Edison Silva

Categoria: Candidatura impugnada


20:06 · 16.07.2012 / atualizado às 09:28 · 18.07.2012 por

José Ilário Gonçalves Marques (Ilário Marques), no pleito de 2010 teve sua candidatura a deputado federal impugnado por estar enquadrado na Lei da Ficha Limpa, por ter praticado crimes contra a administração pública quando ocupou o cargo de prefeito de Quixadá nos anos de 1993 a 1995 e em 2002, segundo a lista mandada para a Justiça Eleitoral pelo Tribunal de Contas dos Municípios.

Em 2010 o Tribunal Regional Eleitoral não computou, inicialmente, os 58.156 votos que ele obteve na disputa por uma vaga de deputado federal pelo PT. Como todos os que estavam na relação da Ficha Suja e o Supremo Tribunal Federal entendeu que a Lei da Ficha Limpa não valeria para a eleição de 2010, todos foram salvos, inclusive Ilário.

Agora, pelo entendimento do Supremo Tribunal, a Lei da Ficha Lima está valendo e Ilário tem sua candidatura a prefeito de Quixadá ameaçada, como anunciamos neste blog, ontem:

Os adversários de Ilário Marques (PT), em Quixadá, fizeram festa no fim da tarde de hoje depois de anunciada a decisão do juiz eleitoral dali de atender ao pedido do Ministério Público e tornar inelegível o ex-prefeito Ilário Marques, para disputar a Prefeitura daquela cidade, em outubro próximo. Ilário já foi prefeito do Município, em mais de uma oportunidade.

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs