Edison Silva

Categoria: Autofinanciamento


11:25 · 13.02.2018 / atualizado às 12:23 · 13.02.2018 por

No último sábado, no Diário do Nordeste e neste Blog, escrevemos sobre a irrealidade dos valores fixados pela legislação eleitoral, feita no ano passado, para os gastos dos candidatos na campanha eleitoral deste ano, dando margem para a existência do Caixa 2.

Hoje, os dois principais do Estado de São Paulo, a Folha e o Estadão, destacam uma Resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que trata do autofinanciamento, beneficiando os candidatos ricos. O TSE até 5 de março ainda pode alterar a Resolução.

O tema, autofinanciamento, motiva discussão desde quando a matéria estava para ser votada no Congresso Nacional. Os deputados e senadores só permitiram naquela ocasião que o candidato financiasse, com recursos próprios, apenas 10% do total fixado para o cargo que ele disputar. O presidente Michel Temer vetou esse ponto. O Congresso derrubou o veto.

Como a derrubada do veto foi após o dia 7 de outubro de 2017, data limite para sanção de qualquer nova lei eleitoral para vigorar no pleito deste ano, o questionamento é sobre o que vai valer: se a lei que fixa em 10% o autofinanciamento ou a Resolução do TSE. A questão deve ser dirimida pelo Supremo Tribunal Federal, se o TSE não mudar a sua Resolução.

 

 

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs