Busca

Categoria: Conteúdo


09:44 · 01.09.2018 / atualizado às 09:46 · 01.09.2018 por
TSE elaborou cartilha para orientar partidos e candidatos sobre impulsionamento de publicações nas redes sociais. Imagem: Divulgação/TSE

Uma novidade das eleições de 2018, aprovada na minireforma eleitoral de 2017, já é realidade nas campanhas dos candidatos cearenses. O impulsionamento de conteúdo na internet, as chamadas publicações pagas, era visto com frequência no ambiente pré-eleitoral, mas agora consta na prestação de contas feita pelos candidatos junto à Justiça Eleitoral.

Ao Governo do Estado, General Theophilo (PSDB) declarou ter investido R$ 20 mil reais no sistema. Por enquanto, até a última consulta feita, ontem, no DivulgaCandContas, apenas o tucano comunicou despesa com a novidade. O governador Camilo Santana (PT), que busca a reeleição, tem arrecadação, mas ainda não apresenta despesas. Ailton Lopes (PSOL) ainda não teve custos com a campanha na internet. Os demais candidatos não têm nenhuma movimentação: Hélio Góis (PSL), Francisco Gonzaga (PSTU) e Mikaelton Carantino (PCO).

Candidato à Câmara dos Deputados, Capitão Wagner (PROS) gastou R$ 17.520,00 com a campanha, sendo R$ 10 mil para o impulsionamento de conteúdo. O deputado federal Cabo Sabino (Avante) contabiliza aproximadamente R$ 38 mil em despesas, das quais R$ 6 mil foram para publicações pagas no Facebook e no Instagram, que visam chegar a um maior número de eleitores.

Cartilha

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) elaborou uma cartilha interativa com regras sobre a propaganda na internet para serem seguidas por partidos e candidatos. A Justiça Eleitoral lembra, no conteúdo, que o impulsionamento de publicações no Facebook e no Instagram é permitido, mas deve ser contratado diretamente por meio das plataformas de mídias sociais, com base na Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997).

“O material é importante também para os eleitores, que poderão conhecer as regras para saber se seus candidatos estão promovendo suas campanhas dentro do que estabelece a lei”, informou o órgão eleitoral. A cartilha está disponível aqui.