Busca

Prefeito destaca ações na Saúde

08:55 · 02.08.2017 / atualizado às 08:55 · 02.08.2017 por

Por Renato Sousa

Roberto Cláudio (PDT) discursou por mais de uma hora aos vereadores da Capital. Ele está ao lado do vice-prefeito, Moroni Torgan, na foto com Salmito Filho Foto: Kid Júnior

O prefeito Roberto Cláudio (PDT) anunciou, na manhã de ontem, que a rede de atenção básica de saúde da Capital deve contar com uma nova forma de avaliação do atendimento por parte dos usuários. Durante discurso de mais de uma hora na Câmara Municipal de Fortaleza, por ocasião da abertura dos trabalhos legislativos deste semestre, o pedetista informou que os postos de saúde passarão a contar com tablets instalados em totens, nos quais os usuários poderão avaliar o serviço, bem como informar eventuais falhas. “Todo cidadão, quando sair do atendimento, vai poder usar um sistema com carinhas para descrever a sua visita”, explicou.

De acordo com o prefeito, as informações do sistema serão repassadas, em tempo real, para a Regional de Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde e para o próprio chefe do Executivo. Segundo Roberto Cláudio, trata-se de um “método de gestão para que possamos tomar decisões em tempo real”. A implantação deve começar já neste mês.

Durante a palestra aos vereadores, o titular do Palácio do Bispo também reafirmou seu compromisso em melhorar a distribuição adequada de medicamentos na Capital, o que classificou como “a maior imperfeição” de seu primeiro mandato. Segundo ele, Fortaleza passará a contar com quatro fontes para a distribuição de remédios. A primária corresponde aos estoques municipais armazenados junto ao Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH) – organização social que presta serviços para a Prefeitura na área da saúde –; enquanto a segunda será a compra licitada direta, que permite que a administração municipal compre apenas os remédios em falta.

Uma terceira via será uma ata de cooperação com o Governo do Estado para a obtenção, no caso de escassez, dos remédios mais demandados. E, por fim, Roberto Cláudio apontou as Centrais de Abastecimento, a serem instaladas nos terminais de ônibus. Ele destacou, porém, que a distribuição será limitada aos 84 remédios da atenção básica.

Empréstimos

O prefeito também anunciou a construção de duas policlínicas – no Passaré e no Siqueira –, que devem ser construídas com recursos de um empréstimo com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Os recursos também serão utilizados para a construção de dois Centros Urbanos de Arte e Cultura (Cuca) – nos bairros Pici e José Walter.

O empréstimo com o BID, de acordo com ele, encontra-se na Casa Civil da Presidência da República, aguardando o envio para o Senado, que também precisa autorizar a operação. Um segundo empréstimo, com o Banco de Desenvolvimento da América Latina (Caf), também aguarda o envio para a Câmara Alta. “Já fiz o pleito a nossa bancada de senadores para que isso seja votado o mais rápido possível”.

O prefeito também informou aos presentes quais devem ser as prioridades legislativas de sua administração neste semestre. Duas matérias já tramitam na Casa: a nova Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos) e o Código da Cidade. Ele também apontou a Política Municipal de Meio Ambiente e a Lei de Poluição Visual como legislações que gostaria de ver aprovadas até o fim do ano.

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *