Edison Silva

Categoria: Feminino


10:42 · 11.08.2018 / atualizado às 10:42 · 11.08.2018 por

As atas das convenções partidárias, finalizadas no último domingo (5), evidenciam, mais uma vez, o baixo número de mulheres participando da eleição para cargos proporcionais. Segundo os documentos apresentados por 33 partidos à Secretaria Judiciária do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, embora possam sofrer alterações quando do pedido de registro de candidatura, são 90 mulheres na disputa por vagas na Câmara dos Deputados. O número representa menos da metade dos homens, 186.

Quando a candidatura é  para a Assembleia Legislativa do Ceará, a distância se acentua. São 174 mulheres, pouco mais de 40% em relação aos 426 homens com nomes disponíveis nas atas das convenções. De acordo com o artigo 10º da Lei 9.504/97, cada partido ou coligação deve preencher, nas eleições proporcionais, o mínimo de 30% e máximo de 70% para candidaturas de cada sexo.

Partidos

O partido com mais mulheres candidatas a deputada estadual, de acordo com a ata das convenções, é o PROS. A legenda tem 2o quadros femininos para concorrer no pleito de 2018 .

O Patriotas é a segunda sigla em intenção de candidatura a partir do documento gerado na convenção do partido, com 15 para estadual e seis para federal. Em seguida aparecem, PSL, com 9 e 10 nas casas legislativas, respectivamente; PSOL, com 9 e 7; e PCdoB, com 10 e 1.

Entre os principais partidos no Ceará, o Partido dos Trabalhadores, que busca a reeleição do governador Camilo Santana no Palácio da Abolição, de acordo com os documentos enviados ao Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, são 8 postulantes à Assembleia Legislativa e 5 à Câmara dos Deputados, perfazendo, ao todo, 13 representantes do sexo feminino nas duas casas legislativas.

O PSDB, do candidato ao Governo General Theophilo, surge com 7 mulheres para a Assembleia e 5 para a Câmara Federal: 12. Com uma mulher a menos na disputa em Brasília está o PDT, na soma de 11. Em quarto vem o MDB  com  4 candidatas à deputada estadual e 6 à deputada federal.

Política cearense

Entretanto, a imposição da Legislação Eleitoral sobre a apresentação de candidatas não repercute nas urnas. A eleição de mulheres continua muito pequeno. Atualmente, dos 46 deputados da Assembleia Legislativa do Ceará, apenas sete são mulheres: Aderlânia Noronha (SD), Augusta Brito (PCdoB), Bethrose (PP), Dr. Silvana (PR), Fernanda Pessoa (PSDB), Mirian Sobreira (PDT) e Rachel Marques (PT). Na Câmara Federal, representando o Estado apenas Gorete Pereira (PR) e Luizianne Lins (PT), em meio à 20 homens nas demais cadeiras.

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs