Busca

Categoria: Esgotamento sanitário


18:26 · 24.04.2017 / atualizado às 18:26 · 24.04.2017 por

O Relatório de Administração da Cagece, ontem conhecido, mostra como estamos distante da universalização do sistema de esgotamento sanitário no Estado do Ceará. Dos 184 municípios cearenses, apenas em 74 existem redes coletoras de esgotamento, abrangendo menos de um terço da nossa população, de quase 9 milhões de cearenses.

Em termos de oferta de água tratada a situação é um pouco melhor, pois a Cagece diz que está presente em 151 municípios. Algumas localidades cearenses, também são atendidas por outro sistema.

Alguns dos números expostos pela Cagece:

DESEMPENHO ECONÔMICO FINANCEIRO

2.1 Receita Líquida de Serviços de Água e Esgoto

No ano de 2016, a Cagece obteve uma receita líquida dos serviços prestados na ordem de R$1,06 bilhão e em 2015 no valor de R$833,63 milhões. A Receita Bruta, ou seja, a receita antes da dedução dos impostos, em 2016 foi de R$869,88 milhões com serviços de abastecimento de água e R$298,07 milhões com serviços de esgotamento sanitário – em 2015 foi de R$671,69 milhões com serviços de abastecimento de água e R$247,85 milhões com serviços de esgotamento sanitário. O crescimento de R$225,96 milhões (27,11%) em 2016, comparado ao mesmo período de 2015 é justificado pelos seguintes fatos:

i. Incremento de 26.967 ligações ativas de água (total de 1.640.545 em 2016 e de 1.613.578 em 2015);

ii. Incremento de 27.580 ligações ativas de esgoto (total de 571.608 em 2016 e de 544.028 em 2015);

iii. Aplicação de uma revisão extraordinária de preço com média ponderada de 12,9% para todo o Estado, de forma não linear para todas as categorias e faixas de consumo, a partir de 12/ 2015;

iv. Aplicação de uma recomposição de preço de 11,96% para todo o Estado, de forma linear para todas as categorias e faixas de consumo, a partir de 04/2016. A recomposição foi autorizada pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Ceará (Arce) e Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (Acfor);

v. Implantação da Tarifa de Contingência, a partir de 12/2015, correspondente a 120% (cento e vinte por cento) de acréscimo sobre o valor da tarifa normal de água, aplicável à parte do consumo de água potável que exceder o consumo de referência visando à gestão do consumo de água potável em face da situação de escassez de recursos hídricos (foram aplicadas duas alíquotas para tarifa de contingência: meta de redução de consumo de 10% no período de 19/12/2015 a 19/09/2016 e de 20% a partir de 20/09/2016).

DESEMPENHO OPERACIONAL

4.1. Indicadores de Atendimento

A Cagece alcança 5,57 milhões de habitantes com acesso à rede de abastecimento de água. Esse dado representa 98,23% da população beneficiada na área de atuação da companhia, sendo 1.640.545 ligações de água em situação ativa o que equivale a 4,5 milhões de habitantes (80,05%).

Ao todo foram 141.057 novos habitantes beneficiados se comparado os dados de 2016 aos dados de 2015. No que diz respeito ao esgotamento sanitário, a Cagece atende cerca de 2,29 milhões de habitantes.

O valor representa 40,51% da população com acesso à rede coletora de esgoto na área de atuação da companhia.

São 571.608 ligações de esgoto em situação ativa o que equivale a 1,76 milhão de habitantes (31,18%).

No total foram 78.550 novos habitantes beneficiados quando comparado os dados de 2016 aos dados de 2015.