Edison Silva

Categoria: Homologação


17:23 · 06.09.2018 / atualizado às 17:23 · 06.09.2018 por

Por Márcio Dornelles

O deputado federal José Maria Macedo Junior, conhecido como Macedão (PP), teve o pedido de registro de candidatura negado por unanimidade pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará na sessão desta quinta-feira (6). Apesar dos efeitos da decisão, que o tira de concorrer à reeleição, o parlamentar já havia sinalizado pela desistência da candidatura.

A juíza Kamile Moreira Castro, relatora do caso, decidiu pelo provimento da impugnação apresentada pelo Ministério Público Eleitoral e indeferiu o registro, com base em condenação da Justiça Eleitoral por abuso de poder político e econômico. O voto foi acompanhado pelo desembargador Haroldo Máximo, e pelos juízes Alcides Saldanha Lima, Tiago Asfor Rocha Lima, Eduardo Scorsafava e Roberto Viana.

Desistência

A desistência do deputado Macedão foi adiantada por este blog no dia 14 de agosto, a partir de uma publicação no jornal Estado de S. Paulo. Todavia, a Secretaria Judiciária do TRE-CE informou que não foi comunicada oficialmente da decisão. No lugar dele, disputará uma vaga na Câmara dos Deputados sua mulher, Pollyana Macedo (PP). Ela já teve o pedido de registro deferido pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará.

 

 

12:00 · 26.07.2018 / atualizado às 12:00 · 26.07.2018 por

 

Luiz Pontes, ex-senador, comunicou ontem às direções do PSDB e do PROS, que, por razões pessoais, não será candidato ao Senado, ou a qualquer outro cargo nas eleições deste ano, como era cogitado Foto: José Leomar

Ontem, dirigentes do PSDB e do PROS voltaram a discutir, novamente, a composição da chapa majoritária encabeçada pelo tucano general Guilherme Theophilo. Luiz Pontes, na ocasião, comunicou sua decisão de não disputar a vaga de senador, como estava sendo anunciada, alegando razões pessoais, que acabaram sendo entendidas pelos correligionários.

A pesquisa encomendada pelo PSDB  dava respaldo suficiente a Luiz Pontes, inclusive por ter já a experiência de um mandato de senador, assim como de presidente da Assembleia Legislativa, mas isso não foi suficiente para demovê-lo da ideia de não disputar mandato no pleito deste ano. Os tucanos e representantes do PROS já começaram a analisar um outro nome para compor a chapa, hoje composta apenas pelo general Guilherme e o empresário Luís Girão (PROS). As razões que motivaram a decisão de Pontes, também serão objeto de impedimento de vir a ser coordenador da campanha, como já aconteceu em outras disputas dos tucanos.

A convenção para homologação das candidaturas do PSDB e PROS, para o Governo do Estado e Senado da República, acontecerá no próximo domingo, dia 29. Separadamente, no mesmo dia, os dois partidos definirão os seus candidatos à Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados.

Entre hoje e amanhã, os dois partidos anunciarão os candidatos a vice-governador e à outra vaga de senador.

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs