Edison Silva

Categoria: Estocolmo


09:25 · 12.05.2018 / atualizado às 14:25 · 12.05.2018 por

Por Renato Sousa      

Mesa Diretora da Câmara Municipal de Fortaleza, na sessão que autorizou a viagem do prefeito Roberto Cláudio para a Suécia Foto: José Leomar

A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou, ontem, 11, em sessão extraordinária, autorização para viagem internacional do prefeito Roberto Cláudio (PDT), que irá a Estocolmo, na Suécia, na segunda-feira, 14, e deve voltar na quinta, 17. Segundo a Lei Orgânica do Município (LOM), o chefe do Executivo não pode deixar o País sem a anuência do Parlamento municipal. O tema foi o único discutido na sessão de ontem.

De acordo com nota divulgada pela liderança do Executivo, ele deverá firmar uma parceria entre os Centros Urbanos de Cultura e Arte (Cucas) e a Fundação Fryshuset, referência em atividades artísticas, culturais e esportivas para jovens. O trabalhista também deverá ter encontros com autoridades suecas e representantes da sociedade civil. De acordo com o líder do prefeito na Casa, Ésio Feitosa (PPL), o pedido de autorização não foi feito antes porque a agenda do prefeito só terminou de ser confirmada no fim da manhã de quinta, 10. “Se essa atividade não tivesse sido confirmada, ele nem viajaria”, diz. O parlamentar, entretanto, reconhece não saber qual era o ponto da agenda que só foi acertado na quinta.

Ontem também foi aprovada, pela Comissão Especial de Legislação, Meio Ambiente e Transporte da Casa, o texto base da prefeitura para a regulamentação do transporte individual privado, categoria na qual se incluem empresas como Uber e 99Pop. A aprovação foi fruto de um acordo entre base, oposição e motoristas das plataformas digitais. Uma série de mudanças foi apresentadas pelos vereadores através de um “emendão” de comissão. A estratégia já havia sido proposta pelo presidente do colegiado, Acrísio Sena (PT), como forma de facilitar a tramitação, já que outros três projetos sobre o assunto – de autoria de Guilherme Sampaio (PT), Soldado Noélio (Pros) e do ex-vereador Ronivaldo Maia (PT), subscrita pelo próprio Acrísio – também precisavam ser analisadas. Com a emenda, os pontos consensuais das três matérias serão incorporados à mensagem do prefeito, e os projetos serão arquivados a pedido de seus proponentes.

O texto também sofreu modificações oriundas de negociações entre os parlamentares. A principal diz respeito diz respeito à idade dos veículos. Foi mantida a proposta da Prefeitura, que limita a vida útil a cinco anos. Entretanto, ampliou-se o tempo para adaptação às regras, que foi de 24 para 36 meses após a publicação da lei no Diário Oficial. Outros pontos também foram incluídos, como a possibilidade de servidores municipais atuarem na modalidade em horário de folga e a possibilidade das centrais de táxi amigos também serem contempladas. A cobrança de 2% do valor das corridas como compensação pelo uso intensivo da malha viária da cidade, que era criticada por motoristas e parlamentares de oposição, foi mantida, mas novas possibilidades para o abatimento do valor, como construção anual de estações de apoio ao ciclista e adoção de carros adaptados a deficientes, foram incluídas às propostas da Prefeitura. As medidas permitem a redução do percentual pela metade.

O colegiado também estendeu aos táxis o período de 36 meses para a adaptação à regras dos cincos anos de vida útil para os veículos. A mudança foi incluída em mensagem da Prefeitura que propõe a modernização do sistema de táxis da Capital – como biometria para os condutores e mais flexibilidade para a concessão de descontos – que entrou em pauta para análise da única emenda, de Sena, que previa a ampliação do período de cinco para oito anos. Como parte do acordo para a mudança, a proposta foi retirada.

De acordo com o presidente do colegiado, o resultado final é positivo. “Acho que a CMFor demonstrou maturidade” declara. O petista avalia que o resultado final é positivo para a cidade, tendo contemplado boa parte das demandas dos críticos do projeto. Para ele, “chegamos a um bom termo”. A expectativa da liderança do governo é que o texto, assim como a mensagem que moderniza o serviço de táxis, seja aprovado até quinta e, caso isso ocorra, sancionado na sexta, 18.

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs