Busca

Categoria: Disputa por voto


08:50 · 27.05.2016 / atualizado às 09:42 · 27.05.2016 por

Por Suzane Saldanha

A  eleição municipal de outubro próximo já tem motivado pronunciamentos de vereadores na Câmara Municipal de Fortaleza referentes à disputa eleitoral. Destacando a invasão de redutos eleitorais, Ziêr Férrer reclamou, ontem, de vereadores e pessoas na vida política que se apropriam de obras e melhorias nos bairros reivindicadas por outros parlamentares.

Ele destaca ser uma pretensão e falta de ética dos vereadores se apossarem de lutas antigas de outros colegas, citando o caso de políticos que colocam faixas em inaugurações mesmo sem ter realizado trabalhos nos bairros.

“É muita pretensão que outros concorrentes a vereador de andar no reduto da gente, a maior falta de ética do mundo é a gente perceber que a gente não é o pai da criatura. A gente chega num reduto eleitoral que tanto batalhou e tem uma faixa de outro vereador parabenizando o prefeito”, apontou.

Apesar das reclamações, Ziêr disse que não se consideraria dono de um bairro, mas alegou que tem feito um trabalho há 25 anos nos seus redutos e seria natural que o político tratasse uma comunidade como um filho. Para ele, os vereadores não podem conquistar com “truculência” alguma região da Capital.

“Falta de ética de uma pessoa que nunca foi no reduto eleitoral e vai inaugurar uma praça com o ofício meu, solicitação minha, procurando saber da construtora como está fazendo a praça e aí chega o mal educado parlamentar”, criticou.

O parlamentar ainda pediu que o prefeito Roberto Cláudio reconheça os vereadores que lutaram por determinadas obras e mudanças durante as inaugurações. E ressaltou que a maioria dos vereadores na Capital possuem seus redutos eleitorais espalhados pela cidade. Ziêr relatou ter atuação em nove bairros, como São João do Tauapé, Joaquim Távora, Sapiranga, Cidade dos Funcionários, entre outros.
Ziêr Férrer ressaltou realizar o pronunciamento com a intenção de estimular a questão da atitude ética e de cidadania nos outros vereadores.

Ele aconselhou os colegas a não desenvolverem um trabalho na cidade em cima da hora. “Eu não tenho compromisso com cabos eleitorais, tenho compromissos com eleitores e a camada da população mais carente. Em Fortaleza para deputado estadual cheguei a marca de 14 mil votos”, comemorou.

Apontando ter iniciado a vida política nos anos 90, o parlamentar também refletiu que em todos os bairros existem pessoas boas e as que praticam o desrespeito.