Busca

Categoria: Feminino


10:42 · 11.08.2018 / atualizado às 10:42 · 11.08.2018 por

As atas das convenções partidárias, finalizadas no último domingo (5), evidenciam, mais uma vez, o baixo número de mulheres participando da eleição para cargos proporcionais. Segundo os documentos apresentados por 33 partidos à Secretaria Judiciária do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, embora possam sofrer alterações quando do pedido de registro de candidatura, são 90 mulheres na disputa por vagas na Câmara dos Deputados. O número representa menos da metade dos homens, 186.

Quando a candidatura é  para a Assembleia Legislativa do Ceará, a distância se acentua. São 174 mulheres, pouco mais de 40% em relação aos 426 homens com nomes disponíveis nas atas das convenções. De acordo com o artigo 10º da Lei 9.504/97, cada partido ou coligação deve preencher, nas eleições proporcionais, o mínimo de 30% e máximo de 70% para candidaturas de cada sexo.

Partidos

O partido com mais mulheres candidatas a deputada estadual, de acordo com a ata das convenções, é o PROS. A legenda tem 2o quadros femininos para concorrer no pleito de 2018 .

O Patriotas é a segunda sigla em intenção de candidatura a partir do documento gerado na convenção do partido, com 15 para estadual e seis para federal. Em seguida aparecem, PSL, com 9 e 10 nas casas legislativas, respectivamente; PSOL, com 9 e 7; e PCdoB, com 10 e 1.

Entre os principais partidos no Ceará, o Partido dos Trabalhadores, que busca a reeleição do governador Camilo Santana no Palácio da Abolição, de acordo com os documentos enviados ao Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, são 8 postulantes à Assembleia Legislativa e 5 à Câmara dos Deputados, perfazendo, ao todo, 13 representantes do sexo feminino nas duas casas legislativas.

O PSDB, do candidato ao Governo General Theophilo, surge com 7 mulheres para a Assembleia e 5 para a Câmara Federal: 12. Com uma mulher a menos na disputa em Brasília está o PDT, na soma de 11. Em quarto vem o MDB  com  4 candidatas à deputada estadual e 6 à deputada federal.

Política cearense

Entretanto, a imposição da Legislação Eleitoral sobre a apresentação de candidatas não repercute nas urnas. A eleição de mulheres continua muito pequeno. Atualmente, dos 46 deputados da Assembleia Legislativa do Ceará, apenas sete são mulheres: Aderlânia Noronha (SD), Augusta Brito (PCdoB), Bethrose (PP), Dr. Silvana (PR), Fernanda Pessoa (PSDB), Mirian Sobreira (PDT) e Rachel Marques (PT). Na Câmara Federal, representando o Estado apenas Gorete Pereira (PR) e Luizianne Lins (PT), em meio à 20 homens nas demais cadeiras.