Edison Silva

Categoria: Identidade


12:26 · 04.09.2018 / atualizado às 12:31 · 04.09.2018 por

O vereador Idalmir Feitosa (PR) foi à tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) na manhã desta terça-feira, 4, para lamentar o incêndio que destruiu o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, durante a noite de domingo, 2. De acordo com o parlamentar, tratou-se de um crime de lesa-pátria. “Desapareceu a cultura brasileira”, diz.

Para o vereador, a Câmara deveria apresentar uma nota de repúdio à União, incluindo o Estado e o Município do Rio de Janeiro, já que, na visão do republicano, a responsabilidade da tragédia seria das três esferas de governo. “Faço isso convencido de que não podemos mais estar submetido a crimes tão hediondos como esse”, declara.

Ele criticou o anúncio feito pelo ministro da Educação, Rossieli Soares, da liberação emergencial de R$10 milhões para ações emergenciais de segurança nos escombros do museu. “Não chega nem sequer ao mínimo do mínimo necessário para a reparação”, critica o republicano.

Guilherme Sampaio (PT), ex-secretário estadual de Cultura, também considerou o incêndio um crime de lesa-pátria. “Não se trata de um incêndio acidental, mas de um crime anunciado”, diz o parlamentar, para quem o desastre reflete uma omissão histórica do poder público com a preservação da memória. “Quando perdemos registros, memórias, perdemos parte da nossa identidade”, afirma o vereador.

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs