Busca

Autor: Renato Sousa


12:15 · 01.02.2018 / atualizado às 12:15 · 01.02.2018 por

O prefeito Roberto Cláudio (PDT) declarou, na manhã desta quinta (1º), que o problema da Segurança pública não pode ser resolvido com “populismo”. De acordo com ele, trata-se de um problema complexo que não pode ser resolvido com soluções simplistas. De acordo com ele, se elas funcionassem, “o problema já teria sido resolvido”. A fala do titular do Executivo municipal foi feita na Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor), onde ele participa da abertura dos trabalhos legislativos deste ano.

A declaração do prefeito foi feita como um comentário à chacina ocorrida na madrugada de sexta  para sábado últimos no bairro Cajazeiras, onde 14 pessoas foram mortas. O trabalhista afirmou que o Município também tem um papel a cumprir na segurança pública, mas ele é muito mais preventivo, recuperando áreas degradadas e oferecendo políticas públicas de qualidade, do que repressivo.

12:09 · 01.02.2018 / atualizado às 12:09 · 01.02.2018 por

A abertura dos trabalhos na Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) na manhã desta quinta (1º) marca a primeira sessão do vereador Adriano Bento (Patri). O contador obteve cerca de 2,5 mil votos na disputa de 2016, sendo o segundo suplente do partido, que não se coligou na disputa legislativa. O parlamentar assumiu posto na Casa em janeiro no lugar de seu correligionário José Freira, que se licenciou  e deve retornar em maio.

Bento é o segundo suplente do partido a assumir cargo na Casa. Professor Elói tomou posse no começo do ano passado com a ida de Marta Gonçalves para assumir a Coordenadora Especial de Políticas sobre Drogas.

 

16:49 · 23.01.2018 / atualizado às 16:49 · 23.01.2018 por
Camilo Santana pediu, no Facebook, que o julgamento no TRF-4 não seja submetido a “questões políticas ou partidárias” Foto: Kléber A. Gonçalves

O governador Camilo Santana (PT) usou sua conta no Facebook para defender, na tarde desta terça-feira (23), seu correligionário, o ex-presidente Lula, que deve ser julgado em segunda instância na quarta (24), pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

“Pessoalmente, acredito na inocência de Lula. Conhecemos sua história, sua luta e seus princípios. Que a verdade prevaleça”, declarou o governador, que ainda pediu que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) – responsável pelo julgamento – ignore “questões políticas e partidárias” na análise do caso.

A manifestação de Camilo acontece enquanto sua legenda organiza uma série de manifestações pelo Brasil. No Ceará, está prevista para o dia do julgamento uma vigília em frente à Praça Murilo Borges, no Centro, onde fica localizada a sede da Justiça Federal no Estado. Às 15h30, apoiadores do petista devem realizar uma passeata pelas ruas do bairro.

Leia a nota de Camilo na íntegra:

“Sobre o julgamento do recurso do presidente Lula no TRF-4.

Como governador, como cidadão brasileiro e defensor da democracia, espero que, acima de tudo, prevaleça a justiça. Que o julgamento se dê à luz dos fatos, verídicos e sem retoques, e não submetido a questões políticas ou partidárias. Pessoalmente, acredito na inocência de Lula. Conhecemos sua história, sua luta e seus princípios.

Que a verdade prevaleça.”

18:01 · 05.01.2018 / atualizado às 18:02 · 05.01.2018 por

O Partido dos Trabalhadores anunciou, nesta sexta, 5, em entrevista coletiva na sede do partido, como deverá ser a mobilização que fará, paralelo  ao julgamento, em segunda instância, do ex-presidente Lula, marcado para o próximo dia 24. A legenda vem construindo “comitês populares” para defender a principal liderança do partido e, a partir da semana que vem, deve realizar plenárias pelo Estado. “Faremos plenárias regionais para distribuirmos informativos e, sobretudo, construir a identidade democrática da defesa do nosso presidente”, declarou De Assis Diniz, presidente estadual do partido. A coletiva contou ainda com parlamentares do partido e representantes do PCO e do PCdoB.

De acordo com o dirigente petista, o foco do partido irá concentrar-se nos municípios de Crateús, Quixadá, Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha e Sobral. Em Fortaleza, no dia 24, a agremiação deverá realizar uma manifestação em frente à Justiça Federal, no Centro. “Nesse dia, vamos ter todo um processo de mobilização e acompanhamento do que está acontecendo lá em Porto Alegre”, declara. Ele reafirmou que o ex-presidente é candidato na disputa presidencial deste ano.

Lula foi condenado, em julho, a nove anos e seis meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A condenação foi decretada pelo juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava-Jato em Curitiba, no caso do triplex do ex-presidente.

12:36 · 14.12.2017 / atualizado às 12:36 · 14.12.2017 por

O primeiro secretário da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor), Idalmir Feitosa (PR), foi à tribuna da Casa na manhã desta quinta-feira (14) para pedir que a Polícia Militar reative o batalhão da Polícia Militar no bairro Parque Dois Irmãos. Segundo ele, a situação da violência na área tem atingido níveis alarmantes. “Ontem, dentro do nosso bairro, assassinaram um motorista da Uber da maneira mais covarde possível”, declara.

De acordo com o republicano, esse pedido já havia sido feito, através de requerimento, no começo de agosto. Entretanto, segundo ele, não houve resposta. “Eu faço esse apelo aos órgãos de segurança pública para que nos atendam. Que nos deem, pelo menos uma resposta”, solicita,

12:13 · 14.12.2017 / atualizado às 12:13 · 14.12.2017 por

O vereador Acrísio Sena (PT) foi à tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) na manhã desta quinta (14) para criticar medidas propostas pelo governo federal para a área de saúde mental. O parlamentar fez o discurso em razão de nota divulgada por entidades ligadas à área também criticando as medidas, que incluiriam a volta do financiamento de hospitais psiquiátricos e o apoio à comunidades terapêuticas. Segundo o petista, a nota é “uma verdadeira demonstração da luta antimanicomial de Fortaleza”.

O parlamentar declara que qualquer medida na área precisa ser “amplamente discutida” e “criteriosamente avaliada”. Segundo o petista, a Casa estará “vigilante na defesa incondicional da luta antimanicomial e da política pública para pessoas com problemas mentais”.

14:12 · 13.12.2017 / atualizado às 14:12 · 13.12.2017 por

O terceiro secretário da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor), Idalmir Feitosa (PR), foi à tribuna da Casa na manhã desta quarta (13) para criticar a autorização dada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para execução de mandados judiciais pela Polícia Federal na Câmara de Deputados.

 Na manhã desta quarta, os gabinetes dos deputados Carlos Gaguim (PODE) e Dulce Miranda (PMDB) foram alvos de operações de busca e apreensão. “Longe de mim está o desrespeito à mais alta corte do país, à Justiça, à aplicação da lei ou o desrespeito ao Direito. Mas bem próximo de mim está o repúdio e a revolta que as Casa Legislativas sejam invadidas”, declara.

De acordo com o vereador, a operação foi uma “violação da soberania do Congresso Nacional”. Apesar de isso não ter ocorrido, o parlamentar mostrou-se especialmente preocupado pela possibilidade de conduções coercitivas de parlamentares. “No meu modo de entender, acho isso um desrespeitos e um rompimento da independência e da harmonia dos poderes”, diz.

12:21 · 13.12.2017 / atualizado às 12:21 · 13.12.2017 por

O presidente da Comissão de Cultura da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) foi à tribuna da Casa na manhã desta quarta (13) para comemorar do aniversário de nascimento do cantor Luiz Gonzaga, que estariam comemorando 105 anos. “Da maneira mais simples, prática e objetiva, levou a cultura do nordestino por onde passou”, declara o parlamentar.

O republicano lembrou que foi graças a Gonzaga que a sanfona popularizou-se. Ele também destaca que a data também marca do Dia Nacional do Forró, apontando que o estilo diversificou-se. “Parabéns a todos os forrozeiros e para todos aqueles que amam a música de Luiz Gonzaga”, declara.

09:26 · 13.12.2017 / atualizado às 11:58 · 13.12.2017 por

Está na pauta de votação desta quarta-feira (13) da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) projeto subscrito por diversos vereadores alterando as regras para o pagamento de salário do vice-prefeito. Anteriormente, os vencimentos do titular do posto eram de cerca de 65% do que é pago ao prefeito. Agora, o valor passará a 90% do subsídio do ocupante do Paço Municipal. A alegação do texto é que a regra anterior, determinada pela Constituição estadual, foi declarada inconstitucional em 2009.

O projeto retorna para votação cerca de 24hs depois de ter começado a tramitar. Lido em plenário na terça (12), recebeu parecer favorável no mesmo dia do vereador Ésio Feitosa (PPL) – vice-líder do prefeito Roberto Cláudio (PDT) na Casa – e deve ser votado na sessão desta quarta.

14:03 · 12.12.2017 / atualizado às 14:03 · 12.12.2017 por

O vereador Iraguassú Filho (PDT) foi à tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) na manhã desta terça (12)  para pedir um esforço de toda a sociedade contra os homicídios. “Precisamos de um movimento de dentro da população”, declara o parlamentar, que diz que o tema vai para além de base e oposição. O trabalhista destacou os dados da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) apontando que a maioria das vítimas de homicídio são homens, jovens e negros.

De acordo com ele, isso demanda não só esforços do governo do Estado, principal responsável pela área, mas também um esforço da União. “A gente tem que cobrar do poder público, do Estado e do Município, mas, acima de tudo, cobrar um plano federal de segurança pública, que não existe. Boa parte dessas ações criminosas vêm financiadas pelo narcotráfico, as nossas fronteiras são extremamente vulneráveis”, diz.