Edison Silva

Categoria: Expediente


11:43 · 11.09.2018 / atualizado às 11:43 · 11.09.2018 por

A reunião entre a presidência e o Colégio de Líderes marcada para ontem, que definiria o funcionamento da Assembleia Legislativa até as eleições, foi adiada para a quarta-feira da próxima semana. Mesmo com o número de sessões já reduzido para dois dias – terça e quarta -, a expectativa nos bastidores é que as atividades sejam suspensas em definitivo até o encerramento da disputa eleitoral com a votação do dia 7 outubro.

Hoje, mais uma vez, a sessão ficou esvaziada. Apesar de marcar 24 deputados no painel, apenas quatro deputados participaram dos trabalhos no Plenário. Apenas dois parlamentares fizeram uso da tribuna no Primeiro Expediente e a sessão terminou mais cedo do que de costume, antes mesmo das 11h, por falta de deputados.

12:21 · 04.09.2018 / atualizado às 12:21 · 04.09.2018 por

Mesmo com apenas dois dias de sessão na Assembleia Legislativa, em virtude da campanha eleitoral, os deputados faltam aos trabalhos em Plenário. De um total de 46 deputados, no máximo 10, marcaram presença na sessão ordinária desta terça e, ainda assim, nem todos permaneceram até o fim.

No final da sessão de hoje, por volta de meio-dia, apenas três deputados ficaram até o fim dos trabalhos e poucos usaram a tribuna. A sessão encerrou mais cedo, novamente. Ficaram os deputados Roberto Mesquita (PROS), que discursou no Primeiro Expediente e durante o Pela Ordem.

O deputado Renato Roseno (PSOL) que também fez uso do tempo no Primeiro Expediente e se inscreveu no Tempo de Liderança, mas não usou o tempo, porque não estava na hora do cancelamento da sessão. Também estava presente a deputada Augusta Brito (PCdoB), que presidia a sessão. O deputado Agenor Neto (MDB) apareceu no final, mas a sessão já tinha sido cancelada.

Apesar de 26 deputados marcarem presença no painel eletrônico, nem de longe se via isso no Plenário.

Foto: José Leomar

 

14:00 · 23.08.2018 / atualizado às 14:01 · 23.08.2018 por

O vereador Acrísio Sena (PT) foi à tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza, hoje, para defender que a direção da Casa convide os candidatos a governador para apresentarem  seus programas de governo aos vereadores, dando destaque às ideias para a Capital.

Ele destaca que um requerimento seu com a proposta já foi aprovado no começo do ano. “Que venham dizer concretamente como vão trabalhar seu projeto pensando no Ceará, mas também focado em Fortaleza”, diz. De acordo com o parlamentar, há tempo hábil para receber os candidatos antes do primeiro turno.

Na opinião do petista, os postulantes ao Palácio da Abolição poderiam ocupar o espaço do Grande Expediente – no qual acontecem os maiores discursos, de até 15 minutos – em dias diferentes para falar aos vereadores. Sena destaca que isso já foi feito na eleição de 2016 com os candidatos a prefeito. De acordo com ele, levar a frente à ideia “será um momento de engrandecimento” do Parlamento municipal.

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs