Busca

Categoria: Centenário


09:09 · 21.02.2013 / atualizado às 09:09 · 21.02.2013 por

Por Miguel Martins

Em seu pronunciamento, na Assembleia Legislativa, ontem, o deputado estadual, Wellington Landim, fez uma homenagem aos cem anos do ex-deputado e ex-senador pelo Ceará, Almir Pinto, que estaria aniversariando no último dia 15 de fevereiro, caso estivesse vivo. Tramita na Casa, um projeto de resolução de autoria do pessebista para que 2013 seja conhecido como “O ano Almir Pinto.
Logo que iniciou sua fala, o parlamentar afirmou que o ano de 2013 “reavive e aquece” a história do Ceará, pois dar oportunidade para a celebração do centenário de alguns de seus conterrâneos, como figuras de destaque nos campos da política, do magistério e da literatura. “Nomes assinalados no patrimônio do nosso orgulho nativista, do porte do professor Prisco Bezerra (avô do prefeito Roberto Cláudio), do ministro e diretor da OEA João Gonçalves de Souza, do romancista e acadêmico João Clímaco Bezerra e de nosso homenageado, a partir de agora, o médico, deputado estadual e senador Almir dos Santos Pinto”.
Para o deputado, a Assembleia Legislativa está fortemente ligada à história de Almir Pinto, pois, conforme disse, os dois sempre estiveram juntos na defesa do povo, trabalhando pelo desenvolvimento do Estado. “Na defesa do projeto que queremos apresentar para a aprovação e consequente instalação do Ano Almir Pinto, o Ceará não pode continuar a cometer o pecado da omissão e da desmemória para com os que se desvelaram e se empenharam em favor das causas sociais e em defesa do nosso desenvolvimento econômico, político e humano”, apontou.
Wellington Landim lembrou, por exemplo, a formação profissional e política do ex-senador, que foi médico e executou os cargos de secretário de Estado de Segurança Pública; secretário de Saúde; secretário de Educação e Cultura; e secretário do Interior e Justiça. Dentre as honrarias concedidas a Almir Pinto, estão a Medalha da Abolição do Governo do Estado do Ceará, a Medalha da Assembleia Legislativa do Estado Ceará pelos seus 25 anos como deputado estadual. O ex-senador, foi ainda por três vezes presidente desta Assembleia, inclusive, assumindo por algumas vezes o Governo do Estado.
“O Ano Almir Pinto não será apenas um ano festivo, mas também um ano de reflexão sobre a atuação parlamentar de Almir Pinto com o propósito de acentuar o papel da representação delegada pelo povo e tão bem exercida por líderes do quilate de Almir Pinto”, lembrou o parlamentar, na companhia do filho do ex-senador, o presidente do PSD no Ceará, Almicir Pinto, que acompanhou o pronunciamento da Mesa Diretora.
O deputado afirmou ainda que, muitas vezes, o político tem vergonha de passar pelo constrangimento da acusação de que todos os políticos têm os mesmos males que a ética não permite e que isso é doído, pois segundo ele, existem grandes nomes na Política, empenhados em melhorar a vida da população, em fazer a crítica serena, e essas pessoas, conforme afirmou, nem sempre são reconhecidas. Para ele, Almir Pinto, foi uma “personalidade iluminada”, que teve sua vida marcada pela cordialidade, inteligência e capacidade realizadora que o tornava “um dos expoentes da solidariedade em nosso meio. Viveu a serviço do bem e pelo bem-comum travou todas as lutas e enfrentou todos os empecilhos, correndo riscos, muitas vezes pagando um alto preço por seu ideal”.
De acordo com ele, a história de Almir Pinto deve ser mostrada como modelo para a juventude, como matéria-prima do caráter que se quer formar na índole cearense. Para Wellington Landim, celebrar o centenário de Almir Pinto “é uma missão sagrada para o Ceará, para a Assembleia Legislativa, para sua família, para seus amigos, seus eleitores, e, ainda, para os que foram atendidos por sua medicina e para o povo que o amava e era amado por ele”.
Alguns deputados presentes à sessão de ontem, também se solidarizaram com a homenagem feita pelo pessebista e enalteceram o nome do ex-senador e de seus familiares.
Nenen Coelho (PSD) lembrou que Almir Pinto saiu de um município distante de qualquer grande centro e foi para a Bahia, onde concluiu seu curso de Medicina e que em todas as etapas de sua vida, se dedicou ao próximo e à família. Já Osmar Baquit (PSD) parabenizou a iniciativa da e ressaltou que o homenageado prestou grandes serviços ao Ceará.
O deputado Professor Teodoro (PSD) destacou o importante papel de Pinto como homem político, chamando a atenção da importância do papel de “um deputado que sabe representar a sua terra” e Leonardo Pinheiro (PSD) lembrou que o ex-senador foi uma pessoa que viveu a frente do seu tempo, que fez política não pensando em beneficio próprio ou de um grupo, “mas para o engrandecimento do povo cearense”.

16:38 · 31.05.2012 / atualizado às 16:38 · 31.05.2012 por

A Universidade Federal do Ceará  promove uma sessão solene do seu Conselho Universitário em homenagem ao centenário de Waldemar Alcantara, no próximo dia 21 de junho. Waldemar, pai do ex-governador Lúcio Alcântara, foi um dos mais importantes líderes do PSD, em décadas passadas. Representando o seu partido ele chegou à Assembleia Legislatia. Foi ainda senador da República, vice-governador e governador do Ceará. Por conta co seu centenário já foram realizadas homenagens na Assembleia e no Senado.