Busca

Categoria: Entendimentos


14:08 · 19.07.2018 / atualizado às 14:08 · 19.07.2018 por

Às vésperas do início das convenções partidárias, nova coligação para as eleições proporcionais de 2018 é selada no Estado. Desta vez, entre o DC (antigo PSDC) e o PSL, partido do presidenciável, Jair Bolsonaro.

O presidente estadual do DC, deputado Ely Aguiar, informou ao Diário do Nordeste que a chapa de candidatos a deputado estadual da coligação já está fechada com 69 pré-candidatos, limite de vagas determinado pela legislação eleitoral para a Assembleia Legislativa.

Para a disputa na Câmara Federal, Ely Aguiar disse que aqueles pré-candidatos a deputado estadual que ficarem de fora da chapa poderão ser homologados candidatos a deputado federal. A meta do dirigente com a aliança é eleger um deputado federal e até três parlamentares estaduais.

“Pretendemos atingir o quociente eleitoral que é de 40 mil votos, mesmo porque o PSL e o DC, nós temos muito voto de legenda e acreditamos que o voto de legenda do PSL será muito grande, por causa do Bolsonaro e ele assumiu o compromisso de pedir voto de legenda”, contou.

Apesar de destacar a capacidade de transferência de votos do pré-candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, aos candidatos do PSL e, consequentemente, à coligação formada com o seu partido, Ely Aguiar reiterou que apoia a candidatura de José Maria Eymael pelo DC à Presidência da República.

Sobre a sucessão estadual e coligação majoritária, Ely Aguiar disse que o partido ainda não fechou questão e vai aguardar os candidatos a Governo do Estado serem oficializados para levar o assunto em reunião do diretório. Diante mão, disse que acha “difícil” apoiar reeleição do governador Camilo Santana (PT), mas liberará os seus filiados a votarem no candidato a governador que desejarem.

No último mês de junho, o PPS já havia anunciado a composição de um bloco com o PRTB e com o PPL, para as eleições proporcionais na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal.