Busca

Categoria: Lançamento


14:02 · 15.03.2018 / atualizado às 14:02 · 15.03.2018 por

Após ter sido anunciado o arquivamento do pedido de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o narcotráfico no Estado, o deputado Roberto Mesquita (PSD), criticou, hoje, a decisão ao achar que o atual momento de violência é propício para fazer a investigação.

“Estamos vivendo a ditadura da maioria, que impõe à Assembleia, que se esconde debaixo de uma saia de não sei quem e (quer) que não instale a CPI do narcotráfico. O Estado está tomado pelo narcotráfico, cada cidadão em qualquer canto, está a cinco minutos de uma boca de fumo”, sustentou.

Ao responder às críticas de Mesquita, o deputado Tin Gomes (PHS), defendeu que a CPI não se torna mais “essencial”, com o lançamento, hoje, do Centro Regional de Inteligência da Polícia Federal, no Ceará. Ele negou fala de Mesquita e de outros deputados da oposição de que a decisão pelo arquivamento da CPI seja “covardia” por parte dos parlamentares.

“A CPI era essencial, no primeiro momento, agora, que tá sendo lançado o Centro Integrado de Inteligência, para descobrir onde estão os focos, que a Assembleia ia fazer com uma simples CPI? Se a gente não te condição de prender?! Não é medo, é coerência, todos nós somos deputados corajosos, cada um tem as suas delimitações”.