Busca

Categoria: Caso do Ipu


12:41 · 28.06.2012 / atualizado às 12:41 · 28.06.2012 por

Os deputados Fernando Hugo (PSDB) e Heitor Férrer (PDT) criticaram a decisão do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Sebastião Reis Júnior, que revogou a prisão e a indisponibilidade dos bens do político Sávio Pontes e o restituiu o cargo de prefeito do Município de Ipu. Fernando Hugo destacou que apesar do processo possuir “resmas e resmas” de papéis, resultado de um ano de investigação realizada pela Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (Procap), foram analisados em apenas 54 minutos, tempo que o ministro do STJ utilizou para dar sua decisão. “54 minutos foi o bastante para o ministro dizer que não encontrou nada nos atos processuais “, observou Fernando Hugo.

De acordo com Heitor Férrer, desde 2009, o Ministério Público do Ceará apura os ilícitos e os indícios que se tranformaram em provas  para a condenação dos envolvidos em desviar recursos públicos destinados à construção de kits sanitários em Ipu. “Aí numa canetada um ministro do STJ, sem conhecer o caso, pois não se conhece  um caso complexo desse em 54 minutos, bota abaixo todo o trabalho do Ministério Público do Ceará”, lamentou.