Busca

Categoria: Lula


09:48 · 26.08.2018 / atualizado às 09:50 · 26.08.2018 por
Entre os mais de 27.511 pedidos ainda em análise, o caso mais emblemático é o do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que deve ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa, por ter condenação em 2ª instância Foto: Heinrich Aikawa

Apenas 705 dos 28.216 pedidos de registro de candidatura feitos à Justiça Eleitoral já foram julgados até sábado (25).

Isso corresponde a cerca de 2,4% do total de pedidos solicitados, ou menos de 1 em cada 40. Vale lembrar que caso um candidato não tenha sido considerado apto até o dia 17 de setembro, seu partido ou coligação não poderá mais substitui-lo a tempo de que um novo nome seja incluído no sistema das urnas eletrônicas.

Entre os mais de 27.511 pedidos ainda em análise, o caso mais emblemático é o do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que pretende disputar novamente o cargo máximo do Executivo brasileiro nas eleições de outubro. No dia 2 de agosto, o então presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), qualificou a situação do petista como de “inelegilibidade chapada”, quando o quadro de inaptidão é considerado juridicamente óbvio. Lula foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão em um tribunal de 2ª instância, o que o enquadraria na chamada Lei da Ficha Limpa.

Na última sexta-feira (24), o Ministério Público Eleitoral (MPE) usou o mesmo termo para entrar com ações de impugnação de 310 pedidos de registro de candidatura.

O TSE registra em seu site um total de 123 pedidos de registro de candidatura considerados inaptos, enquanto outros 582 foram aprovados.

Pedidos feitos

Foram feitas até o dia 15 de agosto, quando se encerrou o prazo para esse tipo de solicitação, 13 pedidos de registro para candidaturas a presidente e igual número para vice-presidente (das quais 5 chapas já foram aprovadas), 199 para governador (idem para vice-governador), 351 para senador (e 706 para suplentes de senador), 8.320 para deputado federal, 17.452 para deputado estadual e 963 para deputado distrital.

10:30 · 10.07.2016 / atualizado às 10:30 · 10.07.2016 por

Desde ontem está na página do Instituto Lula a agenda do ex-presidente para sua viagem a estados nordestinos, a partir de amanhã, sem qualquer passagem por Fortaleza. Petistas daqui, porém, nos últimos dias, como fizeram anteriormente em relação à presidente (afastada) Dilma Rousseff, anunciavam uma programação de Lula na Capital cearense, para depois comunicarem que os problemas políticos em Brasília, ampliados com a renúncia do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, fizeram o ex-presidente a cancelar sua viagem.

No caso da não vinda de Dilma a alegação era a de que o governador Camilo Santana não teria pago o avião para a sua vinda, como se o Estado devesse pagar viagens para políticos virem aqui fazer campanha política.

Leia a informação que está no site do Instituto Lula:

Lula viaja a Pernambuco e Bahia

09/07/2016 11:16


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fará viagem de três dias aos estados de Pernambuco e Bahia a partir da segunda-feira (11). A viagem termina na quarta-feira (13).

Em Juazeiro (BA), no dia 11 às 14h30, Lula participa de evento “Bahia mais forte: Ações do governo da Bahia para o desenvolvimento rural”. No mesmo dia, participa do Ato da Frente Brasil Popular “Semiárido contra o golpe – Nenhum direito a menos”, Petrolina (PE), a partir das 19h.

No dia seguinte (12), em Carpina (PE), Lula estará na Plenária do 2° Conselho Deliberativo da FETAPE (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado Pernambuco) às 16h, no Recife. O evento contará com mais de 600 lideranças dos movimento sindical e de movimentos políticos.

Na quarta-feira (13), o ex-presidente irá ao Ato da Frente Brasil Popular em Caruaru, na Praça Marco Zero, marcado para as 10h. Em seguida, às 13h, visita o Assentamento Normandia, do MST.

No Recife, às 19h, Lula estará no Ato da Frente Brasil Popular em Recife, na Praça de São Pedro. No mesmo dia, o ex-presidente embarca para São Paulo.

14:18 · 31.10.2012 / atualizado às 14:18 · 31.10.2012 por

O líder da oposição na Câmara Municipal, vereador Plácido Filho (PDT), disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passou por grande vexame não só na Capital cearense, mas como em toda a Região Nordeste, onde não conseguiu eleger os candidatos petistas em Fortaleza, Salvador e nem em Recife. Já o vereador João Alfredo (PSOL) disse que Lula não deu sorte nesses municípios por onde passou.