Edison Silva

Categoria: Construtoras


17:56 · 20.11.2014 / atualizado às 19:28 · 20.11.2014 por

Com o escândalo da Petrobras, e a prisão de representantes de grandes construtoras brasileiras, aumentou a curiosidade com a participação delas no rol de financiadores de candidatos, principalmente a cargos majoritários (presidente, governador e senador) na última eleição. Vários candidatos, eleitos ou não, já prestaram contas das doações e despesas feitas na última eleição e, consequentemente, relacionaram os seus financiadores.

No caso da disputa em segundo turno, exemplo do Ceará, os candidatos a governador só estão obrigados a prestar contas no próximo dia 25, mas Eunício Oliveira (PMDB), o candidato derrotado pelo governador eleito Camilo Santana, resolveu prestar contas no início deste mês.

Eunício foi ajudado por 7 construtoras, com um total de R$ 7 milhões.  A maior doadora foi a Construtora OAS com R$ 2 milhões, seguido da Construtora Camargo Correia com R$ 1,5 milhão. As demais doadoras foram as construtoras Queiroz Galvão, a Andrade Gutierrez, a Marquise, a Galvão Engenharia e a Norbert Odebrecht.

Eunício, como já foi noticiado, arrecadou um total de R$ 43.678.954,53. A sua principal fonte de recursos foi do Diretório Nacional do PMDB. Doador individual o maior foi a JBS com R$ 3.682.000,00.

O candidato eleito, Camilo Santana (PT) tem até a próxima terça-feira, dia 25 para apresentar a sua prestação de contas da campanha, relacionando as doações e doadores e as despesas efetuadas.

 

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs