Busca

Categoria: Infidelidade


09:26 · 06.11.2012 / atualizado às 09:26 · 06.11.2012 por

No desenvolver da campanha, alguns filiados ao PSB ligados à direção municipal do partido, em Fortaleza, foram contidos  pelos coordenadores da campanha do prefeito eleito Roberto Cláudio,  no movimento para abrir um processo de expulsão da deputada Eliane Novaes,  integrante ativa da campanha do candidato petista Elmano de Freitas. Os coordenadores da eleição de Roberto Cláudio temiam a repercussão negativa do movimento e sufocaram os correligionários na luta contra a participação da deputada que, segundo alguns, mesmo não tendo voto para transferir para qualquer candidato, sua participação ao lado de Elmano era entendida como afronta ao PSB.

Terminada a disputa, o movimento volta. O diretório estadual oficialmente já tem conhecimento do movimento para expulsar a deputada Eliane Novaes. O diretório nacional do PSB também já foi informado de tudo que aconteceu no curso da campanha eleitoral, em Fortaleza.  Ninguém se surpreenda  se o processo de expulsar foi aberto. A infidelidade partidária é um dos motivos da perda do mandato.

09:29 · 24.07.2012 / atualizado às 09:29 · 24.07.2012 por

O PSDB do Ceará foi o partido que mais perdeu filiados para o PSD, criado no ano passado. Vários foram os prefeitos, deputados estaduais e o federal Manoel Salviano. O caso do deputado estadual e secretário dos Esportes Gony Arruda que estava sendo tratado pelo partido como questão de honra, também acabou com o Tribunal Regional Eleitoral dando ganho de causa ao parlamentar, na sessão de ontem.

Gony Arruda estava em rota de colisão com o PSDB desde a eleição de 2010, quando ele e o pai, na época prefeito do Município de Granja, decidiram votar em Cid Gomes para governador do Estado, rejeitando o candidato do partido, Marcos Cals, hoje presidente estadual da agremiação e candidato a prefeito de Fortaleza.

A primeira derrota do PSDB em querer cassar os mandatos dos deputados que deixaram o partido e se filiaram ao PSD foi no Tribunal Superior Eleitoral, onde foi dada entrada na ação contra o mandato de deputado federal Manoel Salviano. O entendimento da Justiça Eleitoral é de que deixar o patido para ingressar em uma nova sigla não é infidelidade partidária.