Edison Silva

Categoria: Coligação


17:35 · 24.06.2014 / atualizado às 17:35 · 24.06.2014 por

Está no site da revista Veja, na Colula Radar, nota sobre a sucessão estadual, dando conta da aliança do peemedebista Eunício Oliveira com o tucano Tasso Jereissati, o que poderia ser mais uma baixa para a campanha à reeleição da presidente Dilma.

Leia a nota da Veja: “No Ceará, outra baixa para Dilma Rousseff e o PT. Eunício Oliveira está 99,999% fechado com o PSDB, e Tasso Jereissati é o nome para sair candidato ao Senado na chapa encabeçada pelo peemedebista.

O plano só vai por água se Aécio Neves resolver entregar sua vice no colo de Tasso.”

10:29 · 08.10.2012 / atualizado às 10:29 · 08.10.2012 por

O governador Cid Gomes (PSB) e o ex-ministro Ciro Gomes (PSB) consideram remota a possibilidade de as eleições deste ano influenciarem na disputa presidencial de 2014. Embora Ciro considere um erro o fato de seu partido não ter disputado o Planalto em 2010, avalia que o cenário atual é diferente porque o PSB faz parte de um governo que pode ter continuidade. Enquanto isso, Cid admite que o PSB tem pretensão de disputar a presidência a médio prazo, mas não a curto prazo.

“Quem conduziu a campanha da Dilma aqui no Ceará fomos nós do PSB. O natural é que o PSB acompanhe a reeleição da presidenta”, garante Cid Gomes. Por outro lado, o governador afirma que o PSB tem propostas e soluções para os problemas das cidades, dos estados e do País. “Então, no médio prazo, o PSB quer ocupar a presidência. Mas no curto prazo, considerando 2014, o projeto é apoiar a reeleição da presidenta Dilma”, afirma.

O ex-ministro Ciro Gomes disse que a vocação do PSB é participar do debate em todos os planos, inclusive o nacional. Porém, diante da nova conjuntura política, acha difícil de disputar em 2014. “Na (eleição) passada, era o Lula que encerrava um ciclo, a Dilma era uma pessoa que não tinha trânsito certo. (…) Agora nós participamos do Governo Dilma. Eu tenho entusiasmo em apoiá-la e fica contraditório, por oportunismo de qualquer natureza, não apoiar a reeleição”, justifica.

 

12:09 · 18.06.2012 / atualizado às 12:09 · 18.06.2012 por

A prefeitla Luizianne Lins,  o candidato petista à sucessão em Fortaleza, Elmano de Freitas, e o coordenador político do Executivo Municipal, Waldemir Catanho, devem se reunir ainda hoje com o presidente do PR no Estado, Lúcio Alcântara, e com o prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa. Na pauta do encontro, aliança PT e PR, com possibilidade do segundo apresentar o nome do vice na chapa encabeçada pelo Partido dos Trabalhadores.
Até o momento, quatro partidos já firmaram apoio à candidatura de Elmano de Freitas (PV,PTN, PSC e PTdoB), no entanto, somente dois, PSC e PTdoB, oficializaram isso em convenções realizadas no final de semana. Parte do PTC, comandada pelo ex-deputado estadual Stanley Leão também homologou apoio ao petista. De acordo com o presidente municipal do PT, Raimundo Ângelo, o nome do candidato a vice-prefeito só deverá ser anunciado na próxima semana, depois que a aliança estiver fechada.

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs