Edison Silva

Categoria: Palestra


11:19 · 31.08.2018 / atualizado às 11:19 · 31.08.2018 por

Por Miguel Martins

O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, terá programação extensa na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), hoje e amanhã. O tucano participa de reuniões com correligionários, fará caminhada e carreata, dará palestra e concederá entrevistas.

O presidenciável chega a Fortaleza no período da tarde de amanhã,  sexta-feira, e dentre suas primeiras atividades de campanha está uma visita ao instituto da ativista dos direitos das mulheres, Maria da Penha. O candidato, assim como outros que já estiveram na Capital cearense, deve receber dela um documento com as diretrizes traçadas pelo que ela gostaria que fossem  adotadas pelo Governo Federal.

Alckmin, no início da noite da palestra na Federação das Indústrias do Estado do Ceará, Fiec, dentro do projeto denominado Fórum Industrial Ideias em Debate, desta instituição, que já contou com as participações de outros presidenciáveis, como Ciro Gomes (PDT), Henrique Meirelles (MDB) e Álvaro Dias (PODE).

Essa é a primeira visita do candidato tucano ao Ceará depois do início da campanha eleitoral deste ano. O postulante é um dos presidenciáveis com menor capilaridade eleitoral no Nordeste brasileiro, em especial no Ceará. De acordo com pesquisa Ibope divulgada pelo Sistema Verdes Mares (SVM), em um cenário sem Lula, Alckmin aparece com apenas 2% das intenções de voto, atrás de Ciro Gomes, Jair Bolsonaro (PSL) e Marina Silva (REDE).

Durante algumas atividades de campanha do tucano, em Fortaleza, o general Theophilo (PSDB), candidato ao Governo do Estado também estará presente, assim como o senador Tasso Jereissati (PSDB) e a candidata ao Senado, Dra. Mayra.  O outro candidato ao Senado da coligação do general Theophilo, Luiz Girão (PROS), não participará da programa de Alckmin, pois ela apoia o candidato Jair Bolsonaro. Na comitiva de Alckmin estarão, durante a visita ao Ceará, a candidata a vice-presidente,  senadora Ana Amélia (PP), e a esposa do postulante, Dona Lu Alckmin.

Na manhã de sábado, Alckmin cumprirá agenda no Município de Horizonte, na Região Metropolitana de Fortaleza, onde participará de encontro com lideranças do partido e fará caminhada pelas ruas da cidade. No período da tarde, a partir das 16 horas, o candidato se concentrará em Caucaia, quando participará de carreata pelas ruas do Município da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

11:18 · 31.08.2018 / atualizado às 11:18 · 31.08.2018 por

Por Miguel Martins

O candidato a vice-presidente pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Fernando Haddad, chega a Fortaleza nesta sexta-feira  para cumprir agenda apertada na Capital cearense. O principal encontro político do petista, porém, será com o governador Camilo Santana, quando tratarão da participação dos dois na campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dizem seus aliados.

Haddad é o potencial candidato petista à Presidência da República, caso Lula seja, definitivamente, impedido pela Justiça Eleitoral e pelo Supremo Tribunal Federal. O petista está preso desde abril passado, condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Como foi condenado em segunda instância, por um colegiado, o líder político é considerado “ficha suja”.

Haddad deve chegar a Fortaleza por volta das 15 horas, junto com Manuela D´Ávila. A comunista poderá ser a candidata a vice-presidente, caso Haddad assuma, em definitivo, a candidatura à Presidência da República no lugar de Lula. Por volta das 15h30, no comitê de campanha de Lula, localizado na Av. 13 de Maio, haverá coletiva de imprensa.

No entanto, antes da coletiva, Haddad deve se encontrar com o governador Camilo Santana, quando tratarão de assuntos relacionados à campanha dos dois. A partir das 17 horas, o candidato vai a uma  concentração na Praça da Bandeira, e de lá sairá em caminhada pelas ruas do Centro de Fortaleza até a Praça da Bandeira.

De acordo com o deputado federal José  Guimarães, que está entre os coordenadores da agenda de Haddad na Capital cearense, o governador Camilo Santana deve participar da programação do petista, por volta das 17 horas. A assessoria de imprensa de Camilo, porém, afirmou que o momento em que os petistas estarão juntos ainda não havia sido definido, mas o encontro está acertado.

Primeiramente, havia a ideia de um comício na Praça do Ferreira após a caminhada pelas ruas do Centro. No entanto, Guimarães afirmou que isso está descartado. Após a atividade no início da noite, Haddad seguirá para outros compromissos de campanha fora do Ceará.

Ainda de acordo com Guimarães, os candidatos a deputado estadual e federal do Partido dos Trabalhadores continuarão fazendo campanha unindo os nomes de Lula, Camilo e Haddad. Questionado sobre a ausência de imagens do ex-presidente junto à candidatura do governador, Guimarães afirmou que não sabia se o petista utilizaria tais imagens daqui para frente. “Eu só sei que as candidaturas proporcionais vão fazer. O resto, não sei. Vamos ver”.

De acordo com o portal Divulgacandcontas, Camilo Santana recebeu da Direção Nacional do PT o montante de R$ 392, 9 mil referentes ao Fundo Especial para investir em sua campanha. Outro petista que estará nesta sexta-feira em Fortaleza é o advogado e ex-ministro da Justiça no Governo Dilma Rousseff, José Eduardo Cardozo. Ele participará de palestra, a partir das 9 horas, na sede da Defensoria Pública do Estado.
José Guimarães informou que a vinda de Cardozo ao Ceará em nada tem a ver com a programação da candidatura a vice-presidente do partido. A palestra é aberta a todos os públicos e tem entrada gratuita. No encontro, o ex-ministro abordará o tema “A Crise do Estado de Direito” e tratará de assuntos como legalidade, direitos fundamentais, separação dos poderes e soberania do Estado de Direito.

12:11 · 25.07.2018 / atualizado às 14:15 · 25.07.2018 por

Embora o senador Tasso Jereissati (PSDB) tenha reunião hoje com lideranças tucanas e do PROS, a definição dos nomes dos candidatos a vice-governador na chapa do general Guilherme Theophilo, candidato a governador do PSDB, e a de senador, só deve acontecer amanhã ou até mesmo na sexta-feira. A convenção do PSDB e do PROS, seu aliado na disputa majoritária vai ser realizada na manhã do próximo domingo, em Fortaleza.

Hoje, o general Guilherme vai fazer uma palestra, no início da noite, no Conselho Regional de Corretores de Imóveis, sobre o mercado imobiliário dentro da sua plataforma de governo, diz nota da sua assessoria.

 

09:47 · 25.01.2013 / atualizado às 09:47 · 25.01.2013 por

O ex-ministro Ciro Gomes (PSB) defende que o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, esclareça a sociedade sobre como está a Prefeitura que ele herdou da gestão passada. Para ele, a administração da Capital cearense estava mergulhada em “esculhambação e roubalheira” e que isso pode “cair em cima” do novo gestor da cidade. Uma prova disso, salientou, foi o aumento da passagem de ônibus, decisão tomada no fim da gestão de Luizianne Lins (PT). Ciro Gomes foi o palestrante de ontem na Associação dos Jovens Empresários de Fortaleza (AJE), quando destacou também que o Ceará precisa de força política para garantir a conclusão de projetos e obras importantes, como a Transposição de águas do Rio São Francisco.
Na avaliação de Ciro Gomes, a intenção da ex-gestora de  era passar a ideia de que a decisão de aumentar a passagem de ônibus, teria sido da nova administração, enquanto Roberto Cláudio prometeu durante toda a sua campanha eleitoral que manteria o preço da passagem. Para ele, tal comportamento é “picaretagem ideológica de quinta categoria”.
O ex-ministro contou que quando assumiu a Prefeitura de Fortaleza, em 1988, o gestor que havia lhe antecedido era a então petista Maria Luiza, não encontrou na administração nenhum resquício de roubo. Ele recorda que havia muita desorganização, mas não roubalheira, fazendo questão de assegurar que Maria Luzia foi uma prefeita honesta, pontuando que, agora, Roberto Cláudio encontrou a Prefeitura em situação diferente. “A administração que se encerrou era assentada na lambança”, assegurou.
No seu entendimento, a ex-prefeita atrapalhou o crescimento de Fortaleza. Uma prova disso, considera, foi a recusa de Luizianne Lins em receber um estaleiro na área do Titazinho. “Nós perdemos 14 mil empregos numa cidade que se desindustrializou e que nos serviços, não tem conseguido oferecer os milhares de empregos que nossos jovens de nível superior precisam. É o fim da lambança, agora é divisão de tarefas e cooperação, como deve ser independente de partido”, ponderou.
Ciro Gomes destacou que Roberto Cláudio conseguiu recuperar as 80 creches doadas pelo Governo Federal e que a ex- prefeita não havia garantido, dando como justificativa, conforme pontuou, a falta de terrenos. Como o Governo do Estado já se comprometeu em cobrir todo investimento feito pela Prefeitura, serão, então, 160 creches. “O Roberto Cláudio ofereceu terreno em 48 horas e recuperou as 80 creches. Resultado, o governador está obrigado, moralmente, a entregar mais 80”, reforçou.

Pesquisar

Edison Silva

Blog da editoria Política, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

09h09mBardawil recorre ao TSE por candidatura ao Senado

09h09mVereador diz que acidentes de trânsito retiram recursos de outras áreas

09h09mEunício e Girão são os candidatos ao Senado que mais gastaram em campanha

09h09mNomes de profissões, apelidos e animais no apelo de candidatos por votos

09h09mParlamentares criticam o general Mourão

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs