Edison Silva

Categoria: Lula


09:48 · 26.08.2018 / atualizado às 09:50 · 26.08.2018 por
Entre os mais de 27.511 pedidos ainda em análise, o caso mais emblemático é o do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que deve ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa, por ter condenação em 2ª instância Foto: Heinrich Aikawa

Apenas 705 dos 28.216 pedidos de registro de candidatura feitos à Justiça Eleitoral já foram julgados até sábado (25).

Isso corresponde a cerca de 2,4% do total de pedidos solicitados, ou menos de 1 em cada 40. Vale lembrar que caso um candidato não tenha sido considerado apto até o dia 17 de setembro, seu partido ou coligação não poderá mais substitui-lo a tempo de que um novo nome seja incluído no sistema das urnas eletrônicas.

Entre os mais de 27.511 pedidos ainda em análise, o caso mais emblemático é o do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que pretende disputar novamente o cargo máximo do Executivo brasileiro nas eleições de outubro. No dia 2 de agosto, o então presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), qualificou a situação do petista como de “inelegilibidade chapada”, quando o quadro de inaptidão é considerado juridicamente óbvio. Lula foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão em um tribunal de 2ª instância, o que o enquadraria na chamada Lei da Ficha Limpa.

Na última sexta-feira (24), o Ministério Público Eleitoral (MPE) usou o mesmo termo para entrar com ações de impugnação de 310 pedidos de registro de candidatura.

O TSE registra em seu site um total de 123 pedidos de registro de candidatura considerados inaptos, enquanto outros 582 foram aprovados.

Pedidos feitos

Foram feitas até o dia 15 de agosto, quando se encerrou o prazo para esse tipo de solicitação, 13 pedidos de registro para candidaturas a presidente e igual número para vice-presidente (das quais 5 chapas já foram aprovadas), 199 para governador (idem para vice-governador), 351 para senador (e 706 para suplentes de senador), 8.320 para deputado federal, 17.452 para deputado estadual e 963 para deputado distrital.

10:30 · 10.07.2016 / atualizado às 10:30 · 10.07.2016 por

Desde ontem está na página do Instituto Lula a agenda do ex-presidente para sua viagem a estados nordestinos, a partir de amanhã, sem qualquer passagem por Fortaleza. Petistas daqui, porém, nos últimos dias, como fizeram anteriormente em relação à presidente (afastada) Dilma Rousseff, anunciavam uma programação de Lula na Capital cearense, para depois comunicarem que os problemas políticos em Brasília, ampliados com a renúncia do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, fizeram o ex-presidente a cancelar sua viagem.

No caso da não vinda de Dilma a alegação era a de que o governador Camilo Santana não teria pago o avião para a sua vinda, como se o Estado devesse pagar viagens para políticos virem aqui fazer campanha política.

Leia a informação que está no site do Instituto Lula:

Lula viaja a Pernambuco e Bahia

09/07/2016 11:16


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fará viagem de três dias aos estados de Pernambuco e Bahia a partir da segunda-feira (11). A viagem termina na quarta-feira (13).

Em Juazeiro (BA), no dia 11 às 14h30, Lula participa de evento “Bahia mais forte: Ações do governo da Bahia para o desenvolvimento rural”. No mesmo dia, participa do Ato da Frente Brasil Popular “Semiárido contra o golpe – Nenhum direito a menos”, Petrolina (PE), a partir das 19h.

No dia seguinte (12), em Carpina (PE), Lula estará na Plenária do 2° Conselho Deliberativo da FETAPE (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado Pernambuco) às 16h, no Recife. O evento contará com mais de 600 lideranças dos movimento sindical e de movimentos políticos.

Na quarta-feira (13), o ex-presidente irá ao Ato da Frente Brasil Popular em Caruaru, na Praça Marco Zero, marcado para as 10h. Em seguida, às 13h, visita o Assentamento Normandia, do MST.

No Recife, às 19h, Lula estará no Ato da Frente Brasil Popular em Recife, na Praça de São Pedro. No mesmo dia, o ex-presidente embarca para São Paulo.

14:18 · 31.10.2012 / atualizado às 14:18 · 31.10.2012 por

O líder da oposição na Câmara Municipal, vereador Plácido Filho (PDT), disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passou por grande vexame não só na Capital cearense, mas como em toda a Região Nordeste, onde não conseguiu eleger os candidatos petistas em Fortaleza, Salvador e nem em Recife. Já o vereador João Alfredo (PSOL) disse que Lula não deu sorte nesses municípios por onde passou.

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs