Busca

Categoria: Filiação partidária


10:55 · 23.09.2013 / atualizado às 10:55 · 23.09.2013 por

A ex-prefeita Luizianne Lins, na última sexta-feira, não escondeu o desapontamento com o seu partido, o PT, ao tratar de um suposto convite que teria recebido para mudar de filiação, ingressando no PSB. Luizianne merece um melhor tratamento, não apenas dos correligionários do Ceará, mas da direção nacional petista. Queiram ou não, ela é o nome de maior respaldo político e eleitoral da sua agremiação no Estado do Ceará. Já se disse, em determinada oportunidade, que ela estava pagando para cumprir a sua jornada de trabalho na Universidade Federal do Ceará, pelo fato de não ter tido o reconhecimento do partido, e do Governo petista, para lhe garantir um cargo público de expressão na administração federal, até mesmo no Rio de Janeiro, onde hoje mora com o filho. Pessoas menos importantes na estrutura do partido gozam desse privilégio. O fato de ter feito uma administração reprovada por boa parte dos fortalezenses, não deveria ser motivo da purgação a ela imposta. Agora, depois dessa ideia de uma minoria insatisfeita com o comando de Cid Gomes, no PSB, de convidá-la para trocar de partido, Luizianne pode vir a ser chamada pelo Governo e conseguir o que sonhava, mesmo antes de deixar a Prefeitura de Fortaleza, no caso um cargo federal a lhe permitir acabar com o gasto extra mensal de comprar passagens de ida e volta para o Rio de Janeiro, semanalmente, a fim de dar aulas às segundas e terças-feiras no Curso de Comunicação da Universidade Federal. É possível, também, mesmo sem qualquer consistência o tal convite para mudar de partido, que Luizianne consiga conter o movimento em curso de, inclusive, fragilizá-la no comando do diretório municipal do partido. O seu candidato, Elmano de Freitas, é o adversário de todas as demais tendências do partido. A posição de presidente do diretório estadual é quase certo que perderá. Ela nunca foi forte na burocracia estadual, embora tenha chegado à presidência, mas o municipal está sob seu controle há algum tempo.