Busca

Categoria: Corte de Contas


12:10 · 27.11.2016 / atualizado às 12:10 · 27.11.2016 por

 

Domingos Filho deve ser eleito presidente do Tribunal de Contas dos Municípios na próxima quinta-feira. Ele é o mais novo conselheiro. Pedro Ângelo e Hélio Parente continuam sendo preteridos para o cargo de presidente Foto: Lucas de Menezes
Domingos Filho deve ser eleito presidente do Tribunal de Contas dos Municípios na próxima quinta-feira. Ele é o mais novo conselheiro. Pedro Ângelo e Hélio Parente continuam sendo preteridos para o cargo de presidente Foto: Lucas de Menezes

O Colégio Eleitoral do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) reúne apenas os sete conselheiros que integram aquela Corte de Contas.  O último conselheiro nomeado para aquele Tribunal foi Domingos Filho, pouco tempo depois de encerrado o seu mandato de vice-governador do Estado, no primeiro dia de janeiro de 2015. Domingos é o nome apontado para ser eleito presidente, embora antes dele, na fila, por ainda não terem sido presidentes, estejam Pedro Ângelo, o mais antigo, e Hélio Parente.

Estes, Pedro e Hélio, parece que estão predestinados a tão cedo não chegarem à presidência da Corte. Os colegas faziam e fazem restrições. Só num momento de excepcionalidade um dos dois poderá ser objeto de mudança desse quadro.

A eleição para a presidente, vice e corregedor do TCM está marcada para a manhã de quinta-feira, momentos antes da eleição de presidente da Assembleia. As duas, embora Assembleia e TCM tenham funções, e principalmente competências diferentes, estão muito relacionadas, pelos interesses políticos de alguns dos integrantes de ambos.

Domingos Filho, teria assegurada a sua eleição de presidente do TCM com os votos dele, do atual presidente Chico Aguiar, de Manoel Veras, sendo vice, e Pedro Ângelo. Estariam em posição contrária Marcelo Feitosa, Hélio Parente e Ernesto Figueiredo. Reservadamente, por iniciativa de conselheiros, alguns políticos estão atuando  na eleição do TCM.