Busca

Categoria: Nova filiação


11:55 · 21.03.2018 / atualizado às 11:55 · 21.03.2018 por

 

Capitão Wagner evitou dar publicidade na sua filiação ao PROS, em Brasília, juntamente com o deputado Roberto Mesquita Foto: José Leomar

A filiação do deputado Capitão Wagner (PR), do deputado Roberto Mesquita (PSD) e de outros aliados seus ao Partido Republicano da Ordem Social (PROS) acontece, no fim desta manhã, em Brasília, no gabinete da liderança do partido na Câmara dos Deputados.

Ontem, no início da noite, o presidente nacional do PROS, Eurípedes Júnior, confirmou para a reportagem do Diário do Nordeste a realização do evento, no fim da manhã de hoje. Wagner e Roberto Mesquita, estavam evitando dar publicidade à filiação.

Segundo Wagner, os vereadores de Fortaleza, Soldado Noélio e Julierme Sena, ambos no PR, também deverão migrar para a legenda em outra oportunidade. Eles não estão coberto pela legislação que garante aos deputados trocar de legenda sem sofrer as penalidades da lei da Fidelidade Partidária

Capitão Wagner deixa o Partido da República, após a sigla passar para a base aliada do governador Camilo Santana (PT), sob o comando da deputada federal, Gorete Pereira, embora, mesmo antes de isso acontecer ele já demonstrava estar disposto a deixar a sigla, tanto que quando Lúcio Alcântara, o então presidente estadual lhe ofereceu o lugar ele declinou do posto.

O PR passou muitos anos fazendo oposição ao grupo político de Cid e Ciro Gomes, padrinhos políticos de Camilo, enquanto era dirigido pelo ex-governador Lúcio Alcântara e por outras lideranças como o vice-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa.

Hoje, Lúcio encontra-se fora da vida partidária, já Roberto Pessoa e sua filha, a deputada estadual Fernanda Pessoa, estão decidindo qual deverá ser a legenda que se filiarão.