Busca

Categoria: Agendas


13:45 · 23.08.2018 / atualizado às 13:45 · 23.08.2018 por

Depois da visita de Marina Silva (REDE) ao Ceará, mais dois candidatos à Presidência da República devem desembarcar no Estado, na próxima semana. Na quarta-feira (29), será a vez do candidato pelo partido NOVO, João Amoêdo. Acompanhado do ex-técnico da seleção brasileira de vôlei, Bernardinho, filiado à legenda, ele participará de uma coletiva de imprensa no Hotel Gran Marquise, às 16h.

Depois, às 19h, dará uma palestra na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) e, às 20h30, promoverá um jantar com os candidatos do partido no Estado, filiados e militantes, em um restaurante, na Aldeota.

Dois dias depois, na sexta-feira (31), outro candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin (PSDB), chega ao Ceará. A agenda do tucano foi definida, ontem, em São Paulo, numa reunião com a candidata a vice-presidente, senadora Ana Amélia (PP), e os coordenadores estaduais da campanha presidencial, entre eles, o ex-senador, Luiz Pontes, responsável aqui no Ceará.

A previsão é que Alckmin chegue à Capital cearense, na sexta-feira, à tarde, conceda entrevistas à imprensa e, depois, à noite, também realize palestra na FIEC. Já no sábado (1), segundo Pontes, na parte da manhã, o presidenciável participará de um evento com lideranças do partido, em Horizonte, e, à tarde, de uma carreata, em Caucaia.

Alckmin cumprirá agenda ao lado do candidato ao Governo do Estado pelo PSDB, general Theophilo, e do senador, Tasso Jereissati, mas não de lideranças do aliado da sigla tucana no Estado, o PROS, uma vez que o deputado Capitão Wagner, que preside a legenda aqui, declara apoio à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL).

Já o presidenciável, Jair Bolsonaro, segundo o dirigente do PSL no Estado, Heitor Freire, deverá visitar o Ceará apenas no próximo mês de setembro, mas ainda não tem data definida. Segundo Freire, a ideia é que ele fique dois dias no Estado e cumpra agenda tanto na Capital como no Interior. O Jair Bolsonaro

Lembrando que todos estarão no berço político do também candidato à presidente da República, Ciro Gomes (PDT).