Busca

Categoria: Frustração


14:24 · 11.04.2018 / atualizado às 14:24 · 11.04.2018 por

Governadores do Norte e Nordeste, além de outros políticos, guardaram uma grande frustração, ontem, terça-feira, ao serem impedidos de visitarem o ex-presidente Lula em uma das celas da Polícia Federal de Curitiba, por decisão judicial.

Além da frustração, os governadores sofreram críticas de vários setores, inclusive da imprensa, como, dentre outros, do jornal O Estado de S. Paulo, desta quarta-feira, que no seu editorial, em determinado trecho, após defender a necessidade de dar ao prese Lula, tudo e nada mais do que é dado ao preso comum, destaca:

“Mais disparatadas foram a anunciada “caravana” de 11 governadores até Curitiba – incluindo os de todos os Estados do Nordeste – para visitar o sr. Lula da Silva na cadeia; e a intenção manifestada pela presidente do PT, a senadora Gleisi Hoffmann, de “transferir” para a capital paranaense a sede do partido.

O pedido de visita especial dos governadores, feito pelo senador Roberto Requião (MDB-PR), foi negado pela juíza Caroline Lebbos, responsável pela execução penal. Ela afirmou inexistir “fundamento para a flexibilização do regime geral de visitas próprio à carceragem da Polícia Federal”. Portanto, valerá para o sr. Lula da Silva a mesma regra que vale para todos os detentos: visita familiar semanal, franqueada somente a presença dos advogados a qualquer dia e hora.”

Outras críticas aos governadores foram registradas na Coluna do jornalista Cláudio Humberto

Nove governadores do Nordeste abandonaram os afazeres e torraram dinheiro público, inclusive no aluguel de jatinhos, para viverem um dos momentos mais desmoralizantes desde a prisão do ex-presidente Lula por corrupção. Os nove foram barrados por um despacho do juiz Sérgio Moro, assinado na véspera, proibindo demagogia rastaquera na carceragem da Polícia Federal, onde meliante comum cumpre pena.
O objetivo da visita não era político, destinado a Lula. Era a chance de fazer média com eleitor ignorante que ainda votaria do meliante.
Ansiosos pelo gesto demagógico, os governadores nem sequer se deram ao trabalho de checar na PF se a visita seria autorizada.
Governadores pagaram um mico inesquecível: até tiveram acesso à sede da PF em Curitiba, mas foram barrados.
Barradas, suas excelências não reclamaram, não são loucos. Mas posaram para foto exibindo o despacho de Sérgio Moro. Foi engraçado.