Busca

Categoria: Lavagem


10:57 · 11.08.2018 / atualizado às 10:57 · 11.08.2018 por

Está na coluna política do jornal O Estado de S. Paulo, deste domingo, nota sobre uma parte das despesas da Câmara dos Deputados somente com a lavagem de carros da administração e os de alguns dirigentes daquela Casa.

Leia a nota:

A Câmara dos Deputados gasta mais de meio milhão de reais por ano para lavar 83 carros oficiais. Por mês, a limpeza de cada veículo custa R$ 538 aos cofres públicos. A frota atende 19 deputados com cargos de direção e de outros departamentos. A firma mantém 11 funcionários, que se dedicam à tarefa. Até julho, o contrato com a Adjel Serviços era maior, de R$ 602 mil, mas um aditivo baixou o valor para R$ 563 mil. O negócio entre a Câmara e a empresa foi assinado em 2016, por um ano. Desde então, aditivos prorrogaram a vigência até 2019.

» Baixa. O valor do contrato baixou em julho porque a empresa dispensou um lavador de carro. Em média, um Lava Jato cobra R$ 30 em Brasília.

» Para poucos. Além dos deputados federais com cargos de comando na Câmara, também têm direito a carro oficial dois servidores: o diretor-geral e o secretário-geral da Mesa. A Casa possui seis veículos próprios e 77 locados.

» Com a palavra. A assessoria de imprensa da Câmara informou que os veículos são usados, em sua maioria, para tarefas administrativas e que, até o momento, a contratada tem cumprido suas obrigações.

Sobre CIRO GOMES

Na mesma coluna, assinada pelas jornalistas Naira Trindade e Juliana Braga, tem três notas relacionando a transposição de águas do Rio São Francisco para o Ceará e a candidatura de Ciro Gomes à presidência da República, nos seguintes termos:

» Viver… Michel Temer planeja evento para comemorar a chegada da água ao Ceará pelo canal de Transposição do São Francisco até outubro. A agenda ajuda a popularizar seu candidato, Henrique Meirelles, na terra de Ciro Gomes.

» …para vingar. Ciro e Temer travam duelo. Recentemente, o emedebista chamou o presidenciável de “pigmeu político” após ser acusado por Ciro de “ladrão” e “quadrilheiro”.

» A propósito. Temer ligou para Alexandre Baldy (Cidades), durante as férias do ministro em Miami, para agradecer por ele ter ajudado a convencer Rodrigo Maia a apoiar Geraldo Alckmin e não Ciro Gomes.

COM NAIRA TRINDADE E JULIANA BRAGA