Diário na Copa

Busca


Torcedor canta hino à capela e faz Neymar chorar no Castelão

Publicado em 17/06/2014 - 19:03 por | 7 Comentários

Neymar foi às lágrimas durante hino. FOTO: site oficial CBF

Neymar foi às lágrimas durante hino. FOTO: site oficial CBF

Se o resultado e a atuação brasileira frustraram quem foi à Arena Castelão para assistir ao empate em 0×0 entre Brasil e México, pela Copa do Mundo, torcedores e jogadores que compareceram ao estádio poderão, pelo menos, levar a recordação de mais um show dos cearenses na hora do hino nacional. Assim como no jogo contra o mesmo México, ano passado, pela Copa das Confederações, a torcida cearense quebrou o protocolo, que permite a execução de apenas parte do hino de cada Seleção, e conduziu, à capela, o hino brasileiro até o fim.

O cântico que veio das arquibancadas emocionou novamente os jogadores brasileiros, sobretudo o atacante Neymar, que chorou após a torcida terminar o canto. Outros atletas, como o zagueiro Thiago Silva e o goleiro Júlio César, também exibiram um semblante bastante emocionado na hora em que o torcedor passou a conduzir o hino sozinho.

Outra novidade que veio das arquibancadas antes do início da partida surgiu de um pedido do zagueiro Thiago Silva. O capitão da Seleção Brasileira havia feito um apelo ao torcedor para que, assim como os jogadores, toda a torcida cantasse o hino nacional brasileiro abraçada. Apesar da moda não ter se espalhado pelo estádio inteiro, muitos torcedores foram vistos abraçados nas arquibancadas na hora do hino.

Na Copa das Confederações, a moda de entoar o hino brasileiro à capela passou a ser seguido por todas as outras cidades onde o Brasil jogou e foi apontada como uma das maiores motivações dos jogadores comandados por Felipão para a conquista do torneio.

Tags: , , , , , , , ,

2013: o ano da virada para a Seleção Brasileira e reencontro com Fortaleza

Publicado em 30/12/2013 - 9:54 por | Comentar

neymafgDe um ano para outro, tudo pode mudar na vida de qualquer pessoa. Um atleta pode ter seu desempenho melhorado ou piorado, assim como a equipe em que atua. Mas para nenhum outro time de futebol, ou qualquer outra seleção, uma temporada representou tantas mudanças (positivas) como para a Seleção Brasileira.

2013 começou nebuloso para a Amarelinha. Após o empate contra a Colômbia, na despedida de 2012, o técnico Mano Menezes deixou o comando técnico da equipe pentacampeã mundial, que sofria longo jejum de vitórias contra equipes consideradas mais fortes. Mano Menezes, após quase 2 anos e meio de trabalho, não conseguiu encontrar a formação ideal da Seleção. Foram mais de 100 atletas convocados e muitas dúvidas na formação tática. Em suma, o time brasileiro não tinha cara, não tinha vida e nem estava na elite das seleções naquele momento.

Na última apresentação de 2012, Mano tentou resgatar nomes conhecidos, como felipdKaká (Milan), e emplacar outros valores, como o goleiro Diego Alves (Atlético de Madrid), Thiago Neves (Fluminense), Giuliano (Dnipro) e o lateral-direito do Botafogo, Lucas Silva.

Felipão e Parreira chegam sob desconfiança, mas mudam o cenário

Começa 2013. Assume o velho campeão Luiz Felipe Scolari e, como auxiliar técnico, o experiente Carlos Alberto Parreira. A CBF, em atitude que beirava o desespero, às vésperas da Copa das Confederações em casa, chama os gurus que deram os dois últimos títulos mundiais ao País. Seria uma tentativa de se livrar da responsabilidade, caso a equipe não retornasse ao top 5 mundial?

Nunca poderemos saber. Já que o final de 2013 foi exatamente o contrário de 2012. Mas o que foi feito para que houvesse uma virada tão extraordinária nesse cenário? No primeiro amistoso do ano, uma primeira oportunidade de quebrar o jejum contra os grandes. Contra a Inglaterra, em Wembley, Felipão traz de volta o goleiro Júlio César (Queens Park Rangers), Fred (Fluminense), Hernanes (Lázio), e dá chances a Miranda (Atlético de Madrid), Filipe Luís (Atlético de Madrid). O técnico da Amarelinha também afastaria Kaká e daria uma nova oportunidade a Ronaldinho Gaúcho (Atlético-MG).

ghPrimeiro teste e primeira derrota. A queda diante do English Team fez Felipão agir rápido e já alterar a segunda convocação para a partida contra a Itália. O técnico sacou Ramires (Chelsea), Miranda e Ronaldinho, e emplacou Fernando, revelação do Grêmio. Manteve o trio com Neymar (Barcelona), Fred e Hulk (Zenit), além de efetivar Dante (Bayern de Munique) como titular ao lado David Luiz (Chelsea). Foi nesta partida que o comandante deu oportunidade ao voluntarioso volante Luiz Gustavo (Wolfsburg) e ao volante Jean (Fluminense). Mais um jogo e mais uma vez não houve vitória contra um grande. No entanto, um alento. O atacante Fred marcava o seu segundo gol em dois jogos e ia faturando a vaga no ataque, e Júlio César ganhava a vaga de número 1.

Contra Rússia, mais uma vez a vitória não veio. Quem ganhou a última chance desta vez foi Kaká, que não atuou bem. No entanto, a formação ofensiva com Oscar (Chelsea), Neymar, Fred e Hulk ganhou força, após o time melhorar com a entrada do paraibano.

Contra a Bolívia e Chile, em escalação exclusiva de jogadores que atuavam no Brasil, tivemos a chance final de osvlRonaldinho. Em jogos considerados tranquilos, o camisa 10 negligenciou as duas partidas e foi sacado a partir dali. Ficaram fora após esses jogos os zagueiros Dedé (Cruzeiro) e Réver (Atlético-MG), o cearense Osvaldo (São Paulo), o atacante Alexandre Pato (Corinthians). Quem garantiu uma nova chance foi o meia Jádson (São Paulo), Jéfferson (Botafogo) e Leandro Damião (Santos).

Chegando às vésperas da Copa das Confederações, mais uma vez, um desafio contra a Inglaterra, desta vez com o novíssimo Maracanã lotado. Com base nos últimos jogos, a base da Seleção dali por diante se formava. O gremista Fernando foi sacado para a efetivação de Luiz Gustavo como titular. Hulk ganhou a vaga na equipe principal, formando o esquema 4-2-3-1 ao lado de Paulinho (Tottenham), Oscar, Neymar, Fred. Na zaga, Thiago Silva (PSG) e David Luiz se solidificavam, com Daniel Alves (Barcelona) na lateral-direita e Marcelo (Real Madrid) na lateral-esquerda. Quem ganhou uma inédita chance foi o jovem Bernard (Shaktar), que jamais tinha sido testado.

Apesar do empate, pela primeira vez, a Seleção conseguiu mostrar uma boa evolução e poderia ter vencido um grande após quase 3 anos. No entanto, variações táticas dentro da partida, principalmente a saída de um volante pegador, como Luiz Gustavo, para a entrada de um mais técnico, como Hernanes, deixaram a zaga exposta e permitiram os gols ingleses. Dali por diante, Felipão jamais deixaria o time sem um volante marcador. Contra a França, o início da virada. A convincente goleada contra os Bleus fez a equipe recuperar a autoestima e continuar a atuar bem.

Copa das Confederações ratifica a recuperação da Seleção no cenário mundial

pvbE teve início a esperada Copa das Confederações. Se tem uma palavra que define a competição para Seleção Brasileira, dentro de casa, é pressão. O time de Felipão encurralou, por meio de uma blitz, todas as equipes nos minutos iniciais dos jogos. Contra o Japão, a primeira prova. Com menos de 5 minutos, Neymar acertou um belo chute de fora da área. Paulinho marcou mais um e o atacante Jô, também sem ser convocado uma única vez, foi chamado no lugar de Leandro Damião e deu o seu cartão de visita. 3 a 0.

Reencontro com a Terra da Luz

Após mais de 10 anos, foi a vez da Seleção Brasileira se encontrar com a cidade de Fortaleza. E a estadia da equipe foi carregada de fortes emoções desde o início. Uma inesquecível “invasão” do treinamento da Amarelinha no Estádio Presidente Vargas foi uma prova da paixão do torcedor cearense. Na Arena Castelão, mais de 50 mil pessoas cantaram à capela o Hino Nacional, emocionando todo o mundo. E dentro de campo, uma nova blitz, com direito a novo golaço de Neymar. Para finalizar, o craque do Barcelona fez jogada inacreditável, deixando dois marcadores na saudade, e deixou de bandeja para o “sortudo” Jô completar. Festa no Castelão. Jogo que entrou para história.

emcvg

Na terceira partida, um maior grau de dificuldade. Contra a Itália, o Brasil começou na frente novamente, com gol de Dante, mas viu os italianos chegarem a igualdade após belo gol de Giaccherini (Sunderland). No entanto, o atacante Fred desencantou e marcou duas vezes, além de Neymar, que fez mais um golaço de falta.

bragNa semifinal, a partida mais difícil do torneio. Contra os uruguaios, no Mineirão, o gol de raça de Fred, no fim do primeiro tempo, contrastou com o pênalti perdido por Forlán (Internacional), em defesa fantástica de Júlio César. No segundo tempo, novo vacilo, e gol de Cavani (PSG). Quando a partida se encaminhava para prorrogação, Paulinho fez o gol salvador, de cabeça, após escanteio.

Na outra semifinal, um novo espetáculo em Fortaleza. A grande favorita Espanha enfrentava uma desfalcada Itália sob o sol escaldante cearense. Um jogo bom tecnicamente, mas que não resultou em gols. Disputa por pênaltis na Arena Castelão e vitória dos campeões mundiais.

A final mais esperada aconteceu. No Maracanã lotado, o jogo que deveria ser de dificuldade extrema para o Brasil acabou por ser o mais tranquilo. Nova blitz e gol relâmpago de Fred. O time espanhol não só caiu, como desabou. Com domínio, a Seleção Brasileira chegou ao segundo gol após chutaço de Neymar. No segundo tempo, Fred marcou mais um e fechou o caixão. Definitivamente a Seleção Brasileira retornava aos gritos de o “campeão voltou!”.

ghhReencontrada como equipe e como lenda do futebol, a Seleção complementou o ano com série de amistosos. Nem a derrota para Suiça foi suficiente para manchar a imagem da equipe como postulante ao título mundial de 2014. Nas últimas partidas, novos nomes foram testados, como o meia Willian (Chelsea), Maicon (Roma), Maxwell (PSG), Marquinhos (PSG), Lucas Leiva (Liverpool) e Victor (Atlético-MG). Ganhou nova chance também o meia Ramires. Apesar de ter base completa, ainda não é possível traçar a lista de convocados para a Copa de 2014.

 

Tags: , , , , , ,

Fortaleza e outros 8 municípios cearenses receberam estrangeiros durante a Copa das Confederações

Publicado em 17/10/2013 - 21:56 por | Comentar

Praia de Canoa Quebrada

Praia de Canoa Quebrada, no município de Aracati, foi um dos locais mais visitados pelos turistas (foto: divulgação)

Durante o mês de junho, quando o Ceará recebeu 3 jogos das Copa das Confederações, 9 cidades do Estado foram visitadas por turistas estrangeiros. Os números foram divulgados pelo Ministério do Turismo nesta quinta-feira (17).

Ouvidos na saída do aeroporto pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), os turistas revelaram as cidades que visitaram durante a estadia no Ceará. Além de Fortaleza, que sediou os jogos, as praias foram os principais destinos dos estrangeiros.

Aquiraz, situada a 27 km da Capital, que abriga o Complexo Turístico Beach Park, foi um dos destinos mais procurados pelos turistas. Também na região metropolitana, Caucaia, onde fica a famosa praia do Cumbuco, e Aracati, devido à praia de Canoa Quebrada, também se destacaram.

Quem esteve disposto a pegar estrada se deslocou até Jericoacoara, localizada a 300 km de Fortaleza. O destino foi bastante procurado por turistas praticantes de wind e kitesurfe.

Pacoti, localizada na Serra de Baturité, e outras 3 cidades litorâneas também foram visitadas pelos turistas. São elas: Icapui, Paracuru e Paraipaba. A capital Fortaleza foi o segundo destino mais procurado por estrangeiros no Brasil, perdendo apenas para o Rio de Janeiro.

Tags: , ,

Arena Castelão é o estádio mais barato das últimas quatro Copas do Mundo, aponta estudo

Publicado em 03/07/2013 - 19:12 por | 2 Comentários

Arena  Castelão

Castelão teve o 2º maior número de ingressos vendidos na Copa das Confederações (foto: divulgação)

O Castelão foi considerado o estádio mais barato entre todos que foram construídos ou amplamente reformados para as 4 últimas Copas do Mundo. Os dados foram divulgados pelos especialistas Marcos Mendes e Alexandre Guimarães no Portal de Notícias UOL, após levantamento da ONG Play The Game e do Portal de Transparência da Copa.

O estudo levou em consideração um índice conhecido por “valor de assento“, divisão do orçamento total da obra pela capacidade geral do estádio, obtendo-se assim o custo por espectador.

Na Arena Castelão, esse preço ficou em US$3.932 (R$7.608,45 convertidos em dólares americanos para comparação com outros estádios). O custo mais elevado foi o estádio japonês Saporo Dome, construído para o Mundial Japão/Coreia (2002). O valor de assento saiu ao custo de US$10.373.

“A constatação de que o Castelão é o estádio mais barato das últimas 4 Copas só fortalece o nosso sentimento de dever mais do que cumprido. O Governo do Estado fez um trabalho exemplar durante a licitação e contratação dos executores da obra, já que conseguimos concluí-la com 4 meses de antecedência e ainda sem gastar um centavo de real a mais em aditivo de valor. A reforma e ampliação da Arena Castelão entrou pra história do nosso país, porque nunca houve uma obra tão bem conduzida e finalizada quanto essa”, comentou o secretário especial da Copa 2014 no Ceará, Ferruccio Feitosa.

Na Copa das Confederações de 2013, o Castelão se destacou por ter o melhor gramado, por receber mais estrangeiros e o segundo que vendeu mais ingressos para o torneio, além de ter sido a primeira arena que ficou pronta para os eventos da FIFA.

Confira lista dos estádios por valor de assento

Estádio – Local – US$/Assento

Saporo Dome – Japão – 10.373
Cape Town Stadium – África do Sul – 10.041
Nissan Stadium – Japão – 8.846
Mané Garrincha – Brasília – 8.830
Maracanã – Rio de Janeiro – 7.730
Mose Mabhida Stadium – África do Sul – 7.206
Allianz Arena – Alemanha – 6.970
Miyagi Stadium – Japão – 6.666
Ecopa Stadium – Japão – 6.035
ESPIRIT Arena – Alemanha – 5.915
Fonte Nova – Salvador – 5.639
Arena Pernambuco – Recife – 5.518
Mineirão – Belo Horizonte – 5.512
Olympiastadion – Alemanha – 5.099
Nelson Mandela Bay – África do Sul – 4.645
Daegu Stadium – Coreia do Sul – 4.546
Soccer City – África do Sul – 4.372
Busan Asiad Stadium – Coreia do Sul – 4.284
Castelão – Fortaleza – 3.932

Tags: , ,

Repórteres avaliam Copa das Confederações em Fortaleza e fazem projeção para Mundial em 2014

Publicado em 02/07/2013 - 14:07 por | Comentar

O Brasil conquistou pela quarta vez a Copa das Confederações. Em um torneio marcado pelos protestos dentro e fora dos estádios, a “copa das manifestações” entra para a história como uma das melhores edições, pelas palavras do presidente da Fifa, Joseph Blatter. Fortaleza, uma das cidades-sede, recebeu três partidas e foi bastante elogiada. Mas ainda há (muito) o que melhorar.

Brasil campeão. E agora? O que esperar do time de Scolari para 2014? O que esperar da Copa do Mundo em Fortaleza?

Confira o bate-papo entre os repórteres Levi de Freitas, Marcelo Bloc e Gustavo de Negreiros, avaliando a participação de Fortaleza como sede da Copa das Confederações e projetando o que esperar da Capital cearense (e da Seleção Brasileira) no Mundial, em 2014:

Tags: , , ,

Fortaleza teve o 2º maior número de ingressos vendidos na Copa das Confederações

Publicado em 01/07/2013 - 14:53 por | 2 Comentários

Fortaleza recebeu três jogos da Copa das Confederações, incluindo Brasil x México FOTO: KID JÚNIOR

Fortaleza recebeu três jogos da Copa das Confederações, incluindo Brasil x México FOTO: KID JÚNIOR

O total de ingressos comercializados nos três jogos realizados na Arena Castelão levou Fortaleza a ser a segunda cidade-sede com maior o número de entradas vendidas por pessoa.De acordo com os dados extraídos das súmulas de cada partida, 165.150 pessoas foram ao jogos na Capital.

Os dados divulgados pela Federação Internacional de Futebol (Fifa) mostrou que Fortaleza ficou atrás somente do Rio de Janeiro, com 218.460 pessoas que foram ao Maracanã. A lista é completa por Belo Horizonte (130.360), Salvador (119.025), Recife (104.241) e Brasília (67.423).

Balanço da Copa das Confederações

O secretário especial da Copa no Ceará, Ferruccio Feitosa, afirmou que a realização da Copa das Confederações em Fortaleza está de parabéns e revelou não enxergar nenhum problema nos setores de responsabilidade do Governo do Estado e da Prefeitura de Fortaleza.

“O público de Fortaleza contagiou todo o País ao cantar o hino. O gramado do Castelão foi eleito como o melhor, também tivemos a melhor acolhida, não tivemos problemas no Aeroporto e todo o sistema de transporte pensado pelo secretário Domingos Neto funcionou bem”, ressaltou Ferruccio.

Secretário critica serviço de telefonia móvel no Castelão

Ao ser questionado sobre o que Fortaleza precisa melhorar para 2014, Ferruccio pontuou duas falhas de responsabilidade do setor privado.

“O serviço nas lanchonetes do Castelão ainda é precário. A Anatel e as operadoras de telefonia móvel também precisam resolver o problema do sinal do celular. Ainda é impossível fazer ligação e usar a internet 3G”, completa o secretário.

Tags: , ,

Fifa considera desrespeitosa a ausência de Dilma na final da Copa das Confederações

Publicado em 30/06/2013 - 13:31 por | 2 Comentários

dilma rot6Por Estadão Conteúdo

A Fifa tomou como um gesto de desrespeito a decisão da presidente Dilma Rousseff de não ir à final deste domingo (30) no Maracanã entre Brasil e Espanha. Tradicionalmente, a presidente do país sede do torneio está na decisão e entrega a taça ao campeão. Neste sábado (29), parte da cúpula da Fifa não escondia surpresa diante da decisão da chefe-de-estado de não viajar ao Rio de Janeiro. Apesar da ausência de Dilma, a ala VIP do estádio do Maracanã estará lotada de políticos.
Dilma foi vaiada no jogo de abertura, em Brasília, e decidiu que, diante dos protestos nas ruas e de sua queda de popularidade, não seria o momento de aparecer num estádio, mesmo que seja no evento-teste para a Copa do Mundo e uma espécie de cartão de visita do País.

Parte dos funcionários da Fifa tentavam entender a decisão de Dilma de não estar no estádio. “Isso é bom ou ruim para ela?”, questionou um deles. Para outros mais próximos da presidência, a atitude é um “gesto de desrespeito”.

A relação entre governo e Fifa já não era das melhores. Mas um dos legados do torneio será um esfriamento ainda maior dos contatos. O governo ficou irritado com os comentários da Fifa sobre as manifestações e com as cobranças por mais segurança.

Se Dilma não estará no estádio, o Maracanã não sentirá falta de políticos. Além de governadores e do prefeito do Rio, Eduardo Paes, deputados, vereadores e senadores estão sendo aguardados na tribuna de honra.

Nas arquibancadas, a torcida já indicou nos meios sociais que irá usar a final para protestar. Nas ruas que dão acesso ao Maracanã, milhares de pessoas prometem protestar. O estádio estará blindado por mais de 6 mil policiais.

Para fontes na Fifa, a situação chega a ser irônica. Afinal, o governo brasileiro quer usar justamente os megaeventos esportivos para se promover no exterior e as autoridades não têm economizado recursos para o marketing baseado no torneio.

Até mesmo a Agência de Promoção das Exportações, ligada ao Ministério do Desenvolvimento, se transformou em associada da Fifa, pagando uma cota de patrocínio de R$ 20 milhões. Já o BNDES e diversos outros órgãos foram fundamentais em bancar estádios e infraestrutura para o evento.

Para outro experiente cartola, o que surpreende é o contraste em relação à participação de outros chefes-de-estado em torneios similares. Em 2009, o capitão da seleção brasileira na época, Lúcio, recebeu o troféu de campeão das mãos de Jacob Zuma, presidente sul-africano. Zuma ainda participou de todos os jogos em Johannesburgo, num esforço de mostrar o compromisso do governo com o torneio. Em 2005, na Alemanha, a cúpula do governo de Berlim também se fez presente.

Fontes próximas ao presidente Joseph Blatter insistem que o cartola suíça “entendeu” a decisão política de Dilma. Mas considerou que sua atitude mostra que o governo não está sempre disposto a bancar o evento e que cálculos políticos pesam mais que o torneio em si. “O que parece é que, quando as coisas vão bem, o Brasil quer usar a Copa para se promover. Mas quando não funciona ou há uma crise, todos querem se dissociar do futebol”, comentou um membro do Comitê Executivo da entidade, que pediu anonimato.

Tags: , , , , ,

Dois brasileiros concorrem a melhor jogador da Copa das Confederações

Publicado em 29/06/2013 - 17:07 por | Comentar

Neymar e Paulinho são os brasileiros que concorrem à Bola de Ouro de melhor jogador da Copa das Confederações 2013.

A Fifa divulgou a lista de 6 finalistas ao prêmio. Além dos brasileiros, os espanhóis Andres Iniesta e Sergio Ramos, o italiano Andrea Pirlo e o uruguaio Luis Suarez também concorrem.

A escolha é feita pelos jornalistas credenciados para o evento, que podem votar de forma online até o término da partida final, entre Brasil e Espanha, neste domingo.

Após a partida a Fifa anunciará os ganhadores neymar300de todos os prêmios da Copa das Confederações.

A lista:

  • Andres Iniesta
  • Neymar
  • Paulinho
  • Andrea Pirlo
  • Sergio Ramos
  • Luis Suarez

Tags: , , , , ,

“Brasil passou no teste”, diz Blatter, que espera presidente Dilma na final da Copa das Confederações

Publicado em 28/06/2013 - 18:50 por | Comentar

Apesar das vaias que recebeu e das manifestações pelo país, Blatter aprovou a Copa das Confederações no Brasil. Foto: Reuters

Apesar das vaias que recebeu e das manifestações pelo país, Blatter aprovou a Copa das Confederações no Brasil. Foto: Reuters

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, declarou nesta sexta-feira (28) que o Brasil “passou no teste” na Copa das Confederações.

Vaiado na abertura do torneio ao lado da presidente Dilma Rousseff, o cartola suíço voltou ao país na quarta-feira (26) e disse que a edição brasileira do evento-teste para o Mundial de 2014 foi exitosa.

“O Brasil passou no teste. Isso, aliás, foi muito mais que um teste. Foi a Copa dos Campeões (referindo-se aos quatro finalistas). Todos donos de Mundiais. Posso dizer que o torneio foi exitoso”, afirmou Blatter, que deixou o Brasil na semana passada após o acirramento dos protestos pelo país. O alto gasto governamental na realização da Copa do Mundo era um dos pontos da pauta dos manifestantes.

No Maracanã, o suíço disse que entende os protestos pelo país. “Eu posso entender essas manifestações sociais, é claro que posso. Mas não é nosso problema, é do governo, não podemos nos meter, e o governo vai mudar alguma coisa. É uma questão de confiança no governo brasileiro e no COL (Comitê Organizador Local da Copa)”, disse o dirigente.

Depois de ser vaiado em Brasília, o cartola disse que convidou a presidente Dilma para assistir à final no Rio. Ele contou que não recebeu resposta de Brasília até agora.
Na Copa das Confederações na África do Sul, o capitão Lúcio recebeu o troféu de Blatter e do presidente da África do Sul, Jacob Zuma. “Mandamos o convite, mas ainda não recebi nenhuma informação. Adoraria que estivesse presente”, afirmou o cartola. As informações são da Folhapress.

Tags: , , , , , , ,

Sem muita disposição, jogadores da Espanha treinam na Unifor

Publicado em 24/06/2013 - 21:10 por | Comentar

Iniesta, Xavi e cia não esforçaram muito para cumprir determinações dos preparadores físicos. Foto: Waleska Santiago

Iniesta, Xavi e cia não esforçaram muito para cumprir determinações dos preparadores físicos. Foto: Waleska Santiago

A seleção espanhola treinou na noite desta segunda-feira (24), por volta das 19h, no estádio da Universidade de Fortaleza (Unifor). Aparentemente sem muita disposição, os atletas fizeram apenas um treino físico. O atacante Soldado e o meia Fàbregas não estavam no treinamento, reforçando os rumores que são dúvidas para semifinal, que ocorre na próxima quinta-feira (27), na Arena Castelão, contra a Itália.

Divididos em três grupos (titulares, reservar e goleiros), os espanhóis fizeram exercícios físicos, alongamentos, correram em volta do campo e tocando a bola. Nada de treinamento pesado ou tático. O técnico, Vicente Del Bosque, acompanhou de perto os reservas, enquanto os titulares ficaram sob o olhar do auxiliar.

Os jogadores, aparentemente cansados e fadigados devido ao calor enfrentado no jogo contra a Nigéria, no domingo (23), fizeram “corpo mole” durante o alongamento realizado antes do treino físico.

A entrada do público foi barrada e apenas a presença de jornalistas foi permitida.

Tags: , ,

Página 1 de 912345...Última »

Páginas

Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999

teste