Edison Silva

Categoria: Desvio de recursos


09:51 · 26.09.2012 / atualizado às 10:49 · 26.09.2012 por

A assessoria do Tribunal de Contas do Estado do Ceará, ontem à tarde, encaminhou a seguinte informação para todos os órgãos de comunicação do Estado, dando conta da decisão judicial, mandando parar o julgamento de processos relacionados ao desvio de recursos do Estado do Ceará para a construção de banheiros em residências pobres do Estado.

Este é o relato encaminhado pelo TCE: Um mandado de segurança assinado pelo desembargador Haroldo Correia de Oliveira Máximo, do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), mandou suspender o julgamento do processo 05519/2011-2, que trata de convênio entre a Secretaria das Cidades e a Sociedade de Proteção e Assistência à Maternidade e à Infância de Pacajus. 

A notificação também manda suspender a tramitação de todos os processos em que o nome do ex-coordenador Jurídico da Secretaria das Cidades, George de Castro Júnior, tenha sido incluído como responsável solidário “pela inexecução de convênios que tenham como objeto a construção de kits banheiros, e que haja manifestação da inspetoria do controle de contas no sentido de os pareceres emitidos pelo impetrante não terem sido o motivo determinante de dano ao erário, além dos processos que, idênticos em suas circunstâncias ao de nº 5519, ainda possam resultar em sua responsabilização” até o julgamento final do Mandado de Segurança. 

A decisão do Tribunal de Justiça foi entregue na tarde desta terça-feira (25/9) por um oficial de Justiça, durante a sessão do Pleno do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE). A Corte de Contas cearense está tomando as medidas cabíveis para reverter o mais rápido possível a decisão.

12:26 · 14.08.2012 / atualizado às 12:26 · 14.08.2012 por

A  assessoria do Procurador Geral da Justiça cearense está preparando um relatório para entregar na Procuradoria Geral da República, nos próximos dias, tendo em vista que lá está sendo preparado o parecer a ser encaminhado ao Superior Tribunal de Justiça, que poderá julgar, ainda este mês, o recurso interposto contra a decisão do desembargador Darival Beserra Primo que mandou prender o prefeito do Ipu, Sávio Pontes e outros, responsabilizados por desvio de recursos do Estado do Ceará, destinados à construção de banheiros em residências de famílias pobres daquele Município.

O Ministério Público cearense está atento à tramitação desse processo no Superior Tribunal de Justiça. A confiança na prova colhida ao longo de alguns meses, motiva procuradores e promotores a confiarem numa decisão punitiva dos ministros daquela Corte. A decisão de um dos ministros de relaxar o decreto de prisão preventiva contra o prefeito Sávio Pontes e autorizá-lo a retornar ao cargo,  frustrou ao Ministério Público, daí a importância que está sendo dada ao caso e a tentativa de manter a decisão do desembargador cearense.

Também depende do Superior Tribunal de Justiça, na parte desmembrada desse processo referente a Sávio Pontes, a situação do conselheiro Teodorico Menezes, afastado liminarmente das funções, por decisão daquela Corte.

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs