Belarmino

Insegurança

O governo do México recomenda “medidas extremas de segurança” durante a estadia no País da Copa, como a “cuidadosa seleção de atrações turísticas para visitar” e ida a boates em grupos, evitando ostentação de joias e dinheiro em público e interação com estranhos durante a passagem dos visitantes aqui. A página pede, ainda, que os mexicanos evitem, na medida do possível, utilizar os transportes públicos no País.

Já o governo francês sugere uma prática comum entre os brasileiros, ele pede que os visitantes francófonos tenham “iscas” para os ladrões em caso de assalto durante estadia: “uma segunda carteira com dinheiro e/ou uma segunda bolsa”.

No site do governo alemão, o alerta é de que o turista “fique de olho na sua bagagem e nos seus objetos de valor quando estiver em espaços públicos, recepções de hotel, aeroportos e estações de ônibus”. Seguindo a mesma linha, o site do governo mexicano afirma: “Tome as devidas precauções com seus pertences, especialmente em áreas turísticas e grandes aglomerações”.

Nos estádios, o endereço online da Alemanha sugere que o turista não leve itens caros e não use a câmera fotográfica de forma visível. “Oculte a câmera e o telefone celular discretamente em um bolso ou bolsa”, diz o site.

Já os norte-americanos – que figuram em 2º lugar no ranking da compra dos ingressos da Copa 2014 por país, ficando atrás somente dos brasileiros – são indicados pelo site do governo a tomar cuidado até com os que possam oferecer ajuda. “Se um turista parece perdido ou parece estar tendo problemas para se comunicar, uma aparentemente inocente oferta de ajuda dada por uma pessoa pode realmente ser um esquema crim​inoso”, diz o site do governo dos Estados Unidos.

Saúde

“No Brasil existem surtos de dengue. Evite áreas onde há condições claramente insalubres”, recomenda o site do governo do México aos que queiram vir para o Brasil. Sobre o mesmo assunto a Alemanha alerta seus cidadãos a, se possível, aplicar repelente no corpo e dormir sob um mosquiteiro. Quanto aos hospitais, diz, ainda, que os padrões são “muito diferentes e o tempo de espera muito longo”.

Relacionamentos

O governo francês alertou, ainda, os turistas a “lidar cuidadosamente com novos amigos” e a prestar atenção nos relacionamentos e as ações no transportes públicos.

Já no site das representações alemãs no Brasil, o governo indica que os visitantes nunca deixem suas bebidas sozinhas ou com estranhos, alertando para o perigo de ingestão acidental de drogas tranquilizantes do tipo “boa noite, Cinderela”, que podem ser colocadas nos copos. O site pede que o viajante evite, também, o trânsito de prostitutas e visitas casuais em seu quarto de hotel pelo perigo de furtos e até crimes maiores.

Sobre o atendimento em serviços comuns a turistas, como em táxis, restaurantes e lojas, autoridades mexicanas falaram sobre a falta de honestidade de quem fornece os serviços: “Os brasileiros costumam conseguir uma gorjeta extra e generosa com a desculpa de não haver troco”.

Protestos

Tanto o governo norte-americano quanto o australiano – esse último responsável pelo 3º lugar no ranking de venda de ingressos por países – emitiram alertas sobre os protestos e manifestações públicas durante o  período da Copa. “Protestos em grande escala têm ocorrido em muitas cidades em todo o Brasil, interrompendo, muitas vezes, o transporte público e privado. Você deve evitar todos os protestos e manifestações, pois eles podem se tornar violentos“, diz a mensagem no site do governo da Austrália.

21:19 · 03.02.2014 / atualizado às 21:19 · 03.02.2014 por
CT do Corinthians
Torcedores invadiram o centro de treinamento do Corinthians no último sábado (1º) (Foto: Folhapress)

A invasão de torcedores ao centro de treinamento do Corinthians foi noticiada por veículos de comunicação de outros países. Como a estrutura será usada pela seleção do Irã para a Copa do Mundo, a ação foi considerada como mais uma preocupação para a segurança do evento.

“Fãs irritados invadem centro da Copa do Mundo e atacam jogadores e funcionários”, disse o título da reportagem do ‘Guardian’, da Inglaterra.

O texto mencionou a agressão ao atacante Paolo Guerrero, que marcou o gol da vitória sobre o Chelsea na final do Mundial de Clubes de 2012. “As torcidas organizadas do Brasil têm um longo histórico de violência, frequentemente com consequências letais”, lembrou, com referência para a briga entre torcedores de Vasco e Atlético Paranaense em dezembro de 2013.

“Um grupo de torcedores invade as instalações do Corinthians”, publicou o diário ‘Marca’, de Madri, que descreveu a ação. “Os incidentes com a exigente torcida do Corinthians são recorrentes; seus torcedores chegaram, em ocasiões, inclusive a agredir jogadores”, acrescentou. “Explodiu a torcida”, informou o site do ‘Olé’, da Argentina, usando a palavra ‘torcida’ em português mesmo. Também citou roubos e agressões.

O jornal ‘La Gazzetta dello Sport’ noticiou o caso com destaque para o atacante Alexandre Pato, contando que o ex-milanista se desvalorizou no Corinthians e virou alvo da torcida. ‘O Jogo‘, de Portugal, também relatou o episódio.

Fonte:  Folhapress

10:48 · 21.06.2013 / atualizado às 10:52 · 21.06.2013 por
Secretário Ferruccio Feitosa afirmou ter conversado com representantes da Fifa/COL Foto: Kleber Gonçalves
Secretário Ferruccio Feitosa afirmou ter conversado com representantes da Fifa/COL Foto: Kleber Gonçalves

O secretário Extraordinário da Copa (Secopa), Ferruccio Feitosa, declarou através de redes sociais que não procedem temores de que a Fifa cancelará a Copa das Confederações e/ou a Copa do Mundo de 2014.

“Informo que conversei com a FIFA/COL agora e me afirmaram que a Copa das Confederações 2013 transcorrerá normalmente conforme planejado“, assegurou o secretário.

A suspeita surgiu depois que veículos de comunicação nacionais e internacionais começaram a especular que a entidade teria dado um ultimato ao governo federal após dois micro-ônibus da Fifa terem sido apedrejados em Salvador, local da partida entre Brasil e Itália, no sábado (22) .

09:41 · 20.06.2013 / atualizado às 10:00 · 20.06.2013 por
Jogadores da seleção da Espanha atrasaram chegada ao Rio de Janeiro para prestar queixa contra furto de dinheiro sofrido em hotel na cidade de Recife, segundo o jornal Marca Foto: Reuters
Jogadores da seleção da Espanha atrasaram chegada ao Rio de Janeiro para prestar queixa contra furto de dinheiro sofrido em hotel na cidade de Recife, segundo o jornal Marca Foto: Reuters

O importante jornal esportivo espanhol Marca destacou na edição desta quinta-feira (20) que seis jogadores da seleção daquele País foram roubados no hotel, em Recife.

De acordo com a publicação, os jogadores da Espanha, “não vão guardar uma grande recordação de sua estada no hotel Golden Tulip de Recife apesar da grande partida que fizeram contra o Uruguai. Enfrentaram a presença de insetos em seus quartos, comunicação deficiente e o furto de dinheiro.

Segundo o Marca, o primeiro jogador a perceber o extravio foi Gerard Piqué. “Seis jogadores de La Roja sofreram roubo de dinheiro que tinham em seus quartos, alguns deles até uma quantidade em volta de 1000 euros. Dessa falta se deram conta pela manhã na segunda-feira, quando a equipe tinha que ir rumo ao aeroporto de Recife voar até o Rio de Janeiro”, noticiou o periódico. O episódio teria sido a razão do atraso da equipe no embarque, já que a “Fúria” teve de fazer a denúncia à Polícia.

19:45 · 06.03.2013 / atualizado às 19:45 · 06.03.2013 por
O coordenador técnico da Seleção Brasileira, Carlos Alberto Parreira (esquerda) participou da última visita ao Castelão (Foto: Alex Costa)
O coordenador técnico da Seleção Brasileira, Carlos Alberto Parreira (esquerda) participou da última visita ao Castelão (Foto: Alex Costa)

Representantes da FIFA e do Comitê Organizador Local (COL) chegam ao Ceará para mais uma visita de inspeção ao Castelão neste sábado (09). A vistoria antes da realização da Copa das Confederações contará com a presença dos responsáveis pela operação dos estádios da Copa do Mundo.

A nova vistoria será feita pelo Gerente Geral de Integração Operacional do COL, Tiago Paes, pelo Chefe do Escritório da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014, Chris Unger, e pelo secretário Especial da Copa 2014, Ferruccio Feitosa.

Os trabalhos fazem parte do cronograma de atividades para garantir o bom funcionamento das arenas nos eventos que exigem esquemas especiais.

Pesquisar

Diário na Copa

Só mais um site WordPress
Posts Recentes

02h09mFinal é reeditada na volta das seleções após a Copa; confira os jogos desta quarta (3)

01h09mDiário na Copa retorna com tudo sobre futebol internacional e preparação para Rússia 2018

11h07mCom quatro brasileiros, Fifa divulga a seleção da Copa na visão da torcida

12h07mConfira quais jogadores estão descartados, as promessas e quem tem boas chances de chegar à Copa 2018

04h07mPesquisa aponta que 92,7% acompanharam a Copa do Mundo pela primeira vez no estádio

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs