Busca

Categoria: Construtoras


17:56 · 20.11.2014 / atualizado às 19:28 · 20.11.2014 por

Com o escândalo da Petrobras, e a prisão de representantes de grandes construtoras brasileiras, aumentou a curiosidade com a participação delas no rol de financiadores de candidatos, principalmente a cargos majoritários (presidente, governador e senador) na última eleição. Vários candidatos, eleitos ou não, já prestaram contas das doações e despesas feitas na última eleição e, consequentemente, relacionaram os seus financiadores.

No caso da disputa em segundo turno, exemplo do Ceará, os candidatos a governador só estão obrigados a prestar contas no próximo dia 25, mas Eunício Oliveira (PMDB), o candidato derrotado pelo governador eleito Camilo Santana, resolveu prestar contas no início deste mês.

Eunício foi ajudado por 7 construtoras, com um total de R$ 7 milhões.  A maior doadora foi a Construtora OAS com R$ 2 milhões, seguido da Construtora Camargo Correia com R$ 1,5 milhão. As demais doadoras foram as construtoras Queiroz Galvão, a Andrade Gutierrez, a Marquise, a Galvão Engenharia e a Norbert Odebrecht.

Eunício, como já foi noticiado, arrecadou um total de R$ 43.678.954,53. A sua principal fonte de recursos foi do Diretório Nacional do PMDB. Doador individual o maior foi a JBS com R$ 3.682.000,00.

O candidato eleito, Camilo Santana (PT) tem até a próxima terça-feira, dia 25 para apresentar a sua prestação de contas da campanha, relacionando as doações e doadores e as despesas efetuadas.