Busca

Categoria: Falta de água


14:11 · 21.10.2016 / atualizado às 14:11 · 21.10.2016 por

Por Suzane Saldanha

Em pronunciamento na Câmara Municipal de Fortaleza, ontem, o vereador Gelson Ferraz (PRB) chamou atenção para a situação da crise hídrica no Estado alertando que a cidade de Fortaleza pode sofrer com a falta de abastecimento em breve. Segundo Gelson, a população precisa ter consciência do momento vivido e tomar atitudes para economizar água.
O vereador reforçou que o Ceará vive a sua mais grave crise hídrica e alertou que o problema deve atacar a cidade de Fortaleza em breve em razão do Açude Castanhão, o principal fornecedor de água para a Região Metropolitana de Fortaleza, contar com apenas 6% do seu volume de água.
“O que o fortalezense ainda não processou é que a cidade pode sim passar por um grave desabastecimento, com racionamento e até falta de água, mas as pessoas continuam desperdiçando como se nada estivesse acontecendo”, apontou.
Para Gelson, falta preparação dos órgãos responsáveis para enfrentar o problema da maneira necessária. “A Cagece limitou-se apenas a taxar quem não reduzisse o consumo e é claro que não deu certo. Não sem uma ampla campanha de conscientização e alerta geral sobre a situação”, analisou.
Ele pediu mobilização por parte da Câmara Municipal e da Prefeitura de Fortaleza para enfrentar o problema com campanhas de conscientização para a população sobre o uso racional da água. “Eu chamo a atenção desta Casa Legislativa e da Prefeitura para que possam trabalhar com o planejamento necessário para enfrentarmos o que está por vir. Deixo aqui o alerta para que possamos fazer uma grande campanha de mobilização e conscientização acerca do tema”, ressaltou.
O vereador salientou ter acompanhado discussões na Casa sobre assunto puxada pelo vereador João Alfredo (PSOL) e que o deputado federal Ronaldo Martins (PRB) também levou o debate para a Câmara dos Deputados.
“Eu preciso voltar a abordar essa questão que é tão importante. Na Câmara Federal, o deputado Ronaldo Martins fez dura cobrança para que Ministério da Integração autorize continuação das obras da integração do Rio São Francisco”, afirmou.
Gelson também destacou que o Brasil teria amanhecido com um novo ar de esperança em razão da prisão do ex-deputado federal e ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.
Segundo ele, uma nova vertente deve ser explorada. “Amanhecemos com novo ar de esperança de que o Brasil realmente será passado a limpo através da Operação Lava Jato. Cadeia para quem merece e justiça para quem precisa”, defendeu.

08:58 · 21.03.2016 / atualizado às 08:58 · 21.03.2016 por

O governador Camilo Santana, oficialmente, disse aos deputados estaduais cearenses que nos primeiros dias deste mês, que “dentre os 153 reservatórios públicos monitorados pela Companha de Gestão dos Recursos Hídricos do Ceará – Cogerh, o nível de armazenamento d’água, somadas todas as bacias hidrográficas, encontrava-se na ordem de 12,5% (doze e meio por cento)”, por isso o reúso da água surge como uma solução para reduzir a “demanda da água bruta ou tratada e funciona ainda como recurso complementar de água”.

Segundo o projeto de lei já em exame pelos deputados cearenses, o reúso, a água, não será para o consumo humano, mas para irrigação paisagística, lavagem de logradouros públicos e veículos, desobstrução de tubulações, construção civil e combate a incêndio, isso no ambiente urbano.

Para fins agrícolas e florestais, a água servirá para irrigação na produção agrícola e cultivo de florestas plantadas, tendo ainda como subproduto a recarga de lençol subterrâneo.

Servirá, também, para implantação de projetos de recuperação ambiental e para atividades e operações industriais, e ainda para a criação de animais ou para o cultivo de vegetais aquáticos.