Busca

Categoria: Ciro ajuda correligionários


09:24 · 21.05.2013 / atualizado às 09:24 · 21.05.2013 por
Questionado sobre uma possível paralisação da Polícia Militar, Ciro foi enfático: “cabeças rolarão”. FOTO: NATINHO RODRIGUES
Questionado sobre uma possível paralisação da Polícia Militar, Ciro foi enfático: “cabeças rolarão”. FOTO: NATINHO RODRIGUES

O ex-deputado federal, Ciro Gomes, denunciou a existência de uma “milícia” ligada ao narcotráfico dentro da Polícia Militar do Ceará e disse que esta é comandada pelo vereador Wagner Sousa (PR). De acordo com ele, medidas estão sendo tomadas para impedir o prosseguimento desse grupo e que para a Segurança Pública, pelo menos 25 pontos estratégicos estão sendo elaborados para diminuir os altos índices de violência no Estado.

Ciro Gomes admitiu que o aparato que o governador Cid Gomes montou para a Segurança Pública não tem surtido o efeito desejado e não foi suficiente para diminuir os números da violência. Por isso alguns quadros foram chamados para apresentarem novas ideias, principalmente, na Capital, que tem os maiores casos de homicídios, latrocínios e roubos do Estado.

Dentre esses nomes, Moroni Torgan, que foi chamado por Roberto Cláudio para dar uma consultoria na área da Segurança Pública de Fortaleza. “Ele de fato está sendo chamado como assessor de segurança e isso é muito bom porque o problema está sendo grave no Ceará. Estamos enfrentando uma onda de homicídios nos bairros mais pobres e roubo de pessoas e é preciso que encontremos novas fórmulas para enfrentar isso”, disse Ciro.

O ex-deputado federal ainda está atendendo a um chamado do governador, que solicitou que ele usasse sua experiência para conversar com setores da segurança pública, e, principalmente, com policiais militares nas ruas, para saber da opinião dos profissionais sobre o trabalho e medidas de melhoria da situação. De acordo com Ciro Gomes, já foi articulado pelo governador Cid Gomes e pelo secretário de Segurança Pública, Francisco Bezerra, um conjunto de 25 pontos considerados por eles para incrementar a política de Segurança Pública no Ceará. No entanto, Ciro não quis adiantar que medidas serão essas.

Milícia

Segundo denunciou, existe dentro da Polícia Militar, uma milícia atuando em afinidade com o narcotráfico “e com bandidos”. Há, inclusive, conforme disse, listas de pessoas “assaltáveis” para causar comoção na cidade. “Estamos achando um a um dessa milícia e vamos cortar a cabeça dessa cobra”, acusou Ciro Gomes que ainda emendou. “O chefe da milícia é esse Wagner. Esse vereador picareta”, disparou ele, contra o vereador Wagner Sousa, que tem atuado como um dos principais opositores de Cid Gomes.

Questionado sobre uma possível paralisação da Polícia Militar, Ciro foi enfático: “cabeças rolarão”.

09:20 · 29.08.2012 / atualizado às 09:20 · 29.08.2012 por

O ex-ministro Ciro Gomes, um dos líderes nacionais do PSB, estará hoje no Paraná para participar de campanhas eleitorais naquele Estado. Depois vai ao Rio Grande do Sul, com o mesmo objetivo. Esta manhã, ao embarcar no Aeroporto Pinto Martins, Ciro demonstrou otimismo em relação à campanha do seu correligionário Roberto Cláudio à Prefeitura de Fortaleza e voltou a tecer críticas à administração da prefeita Luizianne Lins, notadamente na área da educação