Edison Silva

Categoria: Mapeamento


09:28 · 26.12.2017 / atualizado às 09:28 · 26.12.2017 por

Aproveitando o recesso parlamentar e a presença do senador Tasso Jereissati no Estado, os tucanos vão intensificar as discussões sobre a sucessão do governador Camilo Santana e a escolha de um dos seus filiados, ou quem venha a se filiar ao partido, para lançar como candidato a governador ou,  em último caso, aceitar um nome de outros partidos da oposição para tê-lo como candidato.

Nacionalmente o partido estuda a sua situação em cada Estado brasileiro, tendo em vista o interesse de fortalecer em cada unidade da federação a candidatura do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, à Presidência da República.

Hoje, a coluna Painel do jornal Folha de S.Paulo, destaca esse trabalho dos tucanos:

Chamada oral O PSDB vai começar a mapear potenciais candidatos a cargos majoritários nos Estados. Todos os diretórios da sigla serão procurados a partir desta quarta (27). O trabalho ficou a cargo do secretário-geral da legenda, Marcus Pestana (MG), e do primeiro-secretário, Eduardo Cury (PSDB-SP).

Planejar é preciso A dupla pretende levar à executiva nacional tucana um raio-x das possibilidades do partido para 2018, na tentativa de iniciar o ano com um mapa das alianças que poderão ser feitas pelo país.

Grana curta O PSDB também quer quantificar o número de candidatos a deputado federal e estadual que deve lançar. Motivo: sem fonte alternativa de financiamento, o dinheiro do fundo eleitoral precisará ser bem gasto.

 

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs