Busca

Categoria: Discurso de oposição


17:31 · 30.06.2012 / atualizado às 17:31 · 30.06.2012 por

Na convenção do PSDB, para homologar as candidaturas de Marcos Cals a prefeito e de Fernando Hugo, a vice-prefeito, não faltaram críticas aos governos de Luizianne e de Cid Gomes. Os tucanos estão com chapa pura para a disputa pela Prefeitura da Capital. Eles tentaram até o último momento uma aliança com o DEM de Moroni Torgan e acabou não dando certo em razão de Moroni ter decidido a também ser candidato a prefeito.

O ex-senador Tasso Jereissati, a principal liderança do PSDB fez o pronunciamento crítico mais forte, segundo ele, no seu Governo foi construído  50% das obras do Metrô de Fortaleza, fato este que não foi lembrado por Cid, durante a entrega de parte das obras, recentemente. Sobre a polêmica envolvendo a Refinaria do Ceará, Tasso disse que esta não está nos planos da Petrobras, e que apesar de ter tido sua inauguração celebrada por três vezes, talvez não comece a funcionar em 2017. “Esta gestão (a municipal) só mostra o retrocesso e a mentira que se propagou em nome de uma aliança que não deu certo. É hora de mudar. Tudo o que foi dito no passado, hoje se volta contra eles. Vocês vão ver quem faz a campanha para os ricos”, ressaltou Tasso Jereissati, salientando também que a candidatura de Elmano de Freitas, do PT, terá muitos gastos, ao contrário da campanha de Marcos Cals.
“Vejam o luxo, o tamanho da convenção dos ‘pobres’ (a deles, tucanos). Olhem, fiquem atentos ao que será gasto durante a campanha deles. Vocês vão ver a mágica que aconteceu”, disse o ex-senador, lembrando ainda que irá ajudar à candidatura do PSDB naquilo que puder fazer. ,