Edison Silva

Categoria: Arrecadações


10:00 · 15.09.2018 / atualizado às 10:00 · 15.09.2018 por

Por Renato Sousa

Dos 14 nomes vereadores e suplentes de Fortaleza que disputam vagas na Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados, o que obteve a maior arrecadação para custeio da campanha, até agora, foi Célio Studart (PV), que tenta um cargo como deputado federal. Ele já levantou mais de R$720 mil.  Já o que menos arrecadou foi o ex-vereador Adriano Bento (Patri), também postulante a mandato de deputado federal. Ele recebeu R$1,8 mil doado por seu partido.

O segundo que mais arrecadou para o cargo de deputado federal foi Julierme Sena (Pros), que obteve R$300 mil, uma doação de seu partido. Nenhum outro parlamentar alcançou a casa dos R$100 mil. Odécio Carneiro (SD), recebeu R$70 mil de sua sigla, enquanto Priscila Costa (PRTB) obteve apenas ¼ disso, levantando R$17,6 mil. No caso dela, o maior doador é o candidato ao Senado Eduardo Girão (Pros), que não se coligou com sua sigla para nenhum cargo este ano. O PRTB apóia o nome do ex-governador Cid Gomes (PDT) para a Câmara Alta. De acordo com ela, a doação ocorre em razão da oposição compartilhada entre os dois à legalização do aborto. Ziêr Férrer (PDT), com R$13,4 mil arrecadados, e o suplente em exercício Alípio Rodrigues (Pode), com R$10,6 mil oriundos de seus próprios recursos, completam o ranking de arrecadação dos candidatos a deputados federais.

Entre os candidatos a deputados estaduais, a maior arrecadação é a do presidente da Casa, Salmito Filho (PDT), que obteve R$102 mil para sua campanha, sendo R$50 mil recursos próprios. Guilherme Sampaio (PT), segundo vereador que mais arrecadou na disputa por uma cadeira na Assembleia, registrou doações de pouco mais de R$90 mil,  dos quais R$40 mil de seu próprio patrimônio. Soldado Noélio (PROS), terceiro colocado em arrecadação, teve um apoio maior de sua sigla: dos R$80 mil que obteve até o momento, sendo R$50 mil da direção nacional.

O primeiro vice-presidente da Casa, Adail Jr (PDT), é o quarto com mais recursos. Ele, entretanto, foi o que mais investiu do próprio bolso. O parlamentar até agora conta com R$77 mil para financiar sua campanha, doados por ele próprio. Logo na sequência vem Plácido Filho (PSDB), que tem como única fonte de recursos até o momento os R$54 mil que desembolsou. 

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs