Busca

Elmano diz que Lula será candidato em 2018

10:11 · 19.03.2017 / atualizado às 10:11 · 19.03.2017 por

A sexta edição do Congresso Nacional do Partido dos Trabalhadores, agendada para ocorrer entre os dias 01 e 03 de junho, será decisiva para os petistas. Além de apontar novos rumos ao partido, o encontro terá a missão de escolher a sua nova Direção Nacional, o novo presidente do PT e, de acordo com o que afirmou em discurso  na Assembleia Legislativa o deputado Elmano Freitas (PT), o ex-presidente Lula pode ser oficializado como candidato à presidência da República. “Estamos inciando em nosso partido um processo de debate para o Congresso, onde vamos apresentar diretrizes para o programa de governo a ser apresentado na disputa do ano que vem”, disse. “Se depender de nós, aprovaremos o nome de Lula para presidir o partido e apresentá-lo à sociedade como o nome a disputar a presidência”, declarou.
Elmano afirmou que o PT trabalha a construção de um novo projeto para o país. “Esperamos que, ao chegar em 2018, não sejamos um país com a reforma da Previdência aprovada, mas com o histórico de ter derrotado a proposta de Michel Temer”, sustentou.
O petista ressaltou que 2017 será o ano de resistência às propostas do governo “golpista” de Temer. “Ao mesmo tempo, será de preparação para a disputa que teremos nas eleições de 2018. E, por isso, já estamos assistindo há alguns meses, de maneira diuturna e massiva, ataques permanentes ao ex-presidente Lula”.
Os ataques, segundo Elmano, partem daqueles que defendem mudar a Previdência e tirar direitos dos trabalhadores. “Eles sabem que há uma liderança popular construída no país e que é uma das poucas capazes de liderar o povo contra as reformas e apresentar projeto para 2018, que recoloque como centro de desenvolvimento o povo pobre do Brasil”, apontou. “Trata-se de uma liderança que entende de melhorar a renda dos mais pobres, garante o desenvolvimento e não retira direitos”.

Comentários 6

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

jose lutigar de sousa

20/02/2017 as 14:0319

O PT, tem que ter alternativa, o Lula já foi, chega de saudosismo, nada e eterno, precisamos urgentemente de novas lideranças. não existe novo projeto, tudo velho.

Nogueira

20/09/2017 as 09:0319

Sr. Elmano, vc acha a alternância de poder um dos elementos básicos da democracia?

João Lourenço de Sousa

20/09/2017 as 09:0319

O pensamento é positivo , vale ressaltar que houve avanço , sem menos pesar os erros cometidos durante a administração passada, pois o desenvolvimento e as novas bandeiras são visualizadas com o decorrer das demandas, o povo estar a receber e aceitar as propostas que venham amenizar os anseios, as evidencias figuram para um pacto nacional onde as atitudes tomem destinos sempre voltado para o povo, os incrementos e os fatos atuais são notadamente o espelho de meios menos adequados as novas realidades portanto ao vincular a candidatura do guerreiro deve-se tomar o devido cuidado a nivel nacional para não sofrer imposição supra partidaria e relegar o disperdicio do passado , o presente estar voltado para o reconhecimento de atos falhos realizados de maneira inedônia de vinculação partidaria , a desvinculação de alguns dirigentes devem ser revistas de maneira rigorosa e moral á bem da referida candidatura que ainda goza de simpatia popular. ok.

Edmilson de lima

19/03/2017 as 15:0319

Quando o assunto tem algum beneficio para o PT o golpe não existe como foi o caso da presidência do senado, o senador Pimentel do PT foi eleito primeiro secretario da mesa diretora do senado, só assim esqueceram que tinha havido

amadeu forte

19/03/2017 as 15:0319

sai de cima do muro!!!!!!
defenda os trabalhadores !!!!!!!!!!!
volte as suas raízes!!
o camilo nunca foi petista

CHICO FIHO

19/03/2017 as 15:0319

EU ELMANO ,SAIA DE PERTO DOS FERREIRAS GOMES
ELES NÃO RESPEITAM OS TRABALHADORES !!!!!!!!!