Edison Silva

Categoria: Declaração


10:44 · 19.08.2018 / atualizado às 10:44 · 19.08.2018 por

O governador Camilo Santana (PT) falou pouco menos de 10 minutos, mas foi o suficiente para tranquilizar os pedetistas e deixar enraivecidos uma boa parte dos petistas cearenses que não queriam uma manifestação tão explícita do governador em favor da candidatura presidencial de Ciro Gomes. Em mais de uma oportunidade, ontem à noite, na inauguração do comitê de campanha do deputado federal André  Figueiredo (PDT) ele, olhando para Ciro disse que “estava junto”, que se inspirava em Ciro, que o pedetista já havia dado uma grande contribuição ao Ceará, sendo governador do Estado, prefeito de Fortaleza, e agora dava uma grande contribuição ao Brasil, participando da disputa presidencial.

“Quero dizer que estamos juntos”… ” Ciro. Cid, meus amigos, meus irmãos, estamos juntos”. Camilo disse que é parte de um projeto para o Ceará, iniciado por Cid no Governo do Estado, quando ele foi secretário, sendo Ciro o inspirador. “Nós nos inspiramos em Ciro”

Antes do discurso de Camilo, quem falou foi o Cid. Ele, depois de criticar alguns dos candidatos à Presidência da República, dizendo inclusive que  pelo menos uns , “cinco deveriam estar num manicômio” e dois eram a continuidade do Governo Temer: Alckmin e Meireles, responsabilizou os governos petistas pela fragilização da esquerda. “Hoje se tem vergonha de dizer que é de esquerda”, por conta da roubalheira acontecida nos últimos governos de esquerda”. Fotos: José Leomar

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs