Busca

Categoria: Caos


09:04 · 01.11.2017 / atualizado às 09:04 · 01.11.2017 por

Por Letícia Lima

Com o afastamento do prefeito Gotardo (PSD), de Saboeiro, acusado de improbidade administrativa pelo Ministério Público Estadual e pelo extinto Tribunal de Contas dos Municípios por suposta “farra” no gasto com combustíveis contratações indevidas e contratos superfaturados, o deputado Manoel Duca (PDT) voltou a defender uma intervenção do Estado no município. Segundo o parlamentar, Saboeiro vive um “caos social”, com salários atrasados e falta de medicação nos hospitais.

O parlamentar subiu à tribuna para rebater as críticas do vereador de Fortaleza, Adail Júnior (PDT), natural de Saboeiro, ao posicionamento de Manoel Duca por pedir uma intervenção no município e por ter afirmado que o deputado não realizou nada em prol de Saboeiro. Manoel Duca disse que Adail desconhece a situação do município e que, apesar de achar a intervenção uma medida extrema, seria a necessária diante do “caos social” que vive a população.

“O prefeito foi afastado, assumiu a vice-prefeita, já surraram o marido da ex-prefeita, já ameaçaram a prefeita, se ela renunciasse, e ela ficou assustada. O que está acontecendo nesse momento são salários atrasados, falta de remédio no hospital, frota destruída, prefeitura inadimplente na área federal e estadual, faltando transporte escolar, faltando iluminação pública, com funcionário fantasma, a operação do Ministério Público constatou tudo isso. Então não é que a gente vá ao governo impor e pressionar por uma intervenção, alguns governadores já determinaram isso”.

Manoel destacou que na gestão do ex-prefeito do município interveio para a realização de diversas obras em Saboeiro. “Nós intercedemos para a construção de creche, construção de ginásio poliesportivo, isso em 2016 e em 2017, na gestão do prefeito afastado, ninguém pode realizar mais alguma coisa por Saboeiro devido a inadimplência no âmbito federal e estadual”.