Busca

Categoria: Candidatura


19:00 · 16.08.2016 / atualizado às 08:39 · 17.08.2016 por

Luizianne Lins chegou ao seu primeiro evento de campanha, na manhã desta terça-feira, no Centro de Fortaleza, acompanhada da sua mãe, Luíza Maria de Oliveira Lins, candidata a vereadora na coligação do Capitão Wagner, concorrente de Luizianne na disputa pela Prefeitura de Fortaleza.

Luíza Lins teve o seu nome homologado na convenção do PMDB como candidata a uma vaga na Câmara Municipal de Fortaleza. Na última semana, depois que ela entregou a documentação necessária ao partido, o PMDB pediu o seu registro sob o nº 15113.

O caso da mãe da prefeita é mais uma das incongruências da nossa política. O candidato de um partido votando no concorrente do seu aliado.

11:07 · 23.09.2013 / atualizado às 11:07 · 23.09.2013 por

O jornal Folha de S.Paulo desta segunda-feira, destaca a pressão do PSDB nacional para que Tasso Jereissati seja candidato a governador do Ceará ou a Senador da República, com o objetivo de garantir um palanque forte para o candidato a presidente, senador Aécio Neves.

Diz a notícia do jornal paulista:

“Para fortalecer Aécio, Tasso ensaia candidatura no Ceará

Após encerrar carreira na política, tucano é pressionado para disputar Estado ou Senado

AGUIRRE TALENTO DE FORTALEZA

Três anos após perder a reeleição ao Senado e anunciar o fim de sua carreira política, o ex-senador Tasso Jereissati (PSDB) ensaia seu retorno à vida pública em 2014.

Ele tem sido pressionado por tucanos para se candidatar e dar um palanque forte no Ceará ao senador Aécio Neves, possível candidato do PSDB à Presidência.

Embora relutante à ideia no começo, aliados próximos de Tasso dão como certa sua candidatura e dizem que a dúvida é se ele disputará o governo do Estado ou o Senado.

Tasso governou o Ceará por três gestões e foi senador de 2003 a 2011, quando fez oposição ao governo Lula.

Derrotado em 2010, passou a se dedicar ao seu grupo empresarial, que atua nas áreas de shopping e telefonia. O retorno de Tasso também é uma forma de imprimir novo fôlego à legenda tucana.

Em pesquisa feita pelo Ibope em julho, Tasso liderava tanto para o governo do Estado como para o Senado, oscilando entre 43% e 51% das intenções de voto.

Há três semanas, ele acompanhou Aécio a uma gravação de programa de TV do PSDB em Juazeiro do Norte (a 548 km de Fortaleza).

“No que depender do PSDB nacional, Tasso será candidato ao governo do Estado ou preferencialmente ao Senado”, disse Aécio. Procurado pela Folha, Tasso não quis dar entrevista.”

12:35 · 16.06.2012 / atualizado às 12:35 · 16.06.2012 por

O PT de Fortaleza programou para este sábado (16), na sede do diretório municipal, uma reunião com os 55 pré-candidatos a vereador do partido na Capital. O objetivo do encontro, segundo o presidente da sigla em Fortaleza, Raimundo Ângelo, é definir a estratégia política para a campanha e orientar os postulantes à Câmara Municipal sobre prestação de contas, tendo em vista os casos de inelegibilidade previstos pela Lei da Ficha Limpa.

Na ocasião também serão decididos os números que cada candidato utilizará na campanha. Participam do evento o pré-candidato petista à Prefeitura de Fortaleza, Elmano de Freitas, o presidente da Câmara Municipal, vereador Acrísio Sena, o líder da prefeita na Câmara, Ronivaldo Maia, e o vereador Guilherme Sampaio.

09:36 · 11.06.2012 / atualizado às 09:36 · 11.06.2012 por

Está acontecendo, esta manhã, na Assembleia Legislativa, o anúncio da aliança firmada entre o PDT e o PPS, para a disputa pela Prefeitura de Fortaleza. O deputado estadual Heitor Férrer é o candidato a prefeito e o empresário Alexandre Pereira, presidente estadual do PPS é o candidato a vice-prefeito. A última conversa para a consolidação dessa união aconteceu entre Heitor e Alexandre, mas antes a direção nacional do Partido já havia determinado que o PPS apoiasse a candidatura de Heitor. O jornalista Inácio Almeida, um dos dirigentes nacionais da agremiação foi quem comunicou a decisão nacional aos dirigentes do PDT. Até então, Alexandre conversava com um e outro dirigente partidário local, tratando de alianças.

Agora, Heitor Férrer aguarda uma manifestação do ex-governador Lúcio Alcântara, presidente estadual do PR. A última conversa sobre a coligação entre PDT e PR aconteceu na quarta-feira passada entre o deputado federal André Figueiredo, presidente estadual do partido de Brizola e Lúcio Alcântara. Antes dessa conversa havia uma certa reserva ao PR em razão de estar o ex-governador mais propenso a apoiar o candidato do PT, no caso de o partido romper com o PSB. Mas uma conversa entre o ex-ministro e presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, com Lúcio Alcântara, a coisa mudou.

Fechada a aliança com o PR, a candidatura de Heitor Férrer passaria a contar com pouco mais de três minutos para seus programas da propaganda eleitora no rádio e na tv.