Busca

Categoria: Inquérito policial


23:44 · 26.09.2013 / atualizado às 23:44 · 26.09.2013 por

O Tribunal de Justiça do Ceará negou, nesta quinta-feira, o pedido do vereador Capitão Wagner de trancar os inquéritos instaurados na Polícia Militar do Ceará contra ele por insubordinação. O relator do processo de interesse do vereador foi o desembargador Inácio de Alencar Cortez Neto.

O Vereador Capitão Wagner vai ter que responder a quatro inquéritos por transgressão disciplinar e crime militar cometidos entre os anos de 2010 e 2011. Na época, o militar que hoje é vereador, teria feito comentários em programa de televisão e na Internet, apoiando manifestações de esposas de agentes da PM, e criticado a estrutura das viaturas policiais. Além disso teria atuado em panfletagem e reuniões de caráter sindical, o que não é permitido segundo o Código Disciplinar da Polícia Militar.

Ao requerer o trancamento dos inquéritos, a defesa do Capitão Wagner alegou que ele sofria constrangimentos em virtude das decisões tomadas pelo Comando Geral da Polícia, acrescentando que no período de 60 dias foi transferido três vezes.

Os integrantes do  órgão especial do Tribunal de Justiça do Ceará, concordando com o voto do relator do processo, considerou “parcos elementos de prova apresentados” pelo vereador e decidiu pelo prosseguimento dos inquéritos.