Busca

Categoria: Indefinição


14:00 · 07.05.2017 / atualizado às 14:00 · 07.05.2017 por

Na abertura do 6º Congresso Estadual do PT, na manhã de sábado (06), em Fortaleza, o governador petista Camilo Santana se esquivou, ao ser questionado se apoiaria o ex-presidente Lula, ou, seu padrinho político Ciro Gomes (PDT), nas eleições de 2018. “Não tem nem os candidatos ainda! A minha única preocupação neste momento é governar o Ceará, eleição é só ano que vem!”.

O Congresso que aconteceu, neste fim de semana,  reelegeu De Assis para mais um mandato como presidente do PT no Ceará. Camilo também evitou falar sobre apoio na disputa do partido, ao dizer que não sabe “nem quem são os candidatos”, que prefere aguardar pelo anúncio oficial dos nomes, pelo fato de até ontem, o deputado Elmano de Freitas estava candidato de oposição ao comando do PT estadual.

A eleição do diretório do PT estadual ocorreu três dias após ter sido resolvido o impasse na presidência do PT em Fortaleza, que terá o seu comando, nos próximos dois anos, dividido entre o vereador Acrísio Sena e o ex-vereador Deodato Ramalho. Acrísio assume no primeiro ano e depois passa o cargo para Deodato

O governador parabenizou a decisão de dividir a presidência do partido na Capital. “Não é o momento de divergência, de estender essa disputa. Eu acho que foi a forma mais racional, sensata nesse momento, de unificar o partido aqui em Fortaleza”, afirmou.

Ao chegar na mesa de abertura do Congresso, onde estavam líderes e representantes do PT, ao meio dia de sábado, todos se levantaram para cumprimentar Camilo Santana, menos a deputada federal Luizianne Lins, adversária dele e dos irmãos Cid e Ciro Ferreira Gomes.

10:29 · 02.11.2012 / atualizado às 10:29 · 02.11.2012 por

O deputado Antônio Carlos, que coordenou a campanha de Elmano de Freitas à Prefeitura de Fortaleza, quer que o diretório estadual do seu partido, o PT, se posicione em relação ao Governo do Estado do Ceará, como fez o diretório municipal na última quinta-feira quanto ao futuro Governo de Roberto Cláudio, na Prefeitura de Fortaleza.

Segundo Antônio Carlos essa posição do diretório estadual se faz necessário para, a partir daí ser discutida a situação dos deputados estaduais do PT, Camilo Santana, Francisco Pinheiro e Nelson Martins, ainda no Governo do Estado. Para Antônio Carlos sem o partido decidir por fazer oposição ao Governo Ciro Gomes, não há por que se reclamar a saída dos secretários.

Se os secretários voltarem para a Assembleia, sem o partido decidir por fazer oposição, os três vão é aumentar a base de apoio ao Governo na Assembleia, inclusive com a saída de Antônio Carlos que, por ser suplente, está na Assembleia no lugar de um dos três secretários petistas.

18:44 · 04.06.2012 / atualizado às 18:44 · 04.06.2012 por

O ex-prefeito Júlio César, do esquema governista, estaria em vantagem na disputa interna com o deputado federal Edson Silva, na disputa que travam para garantir o apoio do governador na sucessão do prefeito Roberto Pessoa em Maracanaú. É possível que somento na segunda quinzena deste mês o eleitorado dali saiba quem será realmente o candidato da oposição ao prefeito.

Por outro lado, também ainda não está acertado quem será o indicado pelo prefeito Roberto Pessoa para ser o seu candidato.