Edison Silva

Categoria: Coniventes


12:24 · 18.12.2016 / atualizado às 09:28 · 19.12.2016 por

 

O deputado Roberto Mesquita, ao lado de outros parlamentares, presidia a audiência pública quando Domingos Filho falou dos gastos Foto: JL Rosa
O deputado Roberto Mesquita, ao lado de outros parlamentares, presidia a audiência pública quando Domingos Filho falou dos gastos Foto: JL Rosa

Os deputados estaduais que participavam da audiência pública de sexta-feira, na Assembleia, para a discussão da Proposta de Emenda à Constituição de extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), ouviram calados as acusações do conselheiro Domingos Filho de que eles (integrantes da Assembleia) são perdulários ao gastarem R$ 10 milhões com viagens de avião, R$ 10 milhões com  alimentação “em restaurantes”, e mais R$ 10 milhões com combustível.

Se não fazem parte dessa “farra” deveriam ter reagido, mesmo sendo aliados de Domingos contra a extinção do TCM. Calados, como ficaram, chancelaram as denúncias. O presidente da Mesa Diretora da Assembleia, deputado José Albuquerque, procurado pela reportagem do Diário do Nordeste, contestou os números, e prometeu convocar os demais dirigentes da Casa, segunda-feira, para definir uma tomada de posição para esclarecer sobre as contas do Legislativo nos pontos citados pelo conselheiro do TCM.

A propósito, como os deputados, os conselheiros do Tribunal de Contas, são sete ao todo, também como os deputados, têm posições diferentes quanto à proposta de extinção do TCM. Domingos Filho justificou a ausência do presidente da Corte, Francisco Aguiar, naquele evento de sexta-feira, na sala das comissões técnicas do Legislativo estadual. Aliás, o deputado Sérgio Aguiar, filho do presidente do TCM, já havia feito a observação de que ele estaria de repouso em razão de uma cirurgia nos olhos.

Mas não estavam lá, na Assembleia, os conselheiros Marcelo Feitosa, Ernesto Saboia e Hélio Parente. Eles são contra o grupo de Domingos e Francisco Aguiar, ao qual se integrou o conselheiro Pedro Ângelo, além de Manoel Veras que, segundo Domingos Filho, em seu discurso, recebeu telefonemas e visitas de ex-governadores e governador, para demovê-lo a participar do grupo Aguiar.

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs