Busca

Categoria: Homologação


17:23 · 06.09.2018 / atualizado às 17:23 · 06.09.2018 por

Por Márcio Dornelles

O deputado federal José Maria Macedo Junior, conhecido como Macedão (PP), teve o pedido de registro de candidatura negado por unanimidade pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará na sessão desta quinta-feira (6). Apesar dos efeitos da decisão, que o tira de concorrer à reeleição, o parlamentar já havia sinalizado pela desistência da candidatura.

A juíza Kamile Moreira Castro, relatora do caso, decidiu pelo provimento da impugnação apresentada pelo Ministério Público Eleitoral e indeferiu o registro, com base em condenação da Justiça Eleitoral por abuso de poder político e econômico. O voto foi acompanhado pelo desembargador Haroldo Máximo, e pelos juízes Alcides Saldanha Lima, Tiago Asfor Rocha Lima, Eduardo Scorsafava e Roberto Viana.

Desistência

A desistência do deputado Macedão foi adiantada por este blog no dia 14 de agosto, a partir de uma publicação no jornal Estado de S. Paulo. Todavia, a Secretaria Judiciária do TRE-CE informou que não foi comunicada oficialmente da decisão. No lugar dele, disputará uma vaga na Câmara dos Deputados sua mulher, Pollyana Macedo (PP). Ela já teve o pedido de registro deferido pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará.

 

 

12:00 · 26.07.2018 / atualizado às 12:00 · 26.07.2018 por

 

Luiz Pontes, ex-senador, comunicou ontem às direções do PSDB e do PROS, que, por razões pessoais, não será candidato ao Senado, ou a qualquer outro cargo nas eleições deste ano, como era cogitado Foto: José Leomar

Ontem, dirigentes do PSDB e do PROS voltaram a discutir, novamente, a composição da chapa majoritária encabeçada pelo tucano general Guilherme Theophilo. Luiz Pontes, na ocasião, comunicou sua decisão de não disputar a vaga de senador, como estava sendo anunciada, alegando razões pessoais, que acabaram sendo entendidas pelos correligionários.

A pesquisa encomendada pelo PSDB  dava respaldo suficiente a Luiz Pontes, inclusive por ter já a experiência de um mandato de senador, assim como de presidente da Assembleia Legislativa, mas isso não foi suficiente para demovê-lo da ideia de não disputar mandato no pleito deste ano. Os tucanos e representantes do PROS já começaram a analisar um outro nome para compor a chapa, hoje composta apenas pelo general Guilherme e o empresário Luís Girão (PROS). As razões que motivaram a decisão de Pontes, também serão objeto de impedimento de vir a ser coordenador da campanha, como já aconteceu em outras disputas dos tucanos.

A convenção para homologação das candidaturas do PSDB e PROS, para o Governo do Estado e Senado da República, acontecerá no próximo domingo, dia 29. Separadamente, no mesmo dia, os dois partidos definirão os seus candidatos à Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados.

Entre hoje e amanhã, os dois partidos anunciarão os candidatos a vice-governador e à outra vaga de senador.