Busca

Categoria: Educação


12:26 · 12.03.2017 / atualizado às 12:26 · 12.03.2017 por

Trabalhadores da educação anunciam a paralisação das suas atividades no Município de Fortaleza, por prazo indeterminado a partir da próxima quarta-feira. A informação foi dada, através de edital publicado na edição deste fim de semana do Diário do Nordeste, assinado pela União dos Trabalhadores em Educação do Estado do Ceará (UTE).
A UTE afirma que, na condição de representante legal dos trabalhadores em educação no Município de Fortaleza, atendendo aos dispositivos legais e regulamentares, “comunica à população de Fortaleza que os trabalhadores do magistério reunidos em assembleia geral ocorrida no dia 8 de março de 2017, tendo como local o logradouro público em frente à Secretaria de Educação, situada na Avenida Desembargador Moreira, Bairro Dionísio Torres, deliberaram pela paralisação das suas atividades laborais por prazo indeterminado, podendo ser deflagrado a partir da zero hora do dia 15 de março”.
Sem expor as causas para a paralisação, o edital comunica que, “em atendimento aos termos da Lei 7.783/89, a Lei de Greve, a UTE estará realizando as ações necessárias ao estabelecimento da continuidade dos serviços necessários à manutenção das atividades essenciais”.

11:17 · 30.12.2014 / atualizado às 11:17 · 30.12.2014 por

O prefeito Roberto Cláudio (PROS) foi informado, com antecedência, da escolha do deputado Ivo Gomes (PROS) para ser o próximo secretário das Cidades, no Governo Camilo Santana (PT). Na semana passada, Roberto Cláudio havia anunciado o retorno de Ivo à secretaria municipal de Educação, de onde ele saiu para efeito de deseimcompatibilização a fim de disputar um novo mandato de deputado estadual.

Roberto Cláudio só deverá anunciar o nome do novo secretário de Educação lá para o final de janeiro, quando, também, ele fará algumas mudanças no seu Governo em razão da Reforma Administrativa recém aprovada pela Câmara Municipal de Fortaleza. Segundo o próprio prefeito, a escolha do novo secretário de Educação vai exigir da parte dele diálogos com os diversos setores ligados à Educação.

09:46 · 25.02.2014 / atualizado às 09:46 · 25.02.2014 por

Primeiro orador da sessão de hoje, Professor Teodoro (PSD) está criticando o adiamento da Conferencia Nacional de Educação (Conai). “Não se pode adiar a educação neste País”, declarou. “O adiamento aconteceu de forma abrupta, sem explicação”.

Ele criticou ainda a demora para realização de projetos voltados à educação pelo Legislativo e pelo Executivo, ressaltando a importância do investimento. “A educação é a pedra angular. Tudo depende da educação”.

09:24 · 03.06.2013 / atualizado às 09:24 · 03.06.2013 por
prefeitura
Os projetos, provavelmente, serão  encaminhados para o Legislativo Municipal até a próxima quinta-feira. FOTO: JL ROSA

A princípio parecia um repeteco desnecessário, mas quando do anúncio de sua indicação para a pasta da Educação em Fortaleza, feita em dezembro do ano passado, o secretário Municipal de Educação, Ivo Gomes, não parava de repetir, ao questionado sobre suas iniciativas para a área, que em primeiro lugar iria se dedicar à leitura, em segundo lugar à leitura, e em terceiro lugar, à leitura.

Passado pouco mais de cinco meses à frente da Secretaria, o gestor já enfrentou muitas dores de cabeça e percebeu o quanto é complicado, e cheio de surpresas, o sistema educacional da quinta maior cidade do País. Apesar dos percalços que têm enfrentado, Ivo Gomes, que se orgulha de ser citado como o salvador da Educação em Sobral, afirma aos quatro cantos, para quem quiser ouvir, que não sai da pasta enquanto não resolver a situação do ensino de Fortaleza, que em recente avaliação do Spaece-Alfa, ficou na penúltima colocação, estando atrás apenas de Parambu. Ele diz que não aguenta uma semana sem trabalhar, por isso até férias tem dispensado.

Aquilo foi um golpe para a gestão da ex-prefeita Luizianne Lins e por consequência, do então Secretário de Educação, Elmano de Freitas, candidato petista derrotado nas urnas no dia 28 de outubro de 2012. E parece ainda que a Prefeitura de Fortaleza está em constante consonância com o que acontece no Governo do Estado, tanto que, passados dois dias do anúncio de concurso para o preenchimento de 3 mil vagas para a Secretaria da Educação do Estado (Seduc), agora é a vez do Município de Fortaleza preparar o seu concurso.

Isso porque o líder do Governo na Câmara Municipal de Fortaleza, Evaldo Lima (PCdoB), deve levar para a Casa até o fim dessa semana, duas mensagens tratando da contratação de pessoal para a Educação. Os dois projetos ainda serão entregues ao presidente do Poder, Walter Cavalcante (PMDB), mas este já anunciou que logo que receba as propostas em sua sala, irá encaminhar imediatamente para apresentação em plenário e, em seguida, para tramitação nas comissões de Legislação e Justiça e de Orçamento.

Se essa mensagem tiver chegado na sexta-feira ou se chegar nesta segunda-feira, eu coloco logo em pauta. Essas mensagens criando condições para que o Município traga o bem para a educação e para as comunidades, nós temos o maior interesse em apressar suas tramitações”, disse ele, afirmando ainda que irá convidar o secretário Ivo Gomes, para que este apresente a proposta aos 43 vereadores da Casa Legislativa.

Para essa semana na Câmara são esperados alguns secretários, além do responsável pela Educação; como a coordenadora de políticas sobre drogas, Maria Juliana Sena; o secretário extraordinário da Copa, Domingos Neto; e a secretária de Saúde, que deverá se dirigir à comissão de Seguridade e da Família, para tratar de alguns temas propostos pelo colegiado. “É importante que o gestor explique à Câmara, como funciona suas pastas, o que não aconteceu na gestão da Luizianne Lins, que não deixava ninguém ir à Câmara”, alfinetou o peemedebista.

ivoA Prefeitura, através de seu concurso irá ofertar 800 vagas para auxiliares de creche que entrarão na vaga dos chamados auxiliares de educação infantil, que atualmente, são todos terceirizados. Já a função de coordenador pedagógico e coordenadores de Centros de Educação Infantil, passará por uma seleção pública, visando o preenchimento de mil vagas. Esses, hoje, também são de terceirizados. Ivo Gomes vai percebendo que além da leitura, é importante também (e como é) trabalhar e modificar, urgentemente, o quadro de pessoal da pasta.

Também está sendo elaborado para breve, um concurso para professores de Educação Física, conforme apurou o blog de política do Diário. Como dito logo acima, a pasta é uma das maiores da atual gestão, visto que abrange um universo de 12 mil professores e 143.031 alunos e aos poucos, o secretário vai “investigando” para saber se determinado cargo existe ou se vai precisar criar algum. A proposta iria ser apresentada pelo próprio Ivo Gomes, que faz questão de ir à Câmara Municipal apresentá-la aos vereadores. Mas por fim, será mesmo entregue pelo líder do Governo.

Com esse concurso e seleção pública, o secretário irá tentar por fim aos inúmeros terceirizados que estão atualmente lotados em diversas unidades de ensino apenas por indicação política, principalmente ocupando cargos de direção de escola e coordenação pedagógica. Por bem ou por mal, o ensino básico em Fortaleza vai passar por uma transformação e terá que entrar nos eixos. Infelizmente, a educação só é preocupação das pessoas na retórica, pois poucos, efetivamente, estão preocupados com as mudanças no modo de ensino, ou pelo menos, acham que o discutir melhorias é algo apenas daqueles responsáveis, de acordo com a Constituição. No entanto, lá diz que a Educação é direito de todos e dever do Estado e da família. Portanto, temos nossa pontinha de culpa estando ela mau das pernas.

Muitos professores, em média, estão interessados apenas em sinecuras e dinheiro, deixando de lado o mais importante que é o ato do educar. Há, evidentemente, aqueles idealistas, que lutam bravamente para mudar tal situação e são esses que irão ajudar a melhorar a situação em que nos encontramos.

Para Ivo, além dos desafios do dia a dia, lhe resta ainda combater a onda de boatarias que frequentemente tem surgido contra ele e a pasta. O mais recente é o de que o concurso público e seleção foram propostos para se tirar o professor do ensino médio da rede Municipal de Ensino, o que é, no mínimo estranho. Aqueles vereadores que têm seus indicados em creches de Fortaleza também irão espernear e brigar muito. Cabe ao secretário ter pulso firme para bater de frente. Isso se quiser, realmente, mudar a realidade da Educação local.

18:05 · 17.03.2013 / atualizado às 18:05 · 17.03.2013 por

Está constituída, desde o dia 5 de fevereiro deste ano, uma Comissão Especial  de Conselheiros do Conselho Estadual de Educação cearense, com a determinação de elaborar o Projeto de Lei do Sistema de Ensino do Ceará. O prazo dado para a elaboração desse projeto é de 60 dias, portanto, até meados de abril já deverá ser possível se ter esse documento.

 Quem preside a Comissão Especial é a Conselheira Ada Pimentel Gomes Fernandes Vieira. Os demais integrantes são os conselheiros: Samuel Brasileiro Filho, Isabel Maria Sabino de Farias, Luciano Carmelo de Mesquita Prado, Selene Maria Penaforte Silveira, Maria Luiza Alves Jesuino e Orozimbo Leão de Carvalho Neto.

09:23 · 27.02.2013 / atualizado às 09:23 · 27.02.2013 por

Por Miguel Martins

O deputado Professor Teodoro (PSD) defendeu, durante pronunciamento na Assembleia Legislativa, ontem, a aprovação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) do País para a Educação nos próximos dez anos e a liberação de 100% dos royalties do petróleo para a área. Ele disse, inclusive, que irá realizar uma audiência pública para debater o tema com a sociedade civil e políticos interessados no assunto.
Segundo informou, a Educação tem melhorado nos últimos quinze anos no País, mas a falta de maiores recursos por parte do Governo Federal tem dificultado para que o avanço seja maior. Para o deputado, é necessário envolver toda a população, políticos e setores da Educação em prol da melhoria dessa área, pois segundo disse, os brasileiros não podem ficar “apáticos” diante essa situação.
Teodoro lembrou o esforço do deputado pedetista, Christovam Buarque, que no Senado Federal tem batalhado para a melhoria da Educação, principalmente, no que tange a criação de uma escola bem estruturada, capaz de mudar a realidade de crianças e adolescentes de todo o País. “O senador defende que todas as escolas sejam iguais para que o filho do rico e do pobre tenham seus méritos baseado pela igualdade. Isso é uma vantagem do que vem acontecendo nos últimos anos, mas é um processo que requer muitos estudos”.
Conforme informou, 2013 inicia com duas propostas no Congresso Nacional de muita importância para mudança da realidade da Educação no Brasil, que é a vinculação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a área nos próximos dez anos e a destinação de 100% dos royalties do petróleo investidos em educação.
“Isso é uma batalha nossa aqui nessa Casa. Essa é uma bandeira para que o Governo Federal se conscientize porque ele investe pouco em Educação. Tem que se investir os 10% do PIB, porque só assim o Brasil vai acompanhar os países desenvolvidos e até mesmo da América Latina. Os países não param de investir na Educação, porque só assim o homem vai cumprir e desenvolver seus atributos”, disse o deputado, ressaltando que existe uma consciência de parte dos políticos do País, mas que é necessário levar a discussão para toda a sociedade.
Ele lembrou ainda que o Plano Nacional da Educação (PNE) demorou dois anos para ser aprovado na Câmara, depois que isso já havia sido feito pelos senadores. Para ele, as duas propostas se complementam, por isso é importante garantir o financiamento em Educação. “Na época, quando era ministro da Educação, Fernando Haddad dizia que somente 33% das metas foram alcançadas pelo Governo. Por isso é necessário que prefeitos,  vereadores, deputados, senadores, todos lutem pelos 10% para a Educação”, salientou.
Outra bandeira defendida pelo parlamentar em seu pronunciamento é a escola em tempo integral, que, inclusive, a nível de Capital, está sendo discutida pelo prefeito Roberto Cláudio, proposta de sua campanha eleitoral no ano passado. Segundo ele, o governador Cid Gomes tem trabalhado para que os jovens fiquem mais tempo na escola, principalmente, naquelas de caráter profissionalizantes.
Ele lembrou também a situação do Brasil quanto à leitura, ressaltando que os brasileiros ainda não têm o hábito da leitura, principalmente, aqueles mais pobres, que necessitam de um incentivo do Governo. O deputado irá realizar, inclusive, uma audiência pública para se discutir a proposta de repasse de 100% dos royalties do petróleo para a Educação. “Eu espero que a gente possa fazer com que o dinheiro chegue e seja gasto somente na Educação”, afirmou.

09:39 · 30.11.2012 / atualizado às 09:39 · 30.11.2012 por

O senador José Pimentel debaterá nesta sexta-feira, na Câmara Municipal de Fortaleza, o Projeto de Lei Complementar que institui o Plano Nacional de Educação (PNE) para o decênio 2011-2020. O parlamentar é o relator da matéria na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado.

O plano, que é composto por diretrizes e metas que visam melhorar a qualidade da educação no País, tendo como principais focos, a valorização do magistério, universalização do ensino e ampliação dos recuros, já foi apreciado pela Câmara Federal e agora está em tramitação no Senado. Lá, o projeto vem sendo debatido por gestores do setor, que executam o processo educacional.

No dia 29 de novembro o ministro da Educação, Aloízio Mercadante, vai participar de audiência pública para debater o Plano e após as discussões,  as Comissões Assuntos Econômicos e de Educação vão ouvir  gestores da educação e representantes de entidades do setor.