Busca

Categoria: Pinto Martins


09:50 · 27.09.2017 / atualizado às 09:50 · 27.09.2017 por
Por Letícia Lima
A escolha do Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, como sede do centro de conexões aéreas do grupo franco-holandês Air France-KLM, foi comemorada ontem (26), na Assembleia Legislativa, por deputados aliados ao governador Camilo Santana (PT). A partir de maio de 2018, a Capital cearense contará com cinco voos semanais diretos, sendo três para Amsterdã (Holanda) e dois para Paris (França). Os parlamentares destacaram em seus discursos o impacto da vinda do HUB para a economia cearense, além da capacidade do Estado de fazer investimentos mesmo em meio ao cenário de crise financeira.
A deputada Bethrose (PMB) foi a primeira a subir à tribuna do Plenário 13 de Maio, nesta terça-feira, para parabenizar o governo cearense pela nova conquista. Ela considera que o Estado está “trilhando um caminho de internacionalização de seu território” e se tornando globalizado. Uma prova disso, pontua ela, é que as empresas decidiram escolher um estado fora do eixo Rio-São Paulo para sediar o centro de conexões.
“Um processo que já está apresentando bons frutos, que está fazendo o nosso estado mudar de patamar, ter distribuição de renda e fortalecimento da arrecadação de impostos, com o fomento da atividade econômica. O Ceará vai receber cerca de 40% a mais de visitantes de outros países, atraídos pelas nossas belezas naturais. Enquanto muitos estados estão tendo que parcelar salários de servidores, o Ceará está fazendo investimentos”.
Líder do governo na Assembleia, deputado Evandro Leitão (PDT), também enfatizou que o estado tem “feito o dever de casa” e atraído investimentos internacionais. Ele avalia que a vinda do centro de conexões aéreas para o Ceará será uma oportunidade para alavancar o setor do turismo e a geração de emprego e renda.
“Para que o Ceará seja interessante para investidores é preciso haver investimento forte em infraestrutura. Infraestrutura para escoar produção, integrar regiões, estimular o turismo, dar qualidade de vida aos cearenses. E é com esses atrativos somados ao nosso equilíbrio fiscal que o governador Camilo Santana tem rodado o mundo apresentando nosso Estado e prospectando negócios. O turismo tem grande impacto em nosso setor de serviços. E serviço, como sabemos, representa a maior parcela do nosso PIB. Enfim, estamos preparados para abraçar essa oportunidade”, enfatiza.
Além da atração do HUB, Evandro Leitão lembrou que o investimento de cerca de R$ 2 bilhões que a Fraport – empresa alemã que ganhou a concessão – fará no Aeroporto Pinto Martins foi um ponto importante para que Fortaleza fosse escolhida. A capital cearense disputava com Recife e Salvador. O deputado afirmou que para ser atrativo aos investidores, apesar da recessão econômica, o estado investiu “forte” em infraestrutura.
“O governador Camilo Santana tem garantido uma malha viária extensa e em boas condições de trafegabilidade. São mais de 7 mil quilômetros de rodovias pavimentadas, interligando pessoas e encurtando distâncias entre os polos de produção. Até 2018, serão investidos R$ 2 bilhões em obras de pavimentação, restauração e duplicação em todas as regiões, beneficiando toda a população cearense”.
11:28 · 04.04.2016 / atualizado às 11:29 · 04.04.2016 por

O Governo do Estado do Ceará e a Prefeitura de Fortaleza, por seus representantes, estão desenvolvendo todos os esforços no sentido de satisfazerem as exigências da da Companhia Aérea TAM, para permitir que a empresa instale o seu Hub no Ceará, aproveitando as melhorias de condições do Aeroporto Pinto Martins, mas uma nota na coluna Radar, no site da revista Veja, desta segunda-feira, diz que a privatização do aeroporto de Fortaleza não está despertando as atenções dos empresários.

A Prefeitura de Fortaleza já conseguiu aprovar isenções de impostos e redução do ISS – Imposto sobre Serviços, para facilitar os negócios da TAM. E a Assembleia Legislativa, nesta semana, deve aprovar um projeto do Governo do Estado reduzindo as alíquotas do ICMS também para atender aos interesses da TAM.

Leia a nota da coluna Radar:

As concessões dos aeroportos de Porto Alegre, Salvador e Florianópolis despertam grande interesse de investidores, especialmente estrangeiros.

O mico, por ora, é Fortaleza. Há dúvida sobre o tráfego da capital cearense, sobretudo diante da indefinição da TAM em fixar lá seu hub regional.

Em evento com potenciais interessados em Londres, a Secretaria de Aviação Civil garantiu que o leilão ocorrerá antes de agosto. Se o governo durar até lá.