Busca

Categoria: Acesso


09:32 · 02.08.2018 / atualizado às 09:32 · 02.08.2018 por

A íntegra da nota do deputado Carlos Felipe, contestando informação sobre representação do Ministério Público Federal contra ele, por questões relacionadas à Prefeitura de Crateús, quando ele era o prefeito do Município:

O DEPUTADO DR. CARLOS FELIPE VEM A PÚBLICO TRAZER A VERDADE SOBRE A DENÚNCIA APRESENTADA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL (MPF), RELATIVAS ÀS SUPOSTAS IRREGULARIDADES COMETIDAS DURANTE SUA GESTÃO COMO PREFEITO DE CRATEÚS,  POR USO INDEVIDO DE RECURSOS FEDERAIS NOS EXERCÍCIOS DOS ANOS DE 2011 E 2012.
A DENÚNCIA APRESENTADA PELO MPF E VEÍCULADA NA IMPRESSA, É A MESMA QUE JÁ FOI ANALISADA E JULGADA IMPROCEDENTE PELO ÓRGÃO COMPETENTE, RESPONSÁVEL EM JULGAR AS CONTAS MUNICIPAIS, O TCM/CE, COMO PODE SER AFERIDO NOS PROCESSOS 9261/12 EXERCÍCIO DE 2011, E O PROCESSO DE DENÚNCIA 32.632/12.
 
QUANTO A DENÚNCIA QUE OS VALORES PAGOS A EMPRESA G. VASCONCELOS NÃO CONDIZEM COM O TRABALHO QUE DESEMPENHAVA, O TRIBUNAL, AO EXAMINAR AS PROVAS ACOSTADAS PELA DEFESA NOS AUTOS, ENTENDEU QUE A SUSPOSTA FALHA NÃO DEVERIA PROSPERAR, UMA VEZ QUE NÃO HAVIA ELEMENTOS QUE SUSTENTASSEM A SUSPOSTA IRREGULARIDADE, CONSIDERANDO IMPROCEDENTE A DENÚNCIA.  
 
CAUSA-NOS ESTRANHEZA UMA DENÚNCIA, JÁ JULGADA IMPROCEDENTE EM OUTRO ÓRGÃO, VENHA A SER COLOCADA DE UMA FORMA PRECIPITADA NA IMPRENSA PELA PROMOTORIA, JUSTAMENTE EM UM MOMENTO DE CONVENÇÕES ELEITORAIS, SEM QUE O DENUNCIADO NA MATÉRIA TENHA SIDO NOTIFICADO OU OUVIDO, E QUE O PROCESSO MENCIONADO NA MATÉRIA JORNALÍSTICA NEM SEQUER ESTEJA DISPONÍVEL PARA ACESSO NO SISTEMA DO MPF
 
DEP. DR. CARLOS FELIPE